Polícia prende dupla que festejou Natal com tiros em Óbidos

Francisco foi preso após promover tiroteio

Mais duas prisões de criminosos foram efetuadas por policiais civis e militares, em Óbidos, no Oeste do Pará. Sob comando do delegado Elinelson de Oliveira Silva, com apoio da PM, os policiais prenderam em flagrante Francisco dos Santos Marinho e Edison Mauro Nunes da Cruz, na noite do último dia 24, por porte e disparo de arma de fogo. O delegado salienta que as prisões foram efetuadas após Francisco Marinho, de posse de revólver calibre 32, disparar em direção ao quintal da casa onde estava um policial civil. O investigador Marcos Magalhães Rebouças participava de uma confraternização de Natal no local. Com o tiro, as pessoas correram do interior da casa para ver o que havia ocorrido.

Policiais civis e militares  deslocaram-se até o local e prenderam os acusados. Em interrogatório, o delegado apurou que, após o disparo, Edison da Cruz tomou o revólver das mãos de Francisco e o escondeu em uma gaveta, no quarto de um de seus filhos, na tentativa de evitar que os policiais a encontrassem. Após revista na residência, a arma foi localizada e apreendida. O armamento foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil para providências cabíveis. Ainda, por ocasião da revista na residência, os policiais encontraram outra arma de fogo, tipo rifle, de calibre 22, de propriedade de Edison Mauro.

A arma também foi apreendida e apresentada na unidade policial juntamente com os presos. Ambos foram enquadrados nos artigos 14 e 15, da lei 10.826, de 2003. Os dois acusados foram conduzidos à unidade policial para formalização das prisões. Os flagrantes foram homologados pelo Poder Judiciário. Os presos ficarão recolhidos na cela da Delegacia da Polícia Civil, enquanto aguardam autorização para transferência a uma casa penal do Estado, onde deverão permanecer recolhidos à disposição da Justiça.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *