Com festa no Serra, Goiás vence, convence e sai na frente na decisão

Goias vence o Independiente por 2 a 0 e põe a mão na taça da Sula-Americana

Com o Serra Dourada lotado de camisas verdes, o Goiás conseguiu um importante resultado no primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira: bateu o Independiente por 2 a 0, com gols da dupla Rafael Moura e Otacílio Neto, e viaja com um pouco mais de tranquilidade para decidir a taça na próxima quarta-feira, em Avellaneda, na Argentina. Eficiente na marcação e rápido na criação, principalmente no primeiro tempo, o Esmeraldino soube aproveitar o desespero dos visitantes, que tentavam não levar gols, mas fracassaram. Na segunda etapa os brasileiros relaxaram e até sofreram perigo de um oponente com um homem a menos, mas mantiveram o placar favorável

Com o resultado, o time goiano pode perder por um gol de diferença que se sagra campeão. Na final, não há mais a questão do peso para o tento marcado fora de casa, o que vale é o saldo de gols dos dois jogos entre as equipes. A vantagem é brasileira.

Festa alviverde na primeira etapa

A torcida do Goiás ouviu o apelo de Rafael Moura, e mais de 35 mil apaixonados lotaram o Serra Dourada, gritando com toda força para incentivar o time. Os torcedores do Independiente eram cerca de 2 mil, mas mesmo em minoria estava eufóricos. Houve confusão entre eles e a Polícia, que precisou diminuir o espaço dos visitantes para acomodar mais esmeraldinos. Mas os policiais conseguiram controlar o tumulto (assista ao vídeo).

O Goiás, com apoio total, adotou o tradicional 3-5-2, mas não deixou de atacar em nenhum momento. O técnico Artur Neto queria a vitória em casa para ir para Buenos Aires, na próxima semana, com vantagem. O que o Esmeraldino encontrou foi um time muito fechado, que aparecia nos contra-ataques e nas bolas paradas. E abusava um pouco das entradas duras. Velasquez e Galeano logo foram advertidos com cartões amarelos.

O dono da casa, determinado, conseguiu chegar ao primeiro gol em um lance de raça. Carlos Alberto, que já tinha carimbado o goleiro Navarro, brigou pela bola com um defensor argentino e, sem querer, tocou para Rafael Moura balançar a rede na pequena área, aos 14 minutos. Explosão da torcida e festa do He-Man, que marcou seu sétimo gol na competição: 1 a 0 para o Goiás.

O Independiente precisou se arriscar um pouco mais para tentar o empate. Até ameaçou Harlei, mas logo tomou outra ducha de água fria: Marcelo Costa, um dos destaques do anfitrião, carregou a bola e achou Douglas, que passou rasteiro para Otacílio Neto empurrar para o gol: 2 a 0 e mais festa alviverde! O atacante, autor do gol, correu ao banco de reservas para comemorar com o técnico e com os companheiros.

Mesmo com o segundo gol, o Goiás não sossegou e tentou ampliar. Com boas jogadas de Marcelo Costa, o time tinha velocidade com Saci e Douglas, e presença de área com Moura e Otacílio Neto. Mas precisava se cuidar um pouco mais na defesa, já que o time argentino se abriu ainda mais e tentou de tudo para buscar um gol. Harlei fez boas defesas e não deixou os hermanos marcarem. E o dono da casa foi para o intervalo com a importante vantagem no placar. O Serra lotado seguia em festa.

Por Carolina Elustondo Goiânia

Deixe seu comentário aqui: