Polícia investiga leilão de Virgindade

Em entrevista à TV Pirajuçara (afiliada da Record), uma das vítimas revelou a participação de ‘pessoas influentes’. Após denúncia do Conselho Tutelar, a Polícia Militar impediu a realização de uma festa em um bar da zona rural, na semana passada. Duas adolescentes foram flagradas ingerindo bebida alcoólica e ‘à espera de clientes’. Tais da Silva Costa, de 23 anos, e Gisela Oliveira dos Santos, de 28, chegaram a ser presas, mas responderão em liberdade. Elas são acusadas de exploração sexual de vulneráveis. ‘Eu vou morrer. Essas meninas (promotoras da festa) são o cão e elas conhecem muita gente ruim’, afirmou a adolescente.

Advogados, juízes, fazendeiros e políticos também são investigados no caso. ‘Eu sabia que ia ser uma farra, porque nesse bar nada é proibido, todo mundo pode ficar com todo mundo’, contou a garota à TV.

Por Ricardo Rodrigues, estadao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *