Impasses para recebimento do seguro para pescadores

Recebimento do seguro do Defeso pelos pescadores, de 2010 e 2011, foi assunto de reunião na sede da Colônia de Pescadores Z-20, ontem, segunda-feira (17) pela manhã. No encontro estavam 83 coordenadores dos núcleos de bases da entidade. Os impasses continuam quanto ao recebimento do benefício. No total, 112 pescadores aguardam o pagamento de 2010. E outros continuam o processo de renovação de documentos ou cadastramento aos iniciantes de 2011.

O diretor de Relações Públicas da Z-20, Antônio Pinto, disse que o entrave nos recebimentos dos benefícios está por conta da demora da liberação da carteira do pescador. “Tudo depende da avaliação do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), isso ainda é feito em Brasília e um percentual em Belém. A entidade aguarda que o processo total seja feito aqui em Santarém e assim evitar essa demora para o nosso pescador”, disse Antônio Pinto. A previsão é que a primeira parcela do seguro do defeso de 2011 mediante todos os entraves seja efetuada no mês de dezembro. Enquanto aos proventos de 2010 aguardamos a liberação o mais rápido possível.

O pescador Moacir Xisto (68), do núcleo de base do bairro do Uruará, foi um dos que não tiveram problemas no recebimento do defeso em todas as etapas, desde a inclusão na entidade. Apenas aguarda a renovação dos documentos para o pagamento do benefício de 2011.

Raimundo Batista, do núcleo de base do Maracanã, destacou o empenho dos coordenadores junto a direção da Z-20 para agilizar o recebimento desse benefício. Sendo que, as proibições de comercialização das espécies protegidas já iniciaram. A primeira foi o Tambaqui, e no próximo dia 15 de novembro mais espécies devem entrar no regime de proteção. E por fim, no mês de dezembro o Acari e Pirarucu devem fechar o quadro de proibições de pescado.

Por: Alciane Ayres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *