Crime ambiental – Comunitário manda abrir canal no Lago do Maicá

Um crime ambiental foi denunciado à nossa reportagem, que aconteceu no Lago do Maicá. Um comunitário do bairro Pérola do Maicá pagou uma patrol (escavadeira) para abrir um canal dentro do lago, para que canoas possam passar pelo local, desde o furo do Maicá até às margens do Rio Amazonas, pois nesse período de verão a distância é muito grande.

Segundo a denúncia, o crime ambiental aconteceu no sábado e domingo. O mais grave é que o serviço foi feito sem autorização da Semma. O que chama atenção é que a comunidade faz manifestação para não agredir o meio ambiente e agora apóia esse crime.

Perguntam que não querem calar: Teve estudo de impactos ambientais? Foi feito com licença?  Quem autorizou? E as mitigações desse impacto, quem vai fazer? E as compensações pela agressão à natureza?

Uma das lideranças do bairro Pérola do Maicá, Maria Nelba Farias dos Santos, presidente do Conselho Comunitário, em contato com nossa reportagem, disse que é a favor do desenvolvimento de Santarém, mas é contra esse tipo de situação, que atinge o meio ambiente. Maria Nelba falou que tomará as devidas providências junto aos órgãos responsáveis pelo meio ambiente.

Fonte: RG 15/O Impacto

2 comentários em “Crime ambiental – Comunitário manda abrir canal no Lago do Maicá

  • 24 de outubro de 2017 em 21:36
    Permalink

    Não teve crime algum apenas aprofundaram o canal que ali já existia..

    Resposta
  • 24 de outubro de 2017 em 17:21
    Permalink

    Essa é uma das razões que sempre será pobre essa região, quando alguém faz uma coisa boa (abrir o canal pra ter acesso ao rio) vem as criticas. Licença? impacto? as favas, tamos de saco cheio deste tipo de exigência. Não há NENHUM desmatamento com licença, ainda bem.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *