Leitor do jornal comenta sobre o resultado do Censo 2010, do IBGE, nos municípios da região

Lendo O IMPACTO  On Line, não pude deixar de notar a publicação sobre a choradeira do Prefeito de Jacareacanga, sobre os resultados do CENSO 2010. Que é consenso que o resultado do censo demográfico de 2010, não agradou a quase totalidade dos prefeitos, é aceitável. Não dá é pra ficar calado com tamanha discrepância dos números divulgados no ESTADÃO que serviu inclusive como referência do IMPACTO, dada a credibilidade do ESTADÃO. Talvez para ganhar notoriedade, o prefeito Raulien Oliveira de Queiroz (PT), usou uma estimativa. Acho até que muitos municípios vão ser penalizados por conta da redução dos repasses. Ele se baseia na “projeção do IBGE de 2009”, e declara textualmente “a projeção populacional do próprio IBGE para o ano de 2009. Em termos gerais, o País saiu de 191.480.630 habitantes para 190.732.694, uma variação de 0,4%. O estudo, no entanto, aponta diferenças expressivas em pelo menos quatro municípios do Pará: Jacareacanga (-66,2%), Faro (-58,2%), Itaituba (-23,9%) e Aveiro (-22,2%)“.

Como é projeção, o que fica valendo no momento, é a contagem oficial e não a oficiosa em forma de expectativa. É até dever dele defender os interesses do seu município. É pra isso que ele foi eleito. No endereço abaixo, podemos fazer um comparativo do censo de 2000, com o mais recente de 2010.

Apenas para analisar as “diferenças expressivas” dos 4 municípios citados, sem também achar que a Fonte é a inquestionável expressão da verdade.

Em  2000 Jacareacanga tinha 24.024 habitantes. Em 2010, a população foi reduzida para 13.597, uma redução de 43.40 %, certamente um índice bem expressivo, porém, bem longe dos 66.20%. Aveiro tinha em 2000 15.518, e hoje pelo novo censo, tem 15.261. A diferença chega quase ser desprezível com 1.65 % a menos. Faro tinha em 2000 10.037 e os números atuais apontam 7.858, uma diferença em desfavor do município de 21.70%. O município de Itaituba curiosamente, chegou a ter um aumento inexpressível de 94.750 habitantes em 2000, para 95.210 em 2010. Para checar as informações acesse.

Cordialmente,

Carlos César da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *