Pantera empata com a Tuna em jogo tumultuado e técnico é demitido

Técnico Sebastião Rocha

O jogo entre São Raimundo e Tuna Luso, disputado ontem à tarde, o estádio Barbalhão, em Santarém, terminou empatado, em 3 x 3. No jogo “lanternas” do Parazão, um resultado nada favorável para nenhuma das equipes: o empate de 3 a 3 deixou os times em situação complicada no Campeonato.

Mesmo jogando fora de casa, a Tuna Luso teve todas as chances de sair vitoriosa do confronto. Jogou a maior parte do segundo tempo com dois homens a mais, numa noite em que Felipe Mamão fez a diferença e marcou os três gols da equipe na partida.

Mas, uma falha da zaga e a bravura do time santareno sobressaiu, e o São Raimundo arrancou o empate por 3 a 3 no finalzinho da partida.

PRIMEIRO TEMPO

A Tuna abriu o placar aos 20 minutos do primeiro tempo, com gol de Felipe Mamão, após a bola ter sido rebatida pelo goleiro. Em seguida, o São Raimundo não se intimidou e empatou o jogo com gol de Daniel, que chutou rasteiro; e virou a partida aos 37 minutos, com gol de Jardel, de cabeça.

No finalzinho do primeiro tempo, Coelho, estreante do São Raimundo, fez falta na pequena área e o juiz, em cima do lance, marcou o pênalti e expulsou o jogador, que já tinha um cartão amarelo. Felipe Mamão foi para a cobrança e deixou tudo igual, marcando o seu segundo gol na partida.

SEGUNDO TEMPO

O início do segundo tempo foi mais complicado para os donos da casa. Com um jogador e menos em campo, o São Raimundo passou sufoco, enquanto que a Tuna pressionava para tentar o terceiro gol, mandando uma bola na trave aos 8 minutos.

Para piorar a situação, aos 13 minutos o jogador Daniel, autor do primeiro gol do Pantera, também foi expulso, após fazer uma falta violenta no jogador Marabá.

Por causa da falta, o jogo ficou paralisado por 7 minutos. Uma ambulância do Samu entrou no gramado para atender o atleta, que teve a perna imobilizada e foi levado ao Hospital Municipal. Leandro foi quem substituiu Marabá.

Com dois homens a mais em campo, a Tuna continuou pressionando para tentar o terceiro gol, que veio aos 37 minutos, dos pés de Felipe Mamão. Depois de um lançamento, a zaga do São Raimundo falhou, Felipe Mamão passou por dois zagueiros e chutou rasteiro na saída do goleiro.

Mesmo jogando recuado, o São Raimundo conseguiu chegar ao empate. Em cobrança de escanteio aos 43 minutos, Tiago Júnior aproveitou uma falha da zaga da Tuna e fez o gol de cabeça. A Tuna ainda teve o jogador Hugo de Leon expulso no fim da partida.

Após o apito final, muita confusão no gramado do Barbalhão. O árbitro da partida, Joel Silva dos Santos, foi rodeado pelos jogadores e técnico do São Raimundo, que ficaram revoltados porque o jogo foi encerrado quando o Pantera estava no ataque. Joel saiu de campo com escolta policial.

Tumulto no vestiário – No final da partida um dos dirigentes do São Raimundo, advogado André Cavalcante, não conformado com a atual situação do clube, que ocupa a lanterna do Parazão, foi até o vestiário tomar satisfação com o técnico Sebastião Rocha e falar que ele estava demitido. Não conformado com a situação, Sebastião Rocha partiu para agredir o diretor do São Raimundo. Durante o tumulto, alguns jogadores do São Raimundo saíram em defesa do treinador e também entraram na briga. Sandclei Monte, também dirigente do Pantera, tentou apaziguar a situação e foi agarrado pelo pescoço com uma gravata por policiais militares que entraram no vestiário. A diretoria do clube demitiu o técnico Sebastião Rocha, por justa causa e alguns jogadores terão seus contratos rescindidos. O São Raimundo agora corre contra o tempo para contratar um novo técnico. Vários nomes estão na lista, mas parece que a solução está aqui mesmo em Santarém: Lúcio Santarém assumirá interinamente, porém, a diretoria do clube está tentando contratar um técnico de Fortaleza. Após os tumultos, os dirigentes do Pantera foram até a Delegacia de Polícia registrar um BO contra o técnico e alguns jogadores. O caso é sério e o São Raimundo pode sofrer com esse erro da diretoria, já que certamente o técnico e os jogadores que forem dispensados deverão entrar na Justiça contra o clube. Tomara que o caso do Pantera não seja igual do São Francisco e fique sem sede e campo de treinamento.

Pai de Santo Clodomilson de Ogum preveu vitória, mas Pantera só conseguiu empatar

Pai de Santo errou na previsão

– Antes do início do jogo de ontem, entre São Raimundo e Tuna, o Pai de Santo Clodomilson de Ogum, contratado pelos dirigentes do Pantera para tirar o azar e mau olhado contra o time, entrou no gramado do Estádio Colosso do Tapajós para terminar um trabalho que começou a fazer na sexta-feira. Para a imprensa, Clodomilson de Ogum disse que a vitória do Pantera foi prevista através das cartas de tarô. Ele disse que a vitória não seria fácil e que o São Raimundo faria o gol da vitória no segundo tempo. Antes da partida, ele vai tirar o “egum” (espírito) das duas traves, para que o time santareno volte a encontrar o caminho dos gols e das vitórias. Pai Clodomilson disse que foi feito “um trabalho forte em Belém” contra o clube santareno “com boneco de vodu”.

Por: Carlos Cruz com informações de Soraya Wanzeller/DOL

Um comentário em “Pantera empata com a Tuna em jogo tumultuado e técnico é demitido

  • 7 de fevereiro de 2011 em 18:06
    Permalink

    Que boneco de vudu, que nada, o São Raimundo deveria tomar vergonha em contratar pai de Santo pra fazer Um “trabalho” para o time… Agora só falta oferecer a alma ao Diabo em troca de vitórias…

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2011 em 10:22
    Permalink

    O São Raimundo está nessa situação porque optou pelos patrocinadores em detrimento de seu maior patrimônio que é a torcida. Acho que ter patrício é importante e até precisdo para custear um campeonato caro como esse, mas sabemos que hoje o próprio Estado já ajuda; tem ainda o Banpará e a Yamada. Portanto, não dá para aturar técnico e jogadores incompetentes por causa de patrocinadores que querem enfiar goela abaixo jogadores pernas de paus usando o Pantera. Chega de alienígenas; vamos botar pra jogar atletas que tenham compromisso e tenham intimidade com a bola. Daquele time que jogou ontem só se salvam: Labilá, Sató, Daniel, Evandro, Leandro Guerreiro e Belo. Vamos juntar a eles atletas como: Pitibul, Evair, João Pedro, Tarta, Petrolino e muitos outros que jogam por mil reais e com certeza darão muito mais resultado ao time. Quanto ao técnico o que estão esperando para convidar o Lúcio Santarém ou o Valtinho ou o Osvaldo… qualquer um desses tem muito mais moral e competêncvia do que esse tal de Sebastião Ropcha que já vai tarde.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2011 em 09:49
    Permalink

    ACHEI UM CULPADO: O PAI DE SANTO!!!( Rsrsrsrsrsrsr) Presidente Rosinaldo, vamos demitir essa Ogum também. É o mesmo Pai de Santo que disse que o São Francisco não ia cair e todos sabem o que deu.
    Sebastião “Lárilári” Rocha bye..bye!

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2011 em 09:18
    Permalink

    E rapaz a reza foi fraca kkkkkk!! O certo seria demiti tanto o treinador como a diretoria do time… Pois o clube e de santarem, nao pode exporta jogador e sim contratar gente nosso da cidade, e estimular essa molecada que frequenta as escolinha de futebol…

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2011 em 08:42
    Permalink

    Lamentavél, essa situação, se o pantera ta nessa situação a culpa é da diretoria, esse tal de sebastião rocha não ganhou nenhum desde que assumiu o clube, e ainda contrataram um pai de santo, ai que piorou tudo, da pra ver que esses diretores não tem fé, fé temos que ter em Deus, e não no diabo!

    Resposta
    • 12 de abril de 2011 em 00:42
      Permalink

      essas pessoas estao todas erradas primeiro
      isso nao tem nada a ver com o diabo e segundo isso e preconceito

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *