Serviço Florestal e Coomflona promovem intercâmbio sobre organização e manejo

De hoje, dia 18 de outubro, até dia 21, sexta-feira, assentados, extrativistas, comunitários, integrantes da Cooperativa Mista da Floresta Nacional do Tapajós (Coomflona) e técnicos do Serviço Florestal Brasileiro e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estarão participado do Intercâmbio de Experiências de Organização Social em Atividades de Manejo Florestal Comunitário. O encontro será no auditório da Unidade Regional do Distrito Florestal Sustentável da BR-163 do SFB e a prática de campo na Coomflona da BR163, Flona do Tapajós, em Belterra, Pará.

A proposta é promover a troca de conhecimentos e experiências entre agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais sobre a gestão social do manejo florestal comunitário em áreas de florestas públicas. A programação envolverá atividades que contribuam o entendimento dos mecanismos de gestão de um empreendimento florestal desenvolvido por comunidades.

 De acordo com o engenheiro florestal, César Tenório, o intercâmbio visa promover um melhor entendimento sobre gestão de empreendimentos florestais pelas comunidades. “A iniciativa vai contribuir para que os comunitários tenham um momento de trocas de experiências e possam melhor correlacionar a execução do manejo no campo com a gestão administrativa e financeira no escritório”, disse Tenório.

 Na programação de 32 horas de trabalho também serão repassados conceitos e requisitos básicos para que uma organização possa realizar o manejo florestal. As diferenças entre associação e/ou cooperativa, informações necessárias para iniciar de forma estruturada um processo de organização e quais são os documentos e rotinas administrativas e financeiras indispensáveis para atividade também constam na capacitação.

 Confirmaram presenças 16 assentados do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Virola Jatobá, de Anapu, PDS Igarapé do Anta, de Santarém; e extrativistas das comunidades Arimum e Juçara da Reserva Extrativista (Resex) Verde Para Sempre, de Porto de Moz.

            A atividade está sendo viabilizada pelo Projeto BR-163 – Floresta, Desenvolvimento e Participação, cuja execução é do Ministério do Meio Ambiente, com o apoio técnico e a gestão financeira da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (ONU/FAO Brasil) e recursos doados pela Comissão Européia.

 O projeto tem por objetivo contribuir para a diminuição do desmatamento na área de influência da rodovia Cuiabá-Santarém, por meio de ações voltadas ao fortalecimento do Distrito Florestal Sustentável da BR-163, à estruturação de cadeias produtivas sustentáveis e ao fortalecimento da sociedade civil e dos movimentos sociais.

Serviço

O quê: Intercâmbio de Experiências de Organização Social em Atividades de Manejo Florestal Comunitário

De 18 a 21 de outubro

De 18 a 20 – atividades na UR do DFS da BR-163 do SFB (Rua Rosa Vermelha, 739, Bairro Aeroporto Velho, fone 93. 3523.5237 e 3523.5084)

Dia 19 (das 16h às 17h50min) – atividade no escritório da Coomflona (Rua Silvério Sirotheau, 1000, Bairro Centro, Santarém).

Dia 21 – atividade no Km 85 da BR-163

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/Projeto BR-163

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *