PF realizará prisões de falsos pescadores em Santarém

Falsos pescadores, beneficiados pelo Seguro-Defeso, serão presos pela PF

A imprensa noticiou esta semana que a Polícia Federal de Santarém está de olho em falsos pescadores que estariam sendo beneficiados com o Seguro-Defeso. Fato é que muitos desses “pescadores de araque”, que nunca pegaram em uma rede para pescar, nem uma única vez entraram em uma canoa,  estariam usufruindo do benefício.

 O Seguro-Defeso é um beneficio recebido pelos pescadores no período de reprodução dos peixes mais comercializados. Pelo menos é o que deveria ser, pois dezenas de pessoas estão recebendo o benefício sem sequer terem entrado um dia em uma canoa. A equipe do jornal o Impacto esteve na Delegacia de Polícia Federal, em Santarém, porém, a delegada titular Dra. Graça Malheiros não quis falar sobre o assunto.

Mas, informes vindos da imprensa na capital, divulgam que vários inquéritos já foram abertos pela Polícia Federal de Santarém e que as investigações já acontecem há alguns meses, dependendo da decisão da Justiça Federal, para que as prisões sejam efetuadas.

A Polícia Federal não divulga nomes para não atrapalhar, mas garante que a situação já está insustentável, não só em Santarém, mas em toda a região Oeste paraense. “Nós temos inquéritos aqui. Não podemos dizer quantos, mas é mais de um. Sabemos que tem pedreiro ganhando como se fosse pescador”, informou à imprensa da capital o agente da PF de Santarém, Wilses Tavares.

O Agente Federal afirma que a Polícia Federal tem dificuldade em obter informações junto aos órgãos que regulamentam a emissão dos requisitos para a liberação do seguro, como a carteira de pescador, por exemplo. Mas ele explica que, “se a Justiça Federal determinar a divulgação dessas informações, entidades representativas de classe e órgãos públicos não terão como negá-las”, enfatizou.

Por: Carlos Cruz 

Um comentário em “PF realizará prisões de falsos pescadores em Santarém

  • 4 de Fevereiro de 2011 em 12:28
    Permalink

    Gostaria que outros municipios fossem investigados, pois, isso acontece pelo Brasil afora. No municipio de Gurupá-Pa onde moro existem donos de supermercado, donos de farmacia, açougueiros, moto-taxistas, enfim, uma quantidade enorme de gente que nunca sequer pegou em uma linha de pesca e que usufrui desse benefício. Cadeia neles e nos presidentes das colônias de pescadores!!!

    Resposta
  • 4 de Fevereiro de 2011 em 12:13
    Permalink

    Gostaria que outros municipios fossem investigados, pois, isso acontece pelo Brasil afora. No municipio de Gurupá-Pa onde moro existem donos de supermercado, donos de farmacia, açougueiros, moto-taxistas, enfim, uma quantidade enorme de gente que nunca sequer pegou em uma linha de pesca e que usufrui desse benefício. Cadeia neles!!!

    Resposta
  • 4 de Fevereiro de 2011 em 08:59
    Permalink

    Todos nós sabemos que foi o então candidato a Dep. Estadual e o entâo Miriquinho Batista candidato a Dep. Federel, ambos eleitos, que fizeram essa pouca vergonha em troca de votos…se a justiça vai penalizar alguém que o faça mas que sejam todos e principalmente os principais responsáveis, os que ofereceram a barganha, pois os que aceitaram são cidadão que agiram errado mas são cidadãos fragilizados. Se é pra fazer justiça então vamos fazer direito.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *