Enem será reaplicado nesta quarta em 17 estados

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será reaplicado nesta quarta-feira (15), das 13h às 17h30, em 218 cidades de 17 estados brasileiros. Foram convidados pelo Instituto Nacional de Estudos Educacionais Anísio Teixeira (Inep) 9.500 estudantes prejudicados por problemas de impressão do caderno amarelo. Serão reaplicadas apenas as provas de ciências humanas e ciências da natureza.

Inicialmente, o Inep havia identificado 2.817 estudantes prejudicados por problemas de impressão na prova amarela. Em 10 de dezembro, anunciou que o número foi ampliado para 9.500 estudantes.

Segundo o Inep, os estudantes foram identificados a partir dos dados fornecidos pelo consórcio Cespe/Cesgranrio apurados nas atas dos 116.626 locais de prova. Eles foram avisados por e-mail, SMS e telegrama.

Ninguém é obrigado a fazer a nova prova, de acordo com o instituto. Quem não comparecer terá corrigida a prova anterior. Quem fizer o novo exame automaticamente o substitui pelo anterior.

Paraná e Santa Catarina têm mais de 60% dos alunos convidados para a nova prova, segundo o instituto. Em Santa Catarina, a prova será reaplicada em 42 municípios. A maior ocorrência de problemas aconteceu em Chapecó (SC) e Concórdia (SC). No Paraná, 95% dos casos ocorreram em Curitiba. Outros cinco municípios do Paraná terão aplicação da prova, de acordo com o Inep.

As provas serão aplicadas nos seguintes estados: Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Ceará, Sergipe, Piauí, Pernambuco, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Bahia, Rio Grande do Sul, Pará. Tocantins, Goiás, São Paulo e Amazonas.

Os estudantes que solicitarem terão à disposição uma declaração de comparecimento para justificar a ausência ao trabalho, segundo o Inep.

Presidiários
Nesta quarta-feira, presidiários ou adolescentes que cumprem medidas socioeducativas privados de liberdade também farão o Enem. O exame continua na quinta-feira (16). No total, segundo o Inep, há 15 mil candidatos inscritos em cerca de 500 unidades prisionais. No ano passado, 10.698 presidiários fizeram o Enem.

Do G1, em São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *