Prefeita anuncia funcionamento de escola em período integral

Entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (12), pela prefeita Maria do Carmo

Saúde, infraestrutura e educação foram algumas das áreas governamentais abordadas em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (12), pela prefeita Maria do Carmo. A gestora municipal iniciou a conversa falando sobre o processo democrático de eleição de diretores e vice-diretores, coordenado pela secretaria de Educação (SEMED). “Ainda esta semana, será oficializado o resultado da eleição. Para as escolas em que não foram preenchidas as vagas, vamos definir junto à comunidade, se permanecerão os mesmos diretores e vices ou serão indicados indicar outros”, informou.

Também sobre investimentos na educação, Maria do Carmo falou que até março deste ano, a prefeitura deverá inaugurar novas escolas, entre elas, Frei Fabiano (Caranazal), que funcionará em tempo integral para crianças a partir dos 7 anos de idade; e a escola Wilde Dias da Fonseca (Nova República), que atenderá mais de 1.000 alunos que hoje estudam em anexos na grande área da Nova República. “Também entregaremos outra escola de Ensino Infantil Integralizado, para crianças de 1 a 5 anos de idade. Será prioridade para o nosso governo inserir as crianças de idades iniciais em nossa escolas. As mães interessadas devem nos procurar”, explicou.

Sobre infraestrutura urbana, a prefeita relatou que o asfaltamento da avenida Tancredo Neves foi concluído; nos próximos dias serão finalizados os trabalhos de pavimentação da Avenida Rouxinol e o recapeamento da São Sebastião; e ainda este mês, a prefeitura deverá iniciar as obras de recapeamento da Avenida Presidente Vargas.

Para a Avenida Dom Frederico Costa, Maria do Carmo isse que o governo está em busca de recursos para recuperá-la. A respeito do Terminal Hidroviário de Cargas e Passageiros que está sendo construído no bairro da Prainha, a gestora municipal disse que a primeira, de quatro etapas da obra orçada em R$ 16 milhões, está prevista para ser entregue no mês de junho por ocasião da programação de aniversário dos 350 anos de Santarém. “A obra não está parada. Neste momento estão sendo construídos os flutuantes. Assim que ficarem prontos, vamos retirar as grandes embarcações do porto improvisado da praça Tiradentes e transferi-las para o novo local”.

Sobre as ações governamentais para evitar alagamentos e deixar o sistema viário trafegável durante o período de chuva, a prefeita explicou que a secretaria de Infraestrutura (SEMINF) vai intensificar a Operação Inverno, desobstruindo galerias e bueiros, e a Defesa Civil Municipal vai continuar monitorando e trabalhando preventivamente em áreas consideradas de risco. “Amanhã (13), teremos uma reunião para definir um Plano de Ação. Vamos inclusive verificar se trechos do cais de arrimo, considerados críticos, precisarão ser reforçados”, declarou.

A maioria dos questionamentos dos jornalistas foi sobre a grande demanda de pacientes no Pronto Socorro Municipal e o número insuficiente de médicos. “É fato. Temos dificuldades em contratar médicos para atenderem no PSM, apesar de oferecermos um salário de R$ 7,5 mil (líquido) para que esse profissional fique de plantão na urgência e emergência. Continuamos tentando resolver o problema e precisamos que a população nos ajude, procurando somente o Pronto Socorro nos casos de maior gravidade. Nos próximos dias teremos que tomar uma decisão: ou atenderemos no PSM somente os casos de urgência e emergência; ou vamos dialogar com o Ministério Público para contratarmos médicos de Belém, junto à Cooperativa de Médicos, a exemplo do que já fizemos e tivemos que parar por conta de uma ação judicial movia pela oposição. Será o único jeito de resolvermos esse problema”, relatou Maria do Carmo, que depois respondeu a outros questionamentos.

Essa foi a primeira entrevista de 2011 concedida por Maria do Carmo à imprensa local.

Portal na Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *