Nélio: “Minha luta pelo desenvolvimento de Santarém é prioridade”

Prefeito de Santarém reuniu em Brasília com deputado Priante e ministro Alexandre Baldy

Toda a população santarena vem acompanhando a luta do prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, em busca de melhores condições para o Município. No final da tarde de quarta-feira (08), Nélio Aguiar foi recebido, em audiência, pelo Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em seu gabinete em Brasília, junto com o deputado federal José Priante, ocasião em que cobraram uma resposta sobre um projeto de saneamento básico para o Distrito de Alter do Chão.

Após apreciação técnica do projeto e avaliação da equipe técnica do Ministério das Cidades, o Ministro Baldy autorizou o valor de R$ 8.454.576,65 para ser investido em obras de saneamento básico no Distrito de Alter do Chão.

O prefeito Nélio Aguiar tem pressa para que a obra comece a ser licitada e iniciada o mais breve possível. O deputado federal José Priante, que sempre atendeu às demandas para Santarém, é um frequentador assíduo da praia de Alter do Chão e conhece muito bem os problemas da Vila Balneária, tanto é que não mediu esforços para conseguir o recurso necessário para a melhoria da praia mais bela do Brasil.

Em contato com nossa reportagem, Nélio Aguiar disse que sua luta pelo desenvolvimento de Santarém é prioridade em seu governo. “Se for preciso sempre estarei reunido com vereadores, Governador, deputados, ministros, senadores e com o próprio presidente da República, em busca de melhores condições à população santarena. Essa é uma prioridade de meu governo”, declarou

OBRAS DE INFRAESTRUTURA EM VIAS DA CIDADE: As equipes de manutenção de vias continuam fortalecendo os serviços na cidade levando melhores condições de trafegabilidade. A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), está com 4 frentes de serviços de terraplenagem nos bairros Santo André, Santarenzinho, Área Verde e Aeroporto Velho.

“A Secretaria atua de duas formas muito bem claras. Primeiro durante o inverno, onde as equipes trabalham mais no setor de limpeza, desobstrução de boca de lobo e dos bueiros. A terraplenagem não para, mas como às vezes passa uma semana toda chovendo e os equipamentos ficam parados, mobilizamos as equipes de terraplenagem para fazer limpeza. O segundo momento é durante o verão, onde o nosso maquinário trabalha para melhorar as ruas da cidade”, explicou o titular da Seminfra, Daniel Simões.

Conforme cronograma elaborado com representantes das associações de moradores e da Câmara de Vereadores, as equipes estão trabalhando primeiramente na manutenção das vias que são as linhas de ônibus. Além das equipes de terraplenagem, na quarta-feira (08) trechos da Marechal Rondon, Bartolomeu de Gusmão e Dom Frederico receberam serviços de recuperação asfáltica.

SANTARÉM SEDIA A II QUALIFICAÇÃO PARA GESTÃO AMBIENTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARÁ: Foi aberta na manhã de segunda-feira (06) a II Qualificação para Gestão Ambiental dos Municípios do Pará. A programação é promovida pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (Semas), por meio do Programa Municípios Verdes, voltada para 13 municípios da região Baixo Amazonas. A capacitação segue até esta sexta-feira (10) no auditório do Instituto Federal do Pará (IFPA) Campus Santarém.

Participam da programação 80 representantes dos municípios de Alenquer, Almeirim, Curuá, Faro, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém, Terra Santa, Mojuí dos Campos, Belterra e Juruti.

A secretária de Meio Ambiente de Santarém, Vânia Portela, que representou os municípios na mesa de abertura, destacou a promoção da iniciativa na região: “Essa capacitação, sem dúvida, é muito importante para a qualificação dos nossos técnicos e partir do momento que temos a realização de um evento desse, temos o fortalecimento da gestão ambiental nos municípios”.

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará, Thales Belo, falou sobre a continuidade do trabalho para o aperfeiçoamento do atendimento às demandas locais. “O Governo do Estado vê essa qualificação como uma troca de experiências. Não entendo que o Estado tenha uma atuação diferenciada, a ponto de competência maior, ou acima daquilo que o município está realizando quando se fala sobre o que está se desenvolvendo ou atuando em campo”.

Dentre os assuntos a serem desenvolvidos na qualificação estão o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e serviços (ICMS) Verde, Projeto Orla no Pará: perspectiva para o ordenamento local, gestão participativa das águas: o Conselho Estadual de Recursos Hídricos e os Comitês de Bacias Hidrográficas, outorga de direito de uso de recursos hídricos, nivelamento sobre a legislação ambiental nas esferas estadual e federal, seus sistemas, princípios, diretrizes e instrumentos de controle; conceitos ligados ao licenciamento, tipos de licença e a Resolução do Conselho Estadual de Meio Ambiente Coema nº 120/2015.

Por: Jefferson Miranda

Fonte: RG 15/O IMpacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *