Barco Hospital já realizou mais de 11 mil atendimentos no oeste paraense

A expedição do barco hospital Papa Francisco e São João Paulo II está em Alenquer até 10 de março para cumprir atendimento às comunidades mais remotas da região Oeste do Pará. Entre janeiro e fevereiro, a embarcação já realizou 11.451 atendimentos e entregou 2.450 cestas básicas em passagens que fez por Faro e Curuá.

O hospital flutuante tem uma estrutura com consultórios médicos, odontológicos, centro cirúrgico, sala oftalmológica completa, laboratório de análises, sala de medicação, sala de vacinação e leitos de enfermaria, além de equipamentos para diagnósticos, como raio-X digital, mamografia, eco-cardiograma, ultrassom, eltrocardiograma. Além da atenção básica de saúde à população, as equipes atuam na prevenção e diagnóstico precoce do câncer com a realização de exames e triagem.

Assinado em 19 de agosto de 2019, o convênio entre o governo do Pará e a Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus tem oferecido assistência por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) a usuários em regiões do Pará mais remotas e com dificuldades de acesso.

O Barco Hospital mede 32 metros de extensão e possui 20 tripulantes fixos e mais 10 voluntários que se revezam em expedições que duram entre 7 e 10 dias.

Entre 06 e 13 de janeiro, a 46ª expedição aconteceu nas comunidades Aibi e Maracanã, de Faro, município paraense no extremo Oeste do Pará.  No período, foram feitos 4.624 atendimentos e entregues 1.100 cestas básicas.

“Já estamos há quase três anos nessa atividade, percorrendo os rios Amazonas e seus afluentes, levando cirurgias, consultas médicas, exames, atendimento odontológico, medicamentos, proporcionando saúde e esperança a nosso povo”, explica o frei Afonso Obici, coordenador geral do Barco Hospital Papa Francisco.

Em Curuá, a 47ª expedição esteve nas comunidades Rio da Ilha e Centro Comercial, entre 07 e 14 de fevereiro, quando realizou 6.827 atendimentos e entregou 1.350 cestas básicas.

Para a diretora do 9º Centro Regional da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Aline Liberal, as ações são de extrema importância para os municípios da região, pois leva assistência a áreas remotas.

Segundo Aline, as programações são realizadas mediante ação conjunta envolvendo a equipe de profissionais do barco, do 9º  CRS e também dos municípios, elencando assim as maiores necessidades.

“As cirurgias executadas durante a expedição são em pacientes do próprio município que, na maioria das vezes, já aguardavam por meses para realizar o procedimento, contribuindo para que reduzam e até mesmo zerem os números de pacientes em fila. Os demais atendimentos como consultas e exames também contribuem de forma significativa para a melhoria da qualidade de vida desses comunitários”, avalia a diretora do 9º CRS.

Atualmente o barco está em Alenquer, onde começou a atender a população urbana do município no dia 03 no Porto Clube dos 50 da Luana,  e desde terça-feira, 08 atende a comunidade Atumã, na zona rural.  Para o titular da Sespa, Romulo Rodovalho, o barco tem sido uma importante parceria para ajudar a levar atendimento às comunidades mais remotas. “Os serviços contribuem na missão do Governo do Estado de levar saúde por todo o Pará. Prestamos nossos agradecimentos aos profissionais de saúde e voluntários do barco hospital, bem como ao apoio das prefeituras municipais que os receberam”, salienta.

RG 15 / O Impacto com informações da SESPA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.