Desrespeito de motoristas revolta moradores do centro de Santarém

Flagrante de um motorista que estacionou em cima de uma calçada na Galdino Veloso
Flagrante de um motorista que estacionou em cima de uma calçada na Galdino Veloso

A falta de consciência de motoristas de caminhões com relação à ordem no trânsito no centro de Santarém, no Oeste do Pará, gera revolta de moradores e comerciantes do local. Inconformados com a desordem causada pelos motoristas, moradores se mobilizaram e fizeram um abaixo-assinado contra o estacionamento de caminhões nas calçadas, na área central da cidade.

Um grupo de pessoas que reside na Rua Galdino Veloso entre as Travessas Senador Lemos e João Otaviano de Matos informou que não vão vai ter mais tolerância com desrespeito causado pelos motoristas.

Segundo o morador Antônio Paixão, cansados de pedir retiradas dos veículos das calçadas, os moradores resolveram fazer um documento que foi entregue à Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT). Após entregar o documento, eles aguardam fiscalização por parte da SMT.

Os moradores reforçam que a Rua Galdino Veloso virou um verdadeiro caos em frente as dezenas de residências, que ficam coladinhas à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/ SPC), onde os carros baús e carretas enormes fazem cargas e descargas a todo instante causando transtorno no trânsito.

“Falta pouco pra acontecer uma tragédia e as autoridades competentes nada fazem. Nós cidadãos que pagamos impostos, somos obrigados a ouvir palavrões, fazem xixi entre um carro e outro, ė uma barra conviver com isso. E aí queremos que façam alguma coisa”, diz Antônio.

A prática de estacionar veículos sobre as calçadas se tornou comum em Santarém por falta de fiscalização do órgão gerenciado do trânsito.

Ao longo da Avenida Cuiabá, por exemplo, as calçadas se transformaram em estacionamento devido à proibição da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que não permite mais que carros fiquem parados às margens da pista. Na Cuiabá, a exemplo do que ocorre no centro da cidade, os pedestres são obrigados a ir para o meio da rua se quiserem trafegar.

Em nota, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito informou que está lembrando aos motoristas que observem atentamente as placas de proibido estacionar e filas duplas principalmente na área comercial, para que se evite o guinchamento dos veículos que porventura estiverem estacionados de forma irregular.

MUVUCA: Santarém está caótica. Desrespeito às leis de trânsito, vandalismo nas praças públicas, furto de equipamentos que pertencem a todos, lixo nas calçadas, entre outros problemas. Nas ruas da Pérola do Tapajós não é difícil encontrar irregularidades. São carros em cima das calçadas, estacionados na porta de garagens, parados em fila dupla e fechando cruzamentos. Na Avenida Rui Barbosa, no Centro, é possível encontrar carros e motocicletas estacionados irregularmente ao longo de todo o dia.

Nas ruas estreitas do Centro, os moradores reclamam que muitos motoristas estacionam os carros na entrada das garagens das casas, impedindo que os proprietários retirem seus veículos. “Eu já passei por situações de risco. Algumas pessoas tentam agredir, mesmo estando erradas, mesmo parando o carro de forma irregular”, conta seu Caetano Moura, morador da Travessa 15 de Novembro.

Quem trafega diariamente nas ruas de Santarém flagra veículos estacionados em calçadas nas principais vias, como a Travessa Turiano Meira, entre Rui Barbosa e São Sebastião. “São do empresário que mora aí em cima”, disse um vizinho que prefere não se identificar. Ainda na Travessa 15 de Novembro, caixas de papelão são usadas pelos funcionários das lojas para guardar a vaga do carro do patrão. Na Avenida Rui Barbosa, os pedestres também precisam respeitar as leis e atravessar a rua na faixa, mas muitos preferem se arriscar entre os carros. Outro abuso na Rui Barbosa são os estacionamentos em fila dupla entre as travessas Silvino Pinto e Sete de Setembro, nesses locais os motoristas fazem o que querem e deixam só um corredor pequeno para os outros veículos passarem.

No Centro de Santarém, a SMT começou, no mês de julho último, realizar os trabalhos de modificação na sinalização, principalmente no que tange o estacionamento e mudança de sentido nas ruas. A idéia da SMT foi efetuar uma tentativa de reduzir casos como os de motoristas que estacionam carros em frente aos bancos, na Avenida Rui Barbosa, local que tem grande movimento o dia todo e é proibido estacionar.

Por: Manoel Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *