Prefeito de Terra Santa deixa PMDB e se filia no PSD

Marcílio assinou filiação com o PSD

Vendo que no PMDB quem manda são os grandes “caciques” e tendo sua administração esquecida pela alta cúpula, o prefeito de Terra Santa, no Oeste do Pará, Marcílio Picanço, deixou o PMDB e se filiou, na sexta-feira, no PSD, partido que será comandado na região pelo deputado estadual Junior Ferrari.

Em contato com nossa reportagem, Marcílio Picanço disse que também levou junto mais três vereadores do PMDB (Monique Carvalho, Odair José “Doca” e Luiz Ferreira, que é o atual presidente da Câmara), além de outras lideranças no Município. Marcílio disse, também, que o PSD já nasce forte em Terra Santa, se consitutindo na maior força política no Município, tendo o apoio do governador Simão Jatene, bem como ficou com a maioria na Câmara, já que dos 9 vereadores, 8 ficaram do seu lado. Dos quatro vereadores do PMDB (que tem como cacique o ex-prefeito Adalberto Anequino) somente um permaneceu no partido e que será oposição à administração de Marcílio Picanço.

Perdendo força – Se você for fazer uma análise, o PMDB foi o partido político que mais perdeu membros nos últimos tempos. Vamos citar poucos exemplos: A saída de Marcílio Picanço e três vereadores, no município de Terra Santa; em Belterra, a vereadora licenciada e atual secretária municipal de saúde Elizelma Macedo deixou o partido de Oti Santos e assinou filiação no PT; em Santarém, o vereador Maurício Corrêa também saiu do partido comandado por Antonio Rocha e assinou filiação no PSD; e em Mojuí dos Campos, o PMDB perdeu a grande liderança de Anaelson Carrolino, que se filou no PSC, partido do deputado Hilton Aguiar.

Será que o PMDB está perdendo força na região?

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *