Belo Monte – Ritmo de contratação aumenta para dar suporte ao avanço das obras

Belo Monte

Já se aproxima de 3 mil o número de trabalhadores contratados pelo Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM) para as obras civis daquela que será a terceira maior hidrelétrica do mundo. As ações ganham mais velocidade a cada dia nos canteiros dos sítios Belo Monte, Pimental e Canal e Diques, além das melhorias estruturais em vias de acesso como o Travessão 27, estrada vicinal junto à Transamazônica.

O mês de outubro começou com 2.600 funcionários atuando nas diferentes frentes de obras. A grande maioria dos trabalhadores é formada por moradores de Altamira e municípios vizinhos, como Vitória do Xingu, Anapu, Pacajá, Brasil Novo, Placas, entre outros, o que atende ao planejamento do Consórcio Construtor de privilegiar a contratação de profissionais que residem naquela região do Pará. Vale ressaltar que as mulheres somam 16% da mão de obra contratada até agora pelo CCBM. No canteiro pioneiro do Sítio Belo Monte já há campo de futebol e salão de jogos para o lazer dos operários.

O diretor de Projeto do Consórcio Construtor Belo Monte, Luis César Moreira, explica que a principal meta este ano é a implantação dos acessos que irão permitir a realização das obras principais de escavação (solo e rocha) a partir de 2012.

– Além das ações nos acessos, estamos construindo alojamentos bastante confortáveis em todos os canteiros de obras, de maneira a maximizar a qualidade de vida dos funcionários – diz Luis César. – Nossa expectativa é de consolidarmos, até o fim do ano, a estrutura gerencial da obra, bem como os sistemas gerenciais que irão proporcionar a base para a execução do empreendimento com segurança, no prazo, com a qualidade e os custos pactuados com o cliente (Norte Energia) e os acionistas – conclui o executivo.

O programa Capacitar para Crescer, desenvolvido pelo Consórcio Construtor, já formou 1.376 profissionais – homens e mulheres que moram na região – nas funções de pedreiro, carpinteiro, eletricista, armador, operador de máquinas pesadas, entre outras. Até o fim do mês este número atingirá 1.854 alunos formados, e, no final de dezembro, cerca de 3 mil profissionais terão sido capacitados pelo CCBM somente naquela região paraense.

– Tão importante quanto conquistar o primeiro emprego com carteira assinada é saber aproveitar as oportunidades que certamente surgirão com o trabalho nas obras civis de Belo Monte – destaca o diretor Administrativo do Consórcio Construtor, Marcos Sordi.

Em setembro, foi posto em prática o Capacitar para Incluir, subprograma do Capacitar para Crescer que estimula e investe na evolução profissional por meio de atividades educacionais à distância. As primeiras turmas, formadas por trabalhadores do Sítio Belo Monte, frequentarão um curso de Inclusão Digital.

O diretor de Construção do CCBM, Marco Túlio, lembra que o desafio de construir Belo Monte é grande, mas o sucesso das ações já iniciadas serve como estímulo para o trabalho que está por vir.

– Até dezembro, o Travessão 27 (estrada vicinal da Transamazônica) estará em condições de proporcionar acesso mais rápido e seguro aos sítios Canal e Diques e Pimental, principalmente no crítico período das chuvas amazônicas. Temos um longo desafio a percorrer ainda este ano. Até dezembro, planejamos estar com a terraplenagem concluída e a implantação dos canteiros em estágio bastante avançado – diz  Marco Túlio.

Fonte: Ascom/Consórcio belo Monte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *