Jovem que matou padre na ocupação do Juá é condenado a 19 anos de prisão

Por maioria de votos, os sete jurados acataram a tese da acusação, e estabeleceram a culpa do réu Christian Roberto da Silva, por homicídio qualificado por motivo fútil.

A pena de 19 anos de reclusão em regime fechado foi aplicada pelo juiz Gabriel Veloso de Araújo, presidente do Tribunal do Júri, cuja sessão ocorreu na quinta-feira (24). A defesa pode recorrer da sentença.

Christian Roberto da Silva matou o Padre José Ronaldo Gomes Brito, vigário da paróquia da cidade de Belterra e membro da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Santarém, na madrugada do dia 1º de janeiro de 2021.

Padre José Ronaldo

O CRIME

O Pároco de Belterra, Padre José Ronaldo Brito, 38 anos, foi encontrado morto no início da tarde do dia 3 de janeiro de 2021 (domingo), em uma residência na ocupação do Juá, em Santarém.

A Polícia Militar foi acionada e manteve isolado o local. O delegado plantonista da Seccional de Polícia Civil acionou a equipe do CPC Renato Chaves para levantamento de local de crime e remoção do corpo para exame de necropsia.

O corpo do religioso apresentava perfurações. O crime comoveu os santarenos e belterrenses.

As investigações realizadas pela Polícia Civil avançaram e chegaram a identificação do autor, que se apresentou na delegacia, na presença de um advogado, onde teria confessado o crime, que segundo ele, aconteceu na madrugada de 1º de janeiro.

PRISÃO

Christian Roberto da Silva, 19 anos foi preso no dia 11 de janeiro de 2021, por equipes da Delegacia de Homicídios do município, da 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil e da Superintendência Regional do Baixo Amazonas. O acusado estava escondido na casa de familiares, no bairro do Aeroporto Velho.

Ao longo de toda a semana, policiais civis realizaram busca no imóvel indicado como residência do suspeito, mas ele não foi encontrado. Os policiais também estiveram em endereços de familiares, de pessoas que conhecem Christian e em comunidades próximas, informou na época a delegada Raissa Beleboni.

O preso foi submetido ao exame de corpo de delito e encaminhado à Central de Triagem Masculina de Santarém.

O Impacto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.