Brasileirão – Cinco ainda brigam pelo título

Jobson pediu desculpas e terá nova chance no Botafogo

Corinthians e Fluminense disputam acirradamente o título do Brasileirão deste ano. O Cruzeiro também tem chances de conquistar o título. O Botafogo e Atlético Paranaense correm por fora, com remotas chances. O Corinthians, com 63 pontos, está na liderança e depende só dele para conquistar o título e joga neste domingo contra o Vitória, na Bahia. O Fluminense está logo atrás com 62 pontos e joga contra o São Paulo, no domingo, em São Paulo. O Cruzeiro está com 60 pontos e joga domingo contra o Vasco, em Minas Gerais. Outros dois times que ainda têm remotas chances são: O Atlético Paranaense, com 56 pontos,  enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre, neste sábado, no estádio Olímpico; e o Botafogo, também com 56 pontos, joga contra o Internacional, no domingo, no estádio Engenhão.

Nova Chance – O polêmico atacante Jobson foi perdoado mais uma vez. Após faltar ao treino da última sexta-feira, ele treinou à parte durante toda esta semana e corria o risco de não ser relacionado para o duelo entre Botafogo e Internacional, no domingo. No entanto, após uma conversa com o técnico Joel Santana e o restante do elenco, recebeu mais uma chance.

“Tivemos uma conversa com os jogadores e achamos melhor nesse momento reintegrar. Vamos esperar o que vai acontecer”, anunciou Joel, após as atividades desta sexta. “Ele faz parte do grupo. Se vai entrar jogando ou não, é outra história”.

Após o novo deslize, Joel Santana chegou a mostrar desânimo quanto ao aproveitamento do talento do atleta. A conversa no gramado do Engenhão, porém, parece ter mudado a ideia do comandante.

“A vida não perdoa. Ele é um jogador jovem e estamos procurando dar as oportunidades necessárias para não sofrer no futuro. Já vem sofrendo, assim como a família e nós, que gostamos dele. Estamos dando a mão, reintegrando, pensando no lado profissional e emotivo”, acrescentou o treinador, que não deve tolerar novos erros.

“Ele não é criança. Vamos ver se estará comprometido com o Botafogo, dar mais um crédito não custa nada. Seria uma grande vitória para o jogador e para o clube”, concluiu.

De volta após ser suspenso por uso de doping, Jobson apresentou lampejos do bom futebol jogado em 2009, mas não conseguiu se livrar das confusões. Além da ausência no treinamento, ele quase foi preso após a partida entre Botafogo e Avaí, na Ressacada, por ter respondido a provocações de torcedores mostrando-lhes o órgão genital.

Pressão – Os portões do Engenhão ainda estavam fechados para os jornalistas quando quatro integrantes de uma torcida organizada do Botafogo invadiram o treino do time e, à beira do gramado, gritaram palavras de ordem para Jobson. A polícia foi acionada e rapidamente conteve os invasores. Por causa do incidente, o treinamento deste sábado, em General Severiano, será fechado ao público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *