NEWS – ATUALIDADES Ed. 1167

O SR. HILÁRIO COIMBRA!
Morreu o ultimo dos grandes homens empreendedores que fizeram a cidade de Santarém, ser a maior metrópole de todo o Baixo Amazonas. Era um ser humano como poucos, pessoa querida, admirada por todos, de trato afável, falando sempre baixo, e apesar de grande senhor de terras e gado, um cidadão humilde crédulo, devoto a Deus. Tive a oportunidade diversas vezes, de entabular ótimos conversas com o Sr. Hilário, quando o encontrava ao entardecer na Orla, admirando seu amigo o grande rio, ele sempre com uma boa história para contar de suas aventuras de juventude, dos regatões com seu querido irmão mais velho, Dário, quando começaram a empreender pelos grandes rios Amazonas e Tapajós, parte intrínseca de suas vidas. Apesar de descendentes de portugueses pele e olhos claros, se transformaram nos mais acabados caboclos destas cercanias, aqui fazendo suas vidas, e criando numerosa prole de 10 filhos. Deixaram o legado de suas histórias as gerações mais jovens, provando que a coragem e a competência juntas, criam riquezas, fazem as transformações necessárias ao crescimento de uma nação. Que Deus o receba de braços abertos Sr. Hilario, porque seu exemplo de vida, valeu a pena. Que descanse em paz!


CALDO DE GALINHA E REZA BRAVA!!!
O rebanho da ilha de marajó estava doente e ninguém conseguia curar. Então, um importante feitor marajoara ficou sabendo que tinha um curandeiro, que era a única pessoa que poderia salvar seu rebanho e o chamou lá de Soure. Chegando lá no retiro, o curandeiro disse que salvaria o gado do marajoara, mas teria que ficar trancado no quarto com a filha do marajoara – uma morena cor de jambo, a melhor dançarina de carimbó – para fazer o ritual. O marajoara ficou meio desapontado mas topou: afinal, era o única jeito de salvar seu rebanho antes que a ADEPARÁ chegasse para o abate sanitário. O curandeiro foi para o quarto com a moça e começou: – E agora inicio minha prosa pra curá a aftosa … Passo o pau no joeio pra curá os boi vermeio ! – Passo o pau no pé, contra mordida de jacaré ! – Passo o pau nas coxa pra curá as vaca mocha ! – Passo o pau na peruca pra cura as puruca ! – Passo o pau na viria pra curá as novia ! O feitor marajoara, que estava ouvindo o ritual atrás da porta, gritou depressa: – As vaca preta e os boi zebú pode deixámorrê…!!!


A BETERRABA É CONSIDERADA UM VEGETAL MEDICINAL HÁ MILHARES DE ANOS.
Veja o motivo: 1. É antioxidante 2. É rica em ácido fólico e ácido pantatênico 3. Tem vitaminas B1,B2,B6 e C 4. Contém minerais, como potássio, fósforo, magnésio, cálcio, sódio, ferro e zinco 5. É composta pelo pigmento vermelho betacianina, que elimina toxinas do corpo Como a beterraba é um alimento de baixa caloria, torna-se ideal para dietas. Para você ter ideia, 100 gramas de beterraba fornecem apenas 43 calorias. As consequências positivas por consumir essa raiz são inúmeras. Conheça algumas: – Rejuvenesce e revitaliza, graças ao estímulo da troca de substâncias no corpo. – Regula a pressão arterial e protege o sistema cardiovascular. – Reduz os níveis de colesterol no sangue. beterraba_- – Melhora a função hepática e facilita a expulsão de toxinas. – Fortalece a pele, o cabelo e as unhas. – Neutraliza o excesso de ácido do estômago. – Ajudar a combater constipação. – Melhorar o humor Quer mais? Estudos com a beterraba têm mostrado grandes resultados contra a leucemia – tudo graças à betaína, um antioxidante com propriedades anticancerígenas, que ataca o tecido tumoral. A cor vermelha da beterraba, se você não sabe, é devido à presença de betaína, que também ajuda a prevenir doenças do coração. Já ouviu falar da cura da beterraba? É bem simples: Basta consumir meio quilo de beterraba crua diariamente – você pode fazer saladas temperadas com limão e azeite ou tomar sucos desse vegetal ao longo do dia. Faça isso por três dias seguidos. A cura da beterraba é excelente para fortalecer o sangue e aumentar a imunidade. Importante: diabéticos só devem consumir beterraba com a autorização de um médico ou nutricionista.


AFINAL, O QUE É O DIREITO, – E COMO FUNCIONA – O CIDADÃO COMUM QUER SABER !
O Direito, é regido pelos costumes de cada povo, Princípios que se tornam a base de suas Leis. – Estas Leis são divididas em Códigos, segundo suas finalidades – O maior dos Códigos, a Lei mãe, é a Constituição de cada País, onde estão as bases legais que regem todas as outras Leis, – E infelizmente, desconhecida do cidadão comum, – Depois, temos os códigos legais de cada área, – A saber : – Código de Processo Civil : Estabelece como deve ser conduzido o Processo, é a estrada que nos orienta no caminho que o direito deve seguir, – Divide-se segundo a necessidade em Processo de Conhecimento, de Execução, e Cautelar, – Código Civil : São os assuntos que se relacionam ao indivíduo e seus bens (Direito de Família, das coisas, das obrigações, e das sucessões), Código Penal : Estabelece as regras que devemos obedecer para viver com respeito a nossos semelhantes e seus bens, – Estabelece também, caso errarmos, os castigos que sofreremos, Ps: possui também seu Código de Processo Penal, – Código Tributário: Estabelece as regras que o estado e nós devemos seguir para manter o País funcionando sem faltar recursos, – Código Comercial: São as Leis que regem nosso Comercio, – Código de Defesa do Consumidor: Diz respeito aos direitos daquele que comprou ou vendeu algo, e como exigi-lo, – Código do Idoso: Está no forno, prontinho para sair, estabelece o respeito que deveríamos ter com nossos mais velhos, aqueles que nos ensinaram e nos deram tudo, até amor de sobra, – Sem necessitarmos de código nenhum para isso, – CLT : Estabelece os direitos dos trabalhadores. – Enfim, Códigos e Leis temos de sobra, a exemplo das Leis chamadas esparsas, uniformes, – Que pela importancia de determinado assunto, cria-se uma Lei só para ele, – O que falta as vezes, é bom senso e discernimento, a todos aqueles que operam o Direito, Juizes, Promotores e Advogados, buscando caminhos para torna-lo mais rápido e eficaz, não esquecendo-se que a finalidade maior é o cidadão, – E não as regras e a burocracia, que emperram e atrapalham nossas vidas. – Lembrando novamente o Ilustre Desembargador Antônio Prudente, luz da Justiça, que nos dá esperança no futuro, pela inteligência com que exerce sua cátedra. – Esperamos ter mostrado a você cidadão brasileiro, com simplicidade, como funciona seu direito. – Exija-o ! OBS.: Para não esquecermos os tipos de Processos que existem, e suas fases : – Basta lembrar da palavra COECA : – Pegue as iniciais : Processo de COnhecimento, Execução e CAutelar . – Quanto as fases do Processo : – Lembre-se da palavra: PIDRE, de pedir. – Pegue suas iniciais uma a uma : “P” de Postulatório (Postular, dar entrada), “I” de Instrutório (apresentar as provas e testemunhas), “D” de Decisório (Sentença), “R” de Rescisório ou Recursal, e finalmente “E” de Executório (Cobrar o débito) , – E aí estão facilmente todas as fases do Processo para voce lembrar, e nunca mais esquecer. – Fácil não !


DEGUSTAÇÃO DE VINHO LÁ EM MINAS: O conhecedor de vinhos e o Mineirinho.
Como já temos em Santarém, grupos organizados que fazem saraus para degustação de vinhos, lembrei-me dessa historinha La de Minas Gerais a respeito. Vamos lá: — Hummm…. – Hummm… ( o conhecedor de vinhos bebendo) – * Eca! – (o mineirinho) Eca? – Quem falou Eca? – * Fui eu, sô! O senhor num acha que esse vinho tá com um gostim estranho? – Que é isso?! Ele lembra frutas secas adamascadas, com leve toque de trufas brancas, revelando um retrogosto persistente, mas sutil, que enevoa as papilas de lembranças tropicais atávicas…* – Putaqueopariu! – E o senhor cheirou isso tudo aí no copo, sô? – Claro! Sou um enólogo laureado. E o senhor? – * Cebesta, eu não! Sou isso não senhor!!! Mas que isso aqui tá me cheirando iguarzinho à minha egüinha Gertrudes depois da chuva, la isso tá! – Ai, que heresia! Valei-me São Mouton Rothschild! – * O senhor me desculpe, mas eu vi o senhor sacudindo o copo e enfiando o narigão lá dentro. O senhor tá gripado, é? – Não, meu amigo, são técnicas internacionais de degustação, entende? Caso queira, posso ser seu mestre na arte enológica. O senhor aprenderá como segurar a garrafa, sacar a rolha, escolher a taça, deitar o vinho e, então,…- * E antão molhar o biscoito, né? Tô fora, seu frutinha adamascada!!! – O querido não entendeu. O que eu quero é introduzi-lo no… – * Ma num vai introduzi ma é nunca! – Desafasta, coisa ruim! – Calma! O senhor precisa conhecer nosso grupo de degustação. Hoje, por exemplo, vamos apreciar uns franceses jovens.. – .* Hã-hã… eu sabia que tinha francês nessa história lazarenta… – O senhor poderia começar com um Beaujolais! – * Num beijo lé, nem beijo lá! Eu só é homem, safardana! – Então, que tal um mais encorpado? – * Óia lá, ocê tá brincando com fogo… – Ou, então, um suave fresco! – * Seu moço, tome tento, que a minha mão já tá coçando de vontade de lhe meter-lhe a mão na sua cara desavergonhada!!! – Já sei: iniciemos com um brut, curto e duro. O senhor vai gostar! – * Num vô não, fio de um cão! Mas num vô, mermo!!! * Num é questão de tamanho e firmeza, não, seu fióte de brabuleta. Meu negócio é outro, qui inté rima com brabuleta… – Então, vejamos, que tal um aveludado e escorregadio? – * E que tal a mão no pédouvido, hein, seu fióte de Belzebu? – Pra que esse nervosismo todo? Já sei, o senhor prefere um duro e macio,acertei? – * Eu vou acertar é um tapão nas suas venta, cão sarnento!!! Engolidor de rolha!!! – Mole e redondo, com bouquet forte? – * Agora, ocê pulou o corguinho!!! – E é um… e é dois… e é treis!!! * – Num corre, não, fiodaputa! – Vorta aqui que eu te arrebento, seu bicha fedorento!!!…


SÁBIAS PALAVRAS:
Conta-se que no século passado, um turista americano foi à cidade do Cairo, no Egito, com o objetivo de visitar um famoso sábio. – O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.- Onde estão seus móveis? – perguntou o turista. E o sábio, bem depressa, perguntou também: – E onde estão os seus…? – Os meus?! – surpreendeu-se o turista – Mas eu estou aqui só de passagem, – Eu também… – concluiu o sábio.- “A vida na Terra é somente uma passagem… No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, – Ficam pensando só em ter coisas… E se esquecem de ser feliz.”


TIPOS DE ASSALTANTES BRASILEIROS:
1) ASSALTANTE BAIANO: – Ô meu rei… ( pausa ) -Isso é um assalto… ( longa pausa )- Levanta os braços, mas não se avexe não…( outra pausa ) – Se num quiser nem precisa levantar, pra num ficar cansado …Vai passando a grana, bem devagarinho ( pausa pra pausa ) – Num repara se o berro está sem bala, – mas é pra não ficar muito pesado. – Não esquenta, meu irmãozinho, ( pausa ) – Vou deixar teus documentos na encruzilhada …2) ASSALTANTE MINEIRO: – Ô sô, prestenção …issé um assarto, uai. – Levantus braço e fica ketin quié mió procê. – Esse trem na minha mão tá chein de bala… – Mió passá logo os trocados que eu num tô bão hoje. – Vai andando, uai ! – Tá esperando o quê, sô?! …3) ASSALTANTE CARIOCA: – Aí, perdeu, mermão – Seguiiiinnte, bicho ..- Tu te fu. – Isso é um assalto … – Passa a grana e levanta os braços rapá …- Não fica de caô que eu te passo o cerol….- Vai andando e se olhar pra tras vira presunto …4) ASSALTANTE PAULISTA: – Ôrra, meu …-Isso é um assalto, meu – Alevanta os braços, meu, – Passa a grana logo, meu .-Mais rápido, meu, que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta pra comprar o ingresso do jogo do Curintia, meu …-Pô, se manda, meu …5) ASSALTANTE GAÚCHO: – O gurí, ficas atento ..- Báh, isso é um assalto .- Levanta os braços e te aquieta, tchê ! – Não tentes nada e cuidado que esse facão corta uma barbaridade, tchê. – Passa as pilas prá cá ! – E te manda a la cria, senão o quarenta e quatro fala. 6) ASSALTANTE DE BRASILIA : – Querido povo brasileiro, estou aqui no horário nobre da TV para dizer que no final do mês, aumentaremos as seguintes tarifas: -Energia, Água, Esgoto, Gás, Passagem de ônibus, Imposto de renda,Licenciamento de veículos, Seguro Obrigatório, Gasolina, Álcool, IPTU, IPVA, IPI, ICMS, PIS, COFINS.Morreu o ultimo dos grandes homens empreendedores que fizeram a cidade de Santarém, ser a maior metrópole de todo o Baixo Amazonas. Era um ser humano como poucos, pessoa querida, admirada por todos, de trato afável, falando sempre baixo, e apesar de grande senhor de terras e gado, um cidadão humilde crédulo, devoto a Deus. Tive a oportunidade diversas vezes, de entabular ótimos conversas com o Sr. Hilário, quando o encontrava ao entardecer na Orla, admirando seu amigo o grande rio, ele sempre com uma boa história para contar de suas aventuras de juventude, dos regatões com seu querido irmão mais velho, Dário, quando começaram a empreender pelos grandes rios Amazonas e Tapajós, parte intrínseca de suas vidas. Apesar de descendentes de portugueses pele e olhos claros, se transformaram nos mais acabados caboclos destas cercanias, aqui fazendo suas vidas, e criando numerosa prole de 10 filhos. Deixaram o legado de suas histórias as gerações mais jovens, provando que a coragem e a competência juntas, criam riquezas, fazem as transformações necessárias ao crescimento de uma nação. Que Deus o receba de braços abertos Sr. Hilario, porque seu exemplo de vida, valeu a pena. Que descanse em paz!


CALDO DE GALINHA E REZA BRAVA!!!
O rebanho da ilha de marajó estava doente e ninguém conseguia curar. Então, um importante feitor marajoara ficou sabendo que tinha um curandeiro, que era a única pessoa que poderia salvar seu rebanho e o chamou lá de Soure. Chegando lá no retiro, o curandeiro disse que salvaria o gado do marajoara, mas teria que ficar trancado no quarto com a filha do marajoara – uma morena cor de jambo, a melhor dançarina de carimbó – para fazer o ritual. O marajoara ficou meio desapontado mas topou: afinal, era o única jeito de salvar seu rebanho antes que a ADEPARÁ chegasse para o abate sanitário. O curandeiro foi para o quarto com a moça e começou: – E agora inicio minha prosa pra curá a aftosa … Passo o pau no joeio pra curá os boi vermeio ! – Passo o pau no pé, contra mordida de jacaré ! – Passo o pau nas coxa pra curá as vaca mocha ! – Passo o pau na peruca pra cura as puruca ! – Passo o pau na viria pra curá as novia ! O feitor marajoara, que estava ouvindo o ritual atrás da porta, gritou depressa: – As vaca preta e os boi zebú pode deixámorrê…!!!


A BETERRABA É CONSIDERADA UM VEGETAL MEDICINAL HÁ MILHARES DE ANOS.
Veja o motivo: 1. É antioxidante 2. É rica em ácido fólico e ácido pantatênico 3. Tem vitaminas B1,B2,B6 e C 4. Contém minerais, como potássio, fósforo, magnésio, cálcio, sódio, ferro e zinco 5. É composta pelo pigmento vermelho betacianina, que elimina toxinas do corpo Como a beterraba é um alimento de baixa caloria, torna-se ideal para dietas. Para você ter ideia, 100 gramas de beterraba fornecem apenas 43 calorias. As consequências positivas por consumir essa raiz são inúmeras. Conheça algumas: – Rejuvenesce e revitaliza, graças ao estímulo da troca de substâncias no corpo. – Regula a pressão arterial e protege o sistema cardiovascular. – Reduz os níveis de colesterol no sangue. beterraba_- – Melhora a função hepática e facilita a expulsão de toxinas. – Fortalece a pele, o cabelo e as unhas. – Neutraliza o excesso de ácido do estômago. – Ajudar a combater constipação. – Melhorar o humor Quer mais? Estudos com a beterraba têm mostrado grandes resultados contra a leucemia – tudo graças à betaína, um antioxidante com propriedades anticancerígenas, que ataca o tecido tumoral. A cor vermelha da beterraba, se você não sabe, é devido à presença de betaína, que também ajuda a prevenir doenças do coração. Já ouviu falar da cura da beterraba? É bem simples: Basta consumir meio quilo de beterraba crua diariamente – você pode fazer saladas temperadas com limão e azeite ou tomar sucos desse vegetal ao longo do dia. Faça isso por três dias seguidos. A cura da beterraba é excelente para fortalecer o sangue e aumentar a imunidade. Importante: diabéticos só devem consumir beterraba com a autorização de um médico ou nutricionista.


AFINAL, O QUE É O DIREITO, – E COMO FUNCIONA – O CIDADÃO COMUM QUER SABER !
O Direito, é regido pelos costumes de cada povo, Princípios que se tornam a base de suas Leis. – Estas Leis são divididas em Códigos, segundo suas finalidades – O maior dos Códigos, a Lei mãe, é a Constituição de cada País, onde estão as bases legais que regem todas as outras Leis, – E infelizmente, desconhecida do cidadão comum, – Depois, temos os códigos legais de cada área, – A saber : – Código de Processo Civil : Estabelece como deve ser conduzido o Processo, é a estrada que nos orienta no caminho que o direito deve seguir, – Divide-se segundo a necessidade em Processo de Conhecimento, de Execução, e Cautelar, – Código Civil : São os assuntos que se relacionam ao indivíduo e seus bens (Direito de Família, das coisas, das obrigações, e das sucessões), Código Penal : Estabelece as regras que devemos obedecer para viver com respeito a nossos semelhantes e seus bens, – Estabelece também, caso errarmos, os castigos que sofreremos, Ps: possui também seu Código de Processo Penal, – Código Tributário: Estabelece as regras que o estado e nós devemos seguir para manter o País funcionando sem faltar recursos, – Código Comercial: São as Leis que regem nosso Comercio, – Código de Defesa do Consumidor: Diz respeito aos direitos daquele que comprou ou vendeu algo, e como exigi-lo, – Código do Idoso: Está no forno, prontinho para sair, estabelece o respeito que deveríamos ter com nossos mais velhos, aqueles que nos ensinaram e nos deram tudo, até amor de sobra, – Sem necessitarmos de código nenhum para isso, – CLT : Estabelece os direitos dos trabalhadores. – Enfim, Códigos e Leis temos de sobra, a exemplo das Leis chamadas esparsas, uniformes, – Que pela importancia de determinado assunto, cria-se uma Lei só para ele, – O que falta as vezes, é bom senso e discernimento, a todos aqueles que operam o Direito, Juizes, Promotores e Advogados, buscando caminhos para torna-lo mais rápido e eficaz, não esquecendo-se que a finalidade maior é o cidadão, – E não as regras e a burocracia, que emperram e atrapalham nossas vidas. – Lembrando novamente o Ilustre Desembargador Antônio Prudente, luz da Justiça, que nos dá esperança no futuro, pela inteligência com que exerce sua cátedra. – Esperamos ter mostrado a você cidadão brasileiro, com simplicidade, como funciona seu direito. – Exija-o ! OBS.: Para não esquecermos os tipos de Processos que existem, e suas fases : – Basta lembrar da palavra COECA : – Pegue as iniciais : Processo de COnhecimento, Execução e CAutelar . – Quanto as fases do Processo : – Lembre-se da palavra: PIDRE, de pedir. – Pegue suas iniciais uma a uma : “P” de Postulatório (Postular, dar entrada), “I” de Instrutório (apresentar as provas e testemunhas), “D” de Decisório (Sentença), “R” de Rescisório ou Recursal, e finalmente “E” de Executório (Cobrar o débito) , – E aí estão facilmente todas as fases do Processo para voce lembrar, e nunca mais esquecer. – Fácil não !


DEGUSTAÇÃO DE VINHO LÁ EM MINAS: O conhecedor de vinhos e o Mineirinho.
Como já temos em Santarém, grupos organizados que fazem saraus para degustação de vinhos, lembrei-me dessa historinha La de Minas Gerais a respeito. Vamos lá: — Hummm…. – Hummm… ( o conhecedor de vinhos bebendo) – * Eca! – (o mineirinho) Eca? – Quem falou Eca? – * Fui eu, sô! O senhor num acha que esse vinho tá com um gostim estranho? – Que é isso?! Ele lembra frutas secas adamascadas, com leve toque de trufas brancas, revelando um retrogosto persistente, mas sutil, que enevoa as papilas de lembranças tropicais atávicas…* – Putaqueopariu! – E o senhor cheirou isso tudo aí no copo, sô? – Claro! Sou um enólogo laureado. E o senhor? – * Cebesta, eu não! Sou isso não senhor!!! Mas que isso aqui tá me cheirando iguarzinho à minha egüinha Gertrudes depois da chuva, la isso tá! – Ai, que heresia! Valei-me São Mouton Rothschild! – * O senhor me desculpe, mas eu vi o senhor sacudindo o copo e enfiando o narigão lá dentro. O senhor tá gripado, é? – Não, meu amigo, são técnicas internacionais de degustação, entende? Caso queira, posso ser seu mestre na arte enológica. O senhor aprenderá como segurar a garrafa, sacar a rolha, escolher a taça, deitar o vinho e, então,…- * E antão molhar o biscoito, né? Tô fora, seu frutinha adamascada!!! – O querido não entendeu. O que eu quero é introduzi-lo no… – * Ma num vai introduzi ma é nunca! – Desafasta, coisa ruim! – Calma! O senhor precisa conhecer nosso grupo de degustação. Hoje, por exemplo, vamos apreciar uns franceses jovens.. – .* Hã-hã… eu sabia que tinha francês nessa história lazarenta… – O senhor poderia começar com um Beaujolais! – * Num beijo lé, nem beijo lá! Eu só é homem, safardana! – Então, que tal um mais encorpado? – * Óia lá, ocê tá brincando com fogo… – Ou, então, um suave fresco! – * Seu moço, tome tento, que a minha mão já tá coçando de vontade de lhe meter-lhe a mão na sua cara desavergonhada!!! – Já sei: iniciemos com um brut, curto e duro. O senhor vai gostar! – * Num vô não, fio de um cão! Mas num vô, mermo!!! * Num é questão de tamanho e firmeza, não, seu fióte de brabuleta. Meu negócio é outro, qui inté rima com brabuleta… – Então, vejamos, que tal um aveludado e escorregadio? – * E que tal a mão no pédouvido, hein, seu fióte de Belzebu? – Pra que esse nervosismo todo? Já sei, o senhor prefere um duro e macio,acertei? – * Eu vou acertar é um tapão nas suas venta, cão sarnento!!! Engolidor de rolha!!! – Mole e redondo, com bouquet forte? – * Agora, ocê pulou o corguinho!!! – E é um… e é dois… e é treis!!! * – Num corre, não, fiodaputa! – Vorta aqui que eu te arrebento, seu bicha fedorento!!!…


SÁBIAS PALAVRAS:
Conta-se que no século passado, um turista americano foi à cidade do Cairo, no Egito, com o objetivo de visitar um famoso sábio. – O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.- Onde estão seus móveis? – perguntou o turista. E o sábio, bem depressa, perguntou também: – E onde estão os seus…? – Os meus?! – surpreendeu-se o turista – Mas eu estou aqui só de passagem, – Eu também… – concluiu o sábio.- “A vida na Terra é somente uma passagem… No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, – Ficam pensando só em ter coisas… E se esquecem de ser feliz.”


TIPOS DE ASSALTANTES BRASILEIROS:
1) ASSALTANTE BAIANO: – Ô meu rei… ( pausa ) -Isso é um assalto… ( longa pausa )- Levanta os braços, mas não se avexe não…( outra pausa ) – Se num quiser nem precisa levantar, pra num ficar cansado …Vai passando a grana, bem devagarinho ( pausa pra pausa ) – Num repara se o berro está sem bala, – mas é pra não ficar muito pesado. – Não esquenta, meu irmãozinho, ( pausa ) – Vou deixar teus documentos na encruzilhada …2) ASSALTANTE MINEIRO: – Ô sô, prestenção …issé um assarto, uai. – Levantus braço e fica ketin quié mió procê. – Esse trem na minha mão tá chein de bala… – Mió passá logo os trocados que eu num tô bão hoje. – Vai andando, uai ! – Tá esperando o quê, sô?! …3) ASSALTANTE CARIOCA: – Aí, perdeu, mermão – Seguiiiinnte, bicho ..- Tu te fu. – Isso é um assalto … – Passa a grana e levanta os braços rapá …- Não fica de caô que eu te passo o cerol….- Vai andando e se olhar pra tras vira presunto …4) ASSALTANTE PAULISTA: – Ôrra, meu …-Isso é um assalto, meu – Alevanta os braços, meu, – Passa a grana logo, meu .-Mais rápido, meu, que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta pra comprar o ingresso do jogo do Curintia, meu …-Pô, se manda, meu …5) ASSALTANTE GAÚCHO: – O gurí, ficas atento ..- Báh, isso é um assalto .- Levanta os braços e te aquieta, tchê ! – Não tentes nada e cuidado que esse facão corta uma barbaridade, tchê. – Passa as pilas prá cá ! – E te manda a la cria, senão o quarenta e quatro fala. 6) ASSALTANTE DE BRASILIA : – Querido povo brasileiro, estou aqui no horário nobre da TV para dizer que no final do mês, aumentaremos as seguintes tarifas: -Energia, Água, Esgoto, Gás, Passagem de ônibus, Imposto de renda,Licenciamento de veículos, Seguro Obrigatório, Gasolina, Álcool, IPTU, IPVA, IPI, ICMS, PIS, COFINS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *