Aeroviários e aeronautas descartam greve no Ano-Novo

A paralisação dos trabalhadores do setor aéreo durante o período do Ano-Novo está descartada. A decisão foi tomada na tarde de hoje (29), após reunião entre Sindicato Nacional dos Aeronautas, Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) e Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), no Rio de Janeiro.

O secretário-geral do SNA, Marcelo Schmidt, afirmou que houve avanços nas propostas discutidas, permitindo uma aproximação entre os percentuais reivindicados pelos trabalhadores e o índice de reajuste oferecido pelas empresas.

“Foram retomadas as negociações com as empresas. Isso afasta o risco de uma paralisação [no Ano-Novo]. O sindicato patronal cedeu de uma parte e nós cedemos de outra. Vamos avaliar as propostas e buscar um meio termo”, afirmou Schmidt.

Segundo ele, se houver problemas nos aeroportos durante o feriado do Ano-Novo será por questões ligadas ao excesso de carga horária das tripulações, que são obrigadas por lei a não ultrapassar o limite, ou por eventual desorganização do sistema.

“Os problemas estruturais da aviação continuam. A sujeira não pode ser varrida para baixo do tapete. Não existe política de aviação no Brasil e as empresas aéreas continuam sem contratar funcionários.”

A próxima rodada de negociações deverá ocorrer até o dia 12 de janeiro.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *