TSE define ordem para perguntas do plebiscito sobre divisão do Pará

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu nesta terça-feira (9) a ordem das perguntas que aparecerão na urna eletrônica na votação do plebiscito que vai decidir sobre a divisão do estado do Pará com a criação de dois novos estados, Carajás e Tapajós. A consulta será feita à população paraense no próximo dia 11 de dezembro.

Na hora de votar, a primeira pergunta que aparecerá para o eleitor na urna eletrônica se refere à criação do estado de Tapajós: “Você é a favor da divisão do estado do Pará para a criação do estado do Tapajós?”. A segunda pergunta será sobre Carajás: “Você é a favor da divisão do estado do Pará para a criação do estado do Carajás?”

A escolha da ordem foi feita por sorteio no plenário da Corte. Ficaram definidos ainda os números que corresponderão às alternativas “sim” ou “não” para a divisão do estado. Quem for a favor do desmembramento do Pará deverá escolher o número 77. Já o eleitor que for contra a divisão do estado deverá optar pelo número 55.

Considerado a possibilidade de não funcionamento de algumas urnas eletrônicas, o plenário do TSE definiu ainda cores diferentes para cédulas eleitorais que poderão ser usadas em casos de emergência. De acordo com o sorteio, se for necessário, cédulas de cor branca trarão a pergunta “você é a favor da divisão do estado do Pará para a criação do estado do Carajás?”; e cédulas de cor amarela a questão “você é a favor da divisão do estado do Pará para a criação do estado do Tapajós?”

Reforço
Os ministros do TSE aprovaram ainda o envio de tropas federais para reforçar a segurança e dar apoio logístico a 14 municípios do Pará, durante o plebiscito, em dezembro. O pedido foi feito pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará.

Os municípios de Altamira, Brasil Novo, Monte Alegre, Santarém, Alenquer, Óbidos de Juriti, Marabá, Oriximiná, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu, Tucumã, Orilândia do Norte, Pacajá e Anapu vão receber ajuda para reforçar a segurança e transportar urnas por meio de barcos e helicópteros.

A relatora do pedido no TSE, ministra Cármem Lúcia, afirmou que o pedido foi feito com base no relato do secretário de Segurança Pública do Estado, Luiz Fernandes Rocha, ressaltando que a área é “historicamente conflitante pelo intenso fluxo migratório, inclusive com atritos de natureza fundiária”.

Da Redação

Um comentário em “TSE define ordem para perguntas do plebiscito sobre divisão do Pará

  • 8 de dezembro de 2011 em 09:07
    Permalink

    quero dizer..
    carajos e tapajos,perdão!!!

    Resposta
  • 8 de dezembro de 2011 em 09:03
    Permalink

    se querem mesmo ajudar o povo,porque tem que separar primeiro? melhor abrir os olhos carajás e tucantins!!!!!!!

    Resposta
  • 1 de novembro de 2011 em 21:17
    Permalink

    QUERO DEIXAR BEM CLARO QUE NÓS O POVO DE BÉLEM SOMOS CONTRA A DIVISÃO DO PARÁ.
    NINGUEM PODE FAZER NADA, SABEMOS O QUE É BOM PARA NÓS. ESTÁ BEM CLARO OK ,SOMOS CONTRA A DIVISÃO DO NOSSO ESTADO SOMOS A MAIORIA E DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO NUS LIVRANDO DE TODOS OS LAÇOS DESSES CONRRUPTOS QUE ESTÃO JOGANDO CONTRA NOSSA POPULAÇÃO. O RECADO FOI DADO!

    Resposta
  • 1 de novembro de 2011 em 21:12
    Permalink

    É isso aí anderson, o nosso pará é unido e não aceitamos divisão. Deus nus uniu, e o que Deus uni os homens não separa.
    Atenção paraenses na hora de votar o certo é 55, não a divisão não a desunião não a separação. a vitória é nossa em nome de “JESUS”

    Resposta
  • 1 de novembro de 2011 em 00:16
    Permalink

    Não e não, ninguém divide meu Pará, esses caras vem de longe querer dividir meu estado, q ele vão dividir o estado da mãe deles

    Resposta
  • 30 de outubro de 2011 em 23:17
    Permalink

    INFELISMENTE AINDA EXISTEM MUITAS PESSOAS QUE NÃO ANALIZAM O QUE FALAM OU ATÉ MESMO O QUE FAZEM,VOTAR 77 E O MESMO QUE VOTAR PARA O ROUBO DO COFRE PÚBLICO A RENDA SERÁ MENOR PARA TODOS OS ESTADOS,E AINDA MAIS OS PRINCIPAIS INTERESSADOS NA DIVISÃO DO PARÁ SÃO OS ESTRANGEIROS, POIS ELES ATUALMENTE SÃO OS DONOS DE QUASE TODAS NOSSAS RIQUEZAS,E AGORA QUEREM DIVIDIR O PARÁ PARA CABAR CONOSCO, A ÚNICA COISA QUE FALTA É ELES COMPAREM O PARÁ E FAZER-NUS ESCRAVOS DELAS, ATENÇÃO A DIVISÃO DO PARÁ SERÁ O NOSSO FIM.
    “ANTES DE VOTAR NO 77 PROCURE SABER POR QUE ESSSES DEPUTTADOS CORRUPETOS QUEREM DIVIDIR O PARÁ QUAL OS SEUS INTERESSES,QUEM ESTÁ POR TRAZ DISSO TUDO. E DEPOIS ESCOLHA.
    EU SOU PARAENSE E QUANDO SE FALA EM DIVISSÃO EU DIGO NÃO EU VOTO 55 NOSSO POVO DE BELEM BRAGANÇA, CASTANHAL TRACUATEUA,ETCCC SOMOS CONTRA A NOSSA DISISÃO A DIVISÃO DO NOSSO POVO.OK

    Resposta
  • 14 de outubro de 2011 em 18:04
    Permalink

    Se criado tres estados novos. serão criados mais tocas para aproveitares comer o dinheiro público e os pobres dessas regiões, mais empobrecidos ficarem. lembrar o ex município do Amapá, virou território, entregaram o manganes ao UEA, com contrato de 50 anos de exploração de nossa riquesa paraense e hoje um estado pobre com político corrupto do Maranhão em defesa do Amapá

    Resposta
  • 13 de outubro de 2011 em 14:13
    Permalink

    o estado do para e muito atrasados em tudo principalmente na educacao tenho uma filha paraense de 24 anos forma este ano em fisioterapia na unirg no tocantins,busquei recurso com o secretario de educacao,senador jose neri dep federal jose lima manoel pioneiro, hidelfonso de abel figueiredo sabia diretor a ure de maraba,vereadores entre eles robson messias quem me levou a a secretaria estadual de educacao em belem, gastei todo meu recurso financeiro com o tratamento da minha esposa que estava com cancer maligno tentei uma bolsa e nao consegui no para e fui no estado do tocantins o primeiro setor que fui eu consegui,na secretaria de estadual de educacao graca dou ao estado do tocantis que foi desmembrado do goias por isso sou um cabo eleitoral para a criacao de carajas e voto sim.

    Resposta
  • 19 de setembro de 2011 em 08:04
    Permalink

    Eu sou de um “País” que se chama PARÁ. Juntos somos fortes, separados seremos reféns, comentário de Fafá de Belém, dá-lhe Fafá.

    Resposta
  • 13 de setembro de 2011 em 16:13
    Permalink

    Axo q nao sera aprovado, visto q apenas os politicos estao na frent do movimento uma mostra q querem roubar muito mais e o pior prefeito p educacçao ta na frent o de ruropolis ui!

    Resposta
  • 11 de agosto de 2011 em 13:28
    Permalink

    É isso mesmo Pereira, temos que driblar essa situação nada fácil, mas possível SIM… então, vamos a luta.

    Resposta
  • 11 de agosto de 2011 em 12:32
    Permalink

    PUBLICITÁRIO DUDU DOURADO comenta :

    É necessário mostrar para a população que a criação do Estado do Tapajós e representa a criação de mais uma força, um novo mecanismo de luta pelos direitos do cidadão e da cidadania.

    Mas para isso tem se que colocar peças publicitárias veiculadas na mídia, procurando transportar situações vividas no cotidiano das pessoas buscando identificação com a proposta do SIM,
    para que assim seja colocado o assunto em discussão, formando opinião a respeito e transformando o assunto em pauta diária.

    A idéia é levantar a auto-estima da população, fazendo com que a população assuma uma atitude positiva com relação a campanha, valorizando as pessoas comuns do futuro estado, fazendo com que cada um sinta-se participante do processo e seja pró-ativo.

    Cadê os publicitários santarenos?

    Toda criança sabe que até em casa, se cada um não respeitar o espaço do outro, fica tudo muito mais difícil.

    Muitas vezes é melhor saber dividir, pra poder somar.

    Resposta
  • 11 de agosto de 2011 em 11:08
    Permalink

    Sugestões à nossos irmãos
    do comitê Pró-Tapajós.
    Fazer folhetos com o seguinte enunciado:
    ………………………………………
    “IRMÃOS do BAIXO-AMAZONAS”
    ‘No dia 11 de dezembro de 2011’
    ‘Vote SIM’
    ‘Clicando no Número’
    ’77’
    ‘Da sua Urna Eletrônica’
    ou
    ‘Use a Cédula de cor’
    ‘AMARELA’
    ‘Se a Urna não funcionar’
    (No dia da votação leve este folheto consigo)
    ………………………………………
    Sugiro que as linhas pontilhadas, devem ser perfuradas, para que o folheto ser separado pelos votantes no dia da eleição.
    * Logo abaixo da linha pontilahada, deve ser escrito as explicações, os argumentos, os benefícios, as vantagens, as oportunidades, as possiblidades de progresso e desenvolvimento para todos, e a soberania do povo de poder escolher com liberdade seus novos dirigentes e administradores, selecionados de entre a nossa própria gente.
    Obs: A argumentação desta explicação deve ser melhorada pelas mentes mais inteligentes de meus irmãos do Comitê Pró-Tapajós.
    ‘O Estado do Tapajós é nosso!’

    Resposta
  • 11 de agosto de 2011 em 10:29
    Permalink

    É hora da emancipação !
    “Meu filho atingiu a maioridade.
    Meu filho se formou.
    Adeus filho amado.
    … Vote SIM pelo Estado do Tapajós”. para a região Amazônia se desenvolver.
    Adeus miséria, bem vindo ao maior projeto de desenvolvimento.
    Estado do Tapajós Já.

    Resposta
  • 11 de agosto de 2011 em 10:28
    Permalink

    7 é um número cabalístico que dá sorte.
    77 é um número da sorte em dobro.
    Emancipação do Estado do Tapajós Já.

    Resposta
  • 11 de agosto de 2011 em 08:20
    Permalink

    É Gilson, o jeito é formar uma aliança firme e forte com a população do Carajás. Nesse caso deve prevalecer a união entre Tapajós e Carajás
    O publicitário Duda Mendonça já está trabalhando para isso. A dificuldade será conquistar o povo de Belém que tem o dobro dos votos de Tapajós e Carajás juntos.

    Resposta
  • 10 de agosto de 2011 em 21:20
    Permalink

    Não gostei desse forma de apresentar as perguntas. Deveria ser apenas SIM ou NÃo – sim pela divisão onde a pergunta englobaria apenas a divisão se referendo a criação dos dois novos estados e não pela não divisão, desta forma vai haver uma dificuldade na aprovação do SIM porque quem vota pela criação do estado de Carajás pode votar não para criação do Tapajós…deste moda o Não sai na frete… só para complicar…precisamos de maioria obsoluta para abtenção da legitimação do SIM e consequentemente da divisão…vai ficar dificil né?

    Resposta
  • 10 de agosto de 2011 em 11:49
    Permalink

    ELEITORES TEM APENAS 1 MÊS PARA REGULARIZAR SEU TÍTULO

    DE ELEITOR, ATUALIZE A MUDANÇA DE ENDEREÇO.

    Eleitores devem tirar o título com urgência, até 11 de setembro, regularize sua

    situação na cidade em que vive. Não deixe para última hora. Quem for de outro

    estado deve transferir o título. Inclusive a população do MST também deve tirar o

    título para apoiar essa causa.

    Os jovens, acima de 16 anos também podem apoiar o movimento de emancipação

    votando pelo SIM, 77 .

    Lembre-se do James Bond 007 , o Tapajós é 77.

    Resposta
  • 10 de agosto de 2011 em 11:47
    Permalink

    Lembrem do filme James Bond, agente 007, o Estado do Tapajós é 77.

    ATENÇÃO ELEITOR, O “SIM” PARA O ESTADOS DO TAPAJÓS É 77.

    O Supremo Tribunal Eleitoral sorteio os número para o SIM e para o Não.

    SIM 77 e o NÃO o 55.

    AS CÉDULAS DO TAPAJÓS SERÁ AMARELA E O CARAJÁS BRANCO.

    VOTE 77 AMARELO PARA O ESTADO DO TAPAJÓS,

    VOTE 77 BRANCO PARA O ESTADO DO CARAJÁS.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *