Uso do cartão de crédito pode trazer dívidas difíceis de quitar

Cartão de crédito, dinheiro caro

O livro “Como Fazer o Orçamento Familiar”, da “Série Sucesso Profissional Finanças Pessoais”, da Publifolha, mostra as vantagens e desvantagens de possuir um cartão de crédito. De maneira clara, objetiva e simples, o título mostra ainda as diferenças entre as taxas cobradas nos cheques, formas de preenchê-lo corretamente e os diferentes níveis de riscos a que um investidor está sujeito no momento de sua aplicação financeira.

Confira agora as vantagens, desvantagens, cuidados e dicas para lidar com seu cartão de crédito.

O Cartão de Crédito é um instrumento bastante versátil e útil, mas deve ser utilizado com cuidado para evitar dívidas que se tornem muito difíceis de quitar. Uma distinção a ser feita é entre o cartão de compra e o cartão de crédito. No primeiro você faz a compra e paga integralmente no vencimento do cartão. Já o segundo oferece financiamento.

Institucional. Traz a marca da administradora, em geral ligada a um banco. Tem relação direta com sua conta corrente e sua compra pode reduzir algumas tarifas bancárias.

Desvantagens- Os cartões têm algumas desvantagens, mas a maior parte delas pode ser evitada com o uso racional desse instrumento de pagamento. Veja os detalhes a que você deve ficar atento:

Anuidades. Você paga uma anuidade para ter um cartão. Essa anuidade varia muito. Pesquise, pois alguns são oferecidos gratuitamente.

Juros. Os juros do cartão de crédito, principalmente no crédito rotativo que você obtém quando não paga a fatura toda, são dos mais altos do mercado. Nos últimos tempos, esses juros têm se situado ao redor de 11% ao mês, o que resulta em 250% ao ano.

Compras por impulso. Aqui reside talvez a maior desvantagem do cartão de crédito. Você compra muito por impulso, já que todo mundo aceita o cartão, e muitas vezes adquire coisas de que realmente não precisa.

Limite. Muitos cartões estabelecem limites para os seus gastos. Os limites são calculados subtraindo o total que você tem financiado. Se você tem um limite de R$ 4.000 e fez uma compra no valor de R$ 1.500 financiada em três vezes, seu limite é agora de R$ 2.500.

Quando você pagar a primeira parcela, ele irá para R$ 3.000 e assim por diante, só retornando aos R$ 4.000 depois que todas as parcelas estiverem quitadas.  O uso indiscriminado do cartão de crédito pode gerar problemas imensos para sua família. Uma dívida de R$ 5.000 mantida durante um ano no cartão vai chegar a R$ 17.500! Use o cartão apenas como um mecanismo de compra, não de crédito. Se você precisar de dinheiro,

existem outras formas mais baratas, como o crédito pessoal. Além disso, planeje sempre. Se você realmente precisa financiar a compra pelo cartão de crédito, faça isso no momento da compra. As lojas geralmente oferecem o parcelamento em três vezes sem juros. Claro que, se você comprar à vista, poderá obter desconto. Então não se trata de um financiamento sem juros, mas estes são menores que os cobrados pelo cartão.

Fraudes.– Apesar de fraudes serem raras nos cartões de crédito, previna-se. Se estiver comprando pela internet, procure os sites mais conhecidos. Se a compra for numa loja com mecanismo de registro manual, exija o carbono que contém o número do seu cartão. São cuidados simples que podem evitar muitos problemas. O cartão de crédito é um instrumento de pagamento que deve ser utilizado com muito cuidado e planejamento.

Folha On line- Dinheiro

Deixe seu comentário aqui: