Descaso – Hospital de Monte Alegre não possui medicamentos

Jardel faz descaso com saúde pública

O Ano novo continua com os velhos problemas no município de Monte Alegre, localizada na região Oeste do Pará, integrante da Calha Norte. Reclamações não param de chegar à nossa redação, falando dos desmandos do prefeito Jardel Vasconcelos, em sua maioria as reclamações que chegam ao jornal O Impacto referem-se ao péssimo atendimento no Hospital Municipal de Monte Alegre.
Histórico do descaso – Desde o dia 01 de janeiro de 2008, data em que o prefeito Jardel Vasconcelos assumiu a gestão municipal, a situação no Hospital Municipal mudou, ficou bem pior. Nos dois anos de seu quarto mandato, o alcaide montealegrense já nomeou e exonerou a bel prazer diversos “secretários”, sem que nenhuma das pessoas indicadas ao cargo -não se sabe se por falta de competência ou espaço- sequer amenizou a situação de penúria a que são obrigadas a amargar as pessoas que procuram o hospital público de Monte Alegre, principalmente pessoas carentes da região, que em alguns casos, voltam da porta do Hospital por falta de atendimento.
No local, que deveria servir à saúde pública, a situação de penúria é lamentável, vergonhosa e repudiante. Para se ter uma idéia da extensão do descaso administrativo, é oportuno registrar que nem medicamentos básicos existem para servir à população.
Segundo informes do jornalista Edmundo Baia, o prefeito Jardel Vasconcelos jogou a vice-Prefeita para segurar os “pepinos” na Secretaria Municipal de Saúde. “Uma cidadã que, em toda a sua vida pregressa, atuou na área educacional, onde obtinha um ótimo conceito junto à população, mas que desde que resolveu praticar a política partidária aliciada pelo grupo dos maus políticos da cidade, vai indo rumo à decadência moral e profissional”, informou Edmundo Baia.
População pede cassação de Jardel – Edmundo Baia afirma que os noticiários dos desacasos permitidos pelo alcaide Jardel Vasconcelos, de Monte Alegre, divulgados nas páginas do jornal O Impacto, são verdadeiros. “O arrependimento da população por ter acreditado nas lábias do prefeito Jardel e seu subordinados, já produz enraivecimento no povo, que aguarda com ansiedade a cassação de seu mandato. O jornalista enfatiza que “o prefeito Jardel carrega nas costas dezenas de processos na justiça. Recentemente, um grupo de cidadãos e cidadãs monte alegrenses enviaram ao governador Simão Jatene um documento solicitando que a cidade volte a ser Estância Hidromineral, na esperança de que o governo Estadual nomeie um cidadão de bem para governá-la”, escreveu o jornalista.
Esta reclamação municipal, que deve ser levada ao conhecimento do governador Simão Jatene (PSDB), tem sua razão de ser. Ruas esburacadas e sem iluminação pública, praças abandonadas, são parte integrante do grande caos que se instalou na cidade de Monte Alegre, que possui um povo triste e revoltado, por obra e graça do prefeito Jardel Vasconcelos.

Hospital de Monte Alegre pode fechar por falta de medicamentos

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Descaso – Hospital de Monte Alegre não possui medicamentos

  • 9 de junho de 2011 em 23:39
    Permalink

    VOLTA JORGE BRAGA, PELO AMOR DE DEUS!

    Resposta
  • 28 de Abril de 2011 em 14:34
    Permalink

    Amigos temos que orar a Deus pedindo que Ele abençoes os nossos governante, só Ele pode mudar o rumo de nossa hitoria.

    Resposta
  • 18 de Março de 2011 em 16:16
    Permalink

    É realmente vergonhoso oq nós montealegrenses estamos passando novamente nesse governo.Oq vemos é um grande descaso em todos os setores adiministrativos principalmente na saúde e na educação.Desde o dia 14 de Março de 2011 os professores estão sendo punidos pelo prefeito,simplesmente por politicagem.Agora eu pergunto será q os professores devem ser fies a sua profissão ou ao prefeito?Simplesmente é revoltante…

    Resposta
  • 17 de Janeiro de 2011 em 22:30
    Permalink

    Infelizmente Monte Alegre está nesta situação devido a fragilidade política que se instalou na cidade, onde um prefeito poderia marcar sua história como herói, por trazer progresso para a cidade, hoje é manchado como criminoso e péssimo administrador público.
    As últimas notícias são lastimáveis e dignas de atenção, a epidemia de dengue está descontrolada, fato esse que pode ser explicado pela precária, se não inexistente, coleta de lixo. A prevenção através de agentes de saúde, controle através dos postos de saúde de pessoas com sintomas da doença e, principalmente, de atenção às pessoas já infectadas, atenção esta que deve ser acompanhada de um digno tratamento médico, com o mínimo de equipamentos e remédios disponíveis, poderiam ser ações de política pública humanitária.
    A população não pode ficar de braços cruzados esperando a decisão da justiça. Fechar ruas, depositar lixo em frente a prefeitura, chamar a imprensa, fazer manifestação. Hoje temos a facilidade de como as informações circulam mais rápido através da internet e também das facilidades que a maioria dos celulares tem câmera fotográfica, se cada um fizer sua parte em denunciar esse tipo de administração, o Ministério Público vai dar atenção especial à cidade, e com certeza tomará as medidas necessárias para que a população não sofra ainda mais.
    Parece que a única “boa notícia” é a possibilidade de cassação do mandato desde que já foi admirável prefeito (posso até ser criticado).
    Solicito ao Edmundo Baia que jamais deixe de relatar os abusos no nosso município.

    Abraços aos Monte Alegrenses.

    Resposta
  • 16 de Janeiro de 2011 em 15:23
    Permalink

    Até quando o povo de Monte Alegre vai ser obrigado a conviver com esse tipo de governantes sem compromisso, a cidade nao tem recolhimento de lixo diário, o hospital nao tem médicos para atender a população, a Educação vai de mal a pior, as ruas do municipio é uma vergonha, e pra piorar a frase preferida deles é “o municipio nao recebe verba do governo federal, QUE MENTIRA”. O povo nao é mais bobo, visitem o Portal da transparência e veja quantos milhões o governo federal destinou para Monte Alegre!

    Resposta
  • 15 de Janeiro de 2011 em 09:10
    Permalink

    Mudaram a pintura de fora, mais a podridão impera por dentro. Se falta remédios, será que tem comida para os pacientes? O prefeito só coloca secretários que ele possa comandar, ele pensa que tudo funciona como na época que ele era diretor do antigo SESP.

    Resposta
  • 14 de Janeiro de 2011 em 18:46
    Permalink

    A situação do hospital municipal é uma vergonha, o prefeito ainda coloca na secretaria de saúde uma pessoa que não entende “PN”, sou doador de sangue e agora não posso mas dor, pois fiseram um predio do hemopa e não tem ninguem que possa colher sangue, isso é um descaso e uma falta de vergonha, moro em monte alegre e conheço muito bem a realidade, não só do hospital como da cidade toda.

    Resposta
  • 14 de Janeiro de 2011 em 08:35
    Permalink

    Não sei como um prefeito desse tipo administra um municipio e o ministerio público não faz nada. É uma vergonha a estrutura da administração público de monte alegre. Comenta-se na cidade que empresas fantasamas estão tirando dinheiro do povo atraves de varias secretarias.Esse prefeito é grosso sem educação. Humilha as pessoas. Quando o MP vai interferir para saber da verdade.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *