Vereador pode estar entre os mortos após naufrágio no Pará

Duas pessoas morreram e outras duas continuam desaparecidas após uma embarcação de pequeno porte naufragar, na tarde do último sábado (4), no rio Araguaia, distrito de São José, em Xinguara, no sudeste paraense. Depois de um intenso trabalho de buscas​ iniciadas por um policial militar com ajuda da população logo após o acidente,​ foram encontrados​, ainda no sábado,​ os corpos de uma criança de seis anos e​, neste domingo (5),​ de uma mulher, identificada apenas como Simone Amparo Paes da Silva Ribeiro, de 39 anos.

Ambos seriam filho (do primeiro casamento) e esposa do vereador Maurisan Alves, ​de ​51​ anos​, que continua desaparecido, assim como o amigo dele, identificado como Jorge Rui de Souza alves, de acordo com as informações atualizadas pela Polícia Militar, por meio do Cabo Adlevan Rodrigues de Oliveira, comandante da PM no Distrito.

A embarcação, do tipo canoa, transportava nove pessoas, das quais cinco conseguiram nadar para a beira do rio e sobreviver:  Valdivino Vasconcelos Silva (48 anos), Edison Domiciano da Silva (42 anos), José Mário Fernandes dos Santos (adulto sem idade informada) e duas crianças, dentre elas, o filho mais velho do vereador. Testemunhas informaram que, por estarem em estado de choque, as vítimas sobreviventes ainda não comentaram o caso.

De acordo com o cabo Adlevan Oliveira, da Polícia Militar,​ responsável pelas buscas,​ ainda é cedo para apontar o que teria provocado o acidente. O que se sabe, até o momento, é que a correnteza estava muito forte no momento em que todos os passageiros​ retornavam​ de uma comemoração.

A equipe do Corpo de Bombeiros chegou ao local por volta das 12h. Em nota divulgada às 13h40, o Corpo de Bombeiros Militar do Pará e Coordenadoria Estadual de Defesa Civil informam que “duas vítimas foram encontradas e encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML)”.

U​m vídeo gravado no momento em que um ribeirinho localiza o corpo da criança morta mostra um cenário de desespero e comoção entre dezenas de pessoas, que acompanhavam as buscas. Segundo informações de moradores do município de Xinguara, Maurisan e sua família eram bastante conhecidos e queridos na cidade.​

Pesar

Por meio de nota, o Partido Democrático Trabalhista (PDT do Pará), ao qual Maurisan é filiado, informou que recebeu com tristeza a informação do acidente ocorrido no rio Araguaia. “Acompanhamos as buscas dos ainda desaparecidos e nos solidarizamos com os familiares”, diz o comunicado.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *