Bancários confirmam greve para amanhã

Greve dos bancos

Na semana passada duas assembléias foram realizadas para decidir sobre a greve dos bancários, que começa nesta terça-feira (27), em todo o Brasil.

Na última sexta, houve uma nova rodada de negociações, mas a proposta feita pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não foi aceita pela categoria.

Hoje, às 18h30, mais uma assembléia será feita em Belém, na sede do Sindicato dos Bancários, para que a categoria possa se organizar para a greve. “É possível que seja feita algum tipo de manifestação, mas isso só será decidido em assembléia”, disse o assessor de comunicação do sindicato, Allan Tomaz.

Os bancários reivindicam reajuste de 12,8% (inflação do período mais aumento real de 5 pontos porcentuais), maior participação nos lucros, valorização do piso, fim da rotatividade e mais contratações, além de outros pedidos.

A categoria também luta por melhores condições de trabalho, segurança nas agências e mais contratações para melhor atender a população. Os bancos ofereceram uma proposta rebaixada e nenhuma indicação de segurança, além de não se comprometerem em realizar mais contratações e nem com as metas abusivas e igualdade de oportunidade.

OUTROS SERVIÇOS

Já completam 13 dias que os servidores do Correios pararam suas atividades em todo o Brasil. No Pará, a categoria já realizou vários atos de protesto, como a passeata do último  dia 23. “Às 16h, uma nova assembléia será feita na frente da sede dos Correios, na Presidente Vargas”, disse o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos do Pará (Sincort-Pa), Paulo André.

Professores da rede estadual de ensino também iniciaram a greve na manhã de hoje (26), por tempo indeterminado.

Fonte: DOL

Um comentário em “Bancários confirmam greve para amanhã

  • 26 de setembro de 2011 em 18:36
    Permalink

    E o fumo entrando! A população como sempre quem paga o alto preço para sobreviver. O bom seria se a população se revoltasse e fizesse um dia de greve, um dia sem pagar contas, um dia sem trabalhar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *