Coluna Impacto Ed. 1194

MUSEU DO ÍNDIO
As peças do Centro para a Preservação da Arte, da Cultura e da Ciência Indígena (CPAI), que atualmente se encontram sob os cuidados do Governo do Estado, mais precisamente do Departamento do Patrimônio Histórico Arquitetônico Cultural do Estado (DPHAC), podem retornar à sua terra de origem: a vila de Alter do Chão, em Santarém. Esse é um dos propósitos da solicitação feita pelo vereador Valdir Matias Jr. (PV) ao presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, no último dia 28 de março. Fundado em 1991 pelo norte-americano David Richardson e a índia Maria Antônia Caxinauá, o museu fechou suas portas à visitação pública há mais de 15 anos, quando uma disputa judicial entre o casal fundador, culminou no fim de um dos mais importantes centros culturais da Amazônia. O Museu do Índio reunia artefatos que representavam as tradições culturais de 70 povos indígenas da região Amazônica e também do Mato Grosso. Estima-se que após o seu fechamento, o acervo com mais de 4 mil peças, das quais 1.500 estão devidamente curadas por técnicos do Museu Emílio Goeldi e tidas como originárias de diversas etnias indígenas, enquanto o restante é formado por réplicas de cunho comercial, foi levado do seu local de origem.

MUSEU DO ÍNDIO 2
Guilherme Taré, produtor cultural, é procurador público do acervo e há 12 anos tenta resgatar o acervo do antigo museu de Alter do Chão, que encontra-se em Belém. Ele próprio assumiu a responsabilidade em lutar pelo retorno das peças para Santarém, como forma de preservar a história dos povos indígenas da Amazônia. Taré esteve na capital onde conversou pessoalmente com o secretário de Turismo do Estado, Adenauer Góes, e manteve contato com a assessoria parlamentar do deputado Márcio Miranda. Foi lá que recebeu orientações sobre os procedimentos que devem ser tomados para que juntos, seja viabilizado o retorno do acervo para o seu local de origem. Matias Jr., articula junto aos seus pares e à Casa, o apoio necessário para que esse processo de reintegração das peças do Museu do Índio seja mais célere.

GABINETE AMALDIÇOADO
É como muita gente está falando do gabinete do ex-vereador Reginaldo Campos, preso na operação Perfuga. Quem utiliza o local pode ser amaldiçoado e até preso. A última vítima do local foi o vereador Mano Dadai, preso na quarta-feira na operação “Placitum”. Chiquinho do Aeroporto Velho, suplente de Mano Dadai, já comentou que, caso assuma o cargo, não irá utilizar o “tal gabinete”. Sai pra lá, urucubaca!

PESSOAS COM AUTISMO
“Autismo e inclusão em Santarém e região” foi o tema abordado na sessão da Câmara de Vereadores de Santarém de terça-feira (17). A programação, realizada no auditório “Benedito Magalhães”, contou com a participação dos pais, professores e os beneficiados pela Casa Azul, instituição filantrópica que contribui no desenvolvimento de pessoas diagnosticadas com a síndrome. Atualmente a Casa Azul acompanha 150 famílias de Santarém e mais 8 municípios da região Oeste do Pará. Os beneficiados são de faixa etária que vai de 3 a 47 anos de idade e necessitam do apoio da população com doações e trabalho voluntário. “Pais que notarem qualquer alteração no comportamento da criança, precisam procurar atendimento médico, caso ocorra o diagnóstico, procurar o CRAS do bairro que será encaminhado à Casa Azul que está de portas abertas para receber todas as famílias. Além disso, toda a ajuda de empresários, profissionais é sempre bem-vinda”, explicou presidente da entidade, Marlon Azevedo.

SANTARÉM NA BOLÍVIA
O município de Santarém representou a região Norte no 1º Encontro de Aprendizagem das Cidades da Região Amazônica. O evento internacional, que iniciou na segunda-feira (16) e terminou na quarta-feira, 18, foi realizado em Riberalta, na Bolívia. O prefeito de Santarém e presidente da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep), Nélio Aguiar, representou a região Norte, encaminhado pela da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que arcou com todos os custos da representação no evento. Nélio Aguiar discursou na mesa de abertura do Encontro, cujo tema central foi “Cidades amazônicas, políticas e projetos para cidades pequenas e médias da região Amazônica”. Os debates e diálogos seguiram juntos aos gestores de cidades de países como Bolívia, Colômbia, Equador e Peru, sobre a realidade das cidades amazônicas.

PROJETO SAÚDE VOCAL
O vereador Ronan Liberal Jr. levou à Câmara Municipal o Projeto de Lei 1823/2017, que cria a Semana Municipal da Saúde Vocal para os professores da rede municipal de ensino. Após debate com a Comissão de Educação da Câmara, professores, SEMED e entidades de saúde, o Projeto foi apresentado, tramitou nas Comissões da Casa Legislativa, recebeu parecer favorável, foi para a votação em Plenário e no dia 28 de março de 2018 foi aprovado por unanimidade. Hoje, 16 de abril, Dia Mundial da Voz, a Prefeitura de Santarém, por meio do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), lançou o projeto Saúde Vocal, junto aos professores da rede pública municipal de ensino. O objetivo é abordar as questões referentes aos distúrbios vocais relacionados ao trabalho dos educadores.

ISENÇÃO DE IPVA
A Seção de Direito Público do Tribunal de Justiça do Pará, em reunião colegiada realizada na terça-feira (17), reconheceu o direito de Tacimar Sarmento Vieira, que tem deficiência, ao benefício de isenção do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A autora recorreu ao Judiciário após ter negado o pedido de isenção de forma administrativa, impetrando, assim, ação de mandado de segurança contra ato do secretário da Fazenda do Estado do Pará. Conforme argumentou na ação, Tacimar foi beneficiada com a isenção de IPI pelo Ministério da Fazenda/Receita Federal do Brasil e com a isenção de Imposto sobre a Circulação de Mercadoria, quando da aquisição de seu automóvel. Porém, quando requereu a isenção de IPVA, teve o pedido negado pela Sefa sob o argumento de que a isenção é concedida aos portadores de deficiência que tenham Carteira Nacional de Habilitação, conforme previsto no artigo 11 do Código de Trânsito Nacional, o que não é o caso de Tacimar, que tem tetraparesia nos membros superiores e inferiores, doença hereditária e progressiva.


IMPACTANDO

Mais um acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Anysio Chaves com a Travessa Sérgio Henn. Esquina da Prefeitura de Santarém. Já tem gente chamando para esse trecho de “cruzamento da morte”. * O Instituto Panamericano de Gestão (IPG), organização social que administra o HMS e a UPA-24h de Santarém, entregou as novas instalações do refeitório que irá servir as refeições dos funcionários do Hospital Municipal de Santarém. Uma empresa terceirizada foi contrata para atender aos padrões de qualidade exigidos pelo IPG. * Servidores do Detran em Santarém estão com as atividades paralisadas de quinta-feira (19) a sexta-feira (20). A paralisação acompanha o movimento estadual que reivindica, entre outras demandas, atualização salarial. * Após trabalho de manutenção e atualização do Portal da Transparência da Prefeitura de Santarém, realizado na sexta-feira, (13), a Secretaria de Gestão, Orçamento e Finanças (Semgof) coloca no ar o novo endereço eletrônico. Desde quarta-feira, (18), os usuários podem acessar diretamente o endereço: portaltransparencia.santarem.pa.gov.br. Outra mudança foi no Portal de Serviços, que agora está com novo endereço: portalservicos.santarem.pa.gov.br. * Desde segunda-feira (16), a Unidade Básica de Saúde do Maracanã conta com mais dois médicos para atender a população daquela grande área. Segundo o coordenador do Programa Mais Médicos da Semsa, Lauro Corrêa, a contratação dos novos médicos atende uma demanda natural, pois a população daquela grande área aumentou de forma considerável. * Um bom final de semana a todos os leitores da Coluna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *