NEWS – ATUALIDADES

LIÇÃO DO ORIENTE!!!

Nós que vivemos no Ocidente, nos surpreendemos com o comportamento do povo japonês, ante os desastres do tsunami, do terremoto e do vazamento dos reatores atômicos. Nas imagens televisivas, nenhuma mostrou gente se lamentando, gritando e reclamando que havia perdido tudo. A tristeza por si só já bastava. E nas filas para água e comida, nenhuma palavra dura e nenhum gesto de desagravo. Somente disciplina. Nenhuma corrida desenfreada aos mercados. As pessoas compravam somente o que realmente necessitavam no momento. Assim todos poderiam comprar alguma coisa. Não se teve notícias de saques a lojas. Nas estradas, nada de buzinaço. Apenas compreensão. Os restaurantes cortaram pela metade seus preços. Caixas eletrônicos foram deixados sem qualquer tipo de vigilância. Os fortes cuidavam dos fracos.Velhos e jovens, todos sabiam o que fazer e fizeram exatamente o que lhes fora ensinado.Quando a energia acabava em uma loja, as pessoas recolocavam as mercadorias nas prateleiras e saíam calmamente.  Mas, com certeza, um dos relatos mais impressionantes é o de um imigrante vietnamita. Como policial, foi enviado para uma escola infantil para ajudar uma organização de caridade a distribuir comida aos refugiados. Era uma fila muito longa. Ele viu, no final da fila,  um garotinho de uns nove anos usando apenas camiseta e shorts. Estava ficando muito frio e o policial ficou preocupado que, ao chegar a vez do menino, poderia não haver mais comida. Foi falar com ele. O menino lhe disse que estava na escola quando a tragédia ocorrera.Seu pai trabalhava perto e estava se dirigindo para a escola. O garoto estava no terraço do terceiro andar quando viu o tsunami levar o carro do seu pai.    Quanto a sua mãe e sua irmã, por residirem próximos a praia, acreditava que não haviam sobrevivido. O garoto tremia. O policial tirou sua jaqueta e o envolveu, abrigando-o. Também lhe ofereceu a própria bolsa de comida, dizendo: Quando chegar a sua vez, a comida pode ter acabado. Assim, aqui está a minha porção. Eu já comi. Você pode comer. Ele pegou a bolsa e  fez uma reverência. Depois, foi com ela até o início da fila e colocou-a onde toda a comida estava esperando para ser distribuída. O policial ficou chocado.  Perguntou por que ele não havia comido, em vez de colocar a comida para distribuição. Sereno, ele respondeu: Porque vejo pessoas com mais fome do que eu. Se eu colocar a comida lá, eles irão distribuir a comida mais igualmente. Quando ouviu aquilo, o policial se virou para que as pessoas não o vissem chorar. E concluiu que uma sociedade que pode produzir uma pessoa de nove anos, que compreende o conceito de sacrifício para o bem maior, deve ser uma grande sociedade, um grande povo. Sociedade justa é aquela em que cada um queira para os outros o que para si mesmo deseja. Quando nós homens assim pensarmos e agirmos, teremos atingido a verdadeira justiça social, pois, a exemplo de Jesus, estaremos praticando o amor ao próximo e a caridade. Ha Minh Thanh

——————————————-

CARÁTER E REPUTAÇÃO!!! (…para uns pilantras saírem do armário!)

Caráter é o que somos, reputação é aquilo que os outros pensam que somos. Esta diferença esta no poema escrito por William Davis.  “ As circunstâncias entre as quais você vive determinam sua reputação; a  verdade em que você acredita determina seu caráter.  A reputação é o que acham que você é;  O caráter é o que você realmente é… A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova;  O caráter é o que você tem quando vai embora… A reputação é feita em um momento;  O caráter é construído em uma vida inteira… A reputação torna você rico ou pobre;  O caráter torna você feliz ou infeliz…  *A reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura;*  *O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus.“ (…dedicado aos falsos que pululam por aí !!!).

——————————————

DIETA DO CHÁ

Lasanha… chá comigo!, – Salada… chá pra lá; Picanha… chá comigo!, – Carne de soja… chá pra lá;  Rabada… chá comigo!; _ Peixe grelhado… chá pra lá, Feijoada… chá comigo!; – Sopinha… chá pra lá, Cerveja…. chá comigo!; – Chazinho… chá pra lá, Açúcar… chá comigo! -, Adoçante… chá pra lá, Buteco… chá comigo!; – Academia… chá pra lá, Rodízio… chá comigo! –  Spa… chá pra lá, Churrasco…chá comigo!; – “VOCÊ NASCE SEM PEDIR E MORRE SEM QUERER!!! – ENTÃO, APROVEITE O INTERVALO E SEJA FELIZ!!!” O RESTO… CHÁ PRA LÁ!

——————————————

GORDINHAS!!!

Rezando: – Senhor  fazei  com que eu emagreça,…Se não conseguir,… fazei com que todas minhas amigas engordem. – Amém!!!

——————————————-

LIÇÃO DE VIDA!!!

O médico então lhe perguntou: – Por que a pressa? E ele respondeu: – Todos os dias neste horário vou visitar minha esposa que está em um asilo. E o médico comentou: – Que bonito! Então vocês matam as saudades, batem papo, namoram um pouquinho! E o velhinho diz: – Não! Ela não me reconhece mais, por causa de sua doença. O médico surpreso então pergunta: – Mas por que então tanta pressa para vê-la, já que não o reconhece mais? E com um sorriso no rosto, o velhinho responde: – Mas eu a reconheço! Eu sei quem ela é e o que representa na minha vida ha tantos anos. Por isso todos os dias eu a reconquisto, como se cada conquista fosse a primeira, …única e verdadeira. – E este meu filho, é o verdadeiro amor!”

——————————————-

NÃO DÁ PARA BRINCAR!!!

Nunca subestime a inteligência e sensibilidade das mulheres, principalmente se ela for uma advogada!!!

Quando Edoardo, um belo e promissor jovem Advogado Frances, descobriu que herdaria uma fortuna quando seu pai morresse devido a uma doença terminal, decidiu que era uma boa altura para encontrar uma mulher que fosse a sua companheira para a vida fácil que se avizinhava. Assim, numa determinada noite, ele foi até ao bar da Ordem dos Advogados da França, onde conheceu uma Advogada, a mais bonita que já tinha visto em toda a sua vida. Sua extraordinária beleza, o porte elegante, o corpo curvilíneo, a inteligência, a maneira de falar… Deixaram-no sem respiração. – Eu posso parecer um advogado comum – disse-lhe, enquanto iniciava o diálogo para a conquista da musa – mas, dentro de dois ou três meses, o meu pai vai morrer, e eu herdarei 20 milhões de Euros. – Impressionada e interessada, a bela Advogada foi para a casa dele naquela mesma noite. Uma semana depois,… tornou-se sua MADRASTA…

——————————————-

ATENÇÃO!!!

Casamento é a resposta a um desejo de juntar-se a alguém para construir uma história de compaixão e conquistas , aprender a não desistir das lutas , somar forças para vencer obstáculos . Divide-se a batalha, mas igualmente a felicidade . A fórmula do sucesso de uma união está exatamente aí : saber alternar , saber compensar , saber perdoar ,saber revelar , saber amar . Casamento é uma decisão de intimidade .

——————————————-

BAIANOTERAPIA!!!:

A mãe do baiano vai viajar pro exterior e pergunta ao filho: – Quer que mãinha lhe traga alguma coisa da viagem, meu dengo? – Ô, minha mãe… Por favor, me traga um relógio que diz as horas. – Ué, meu cheiro… E o seu, não diz não? – Diz não, mãinha… Eu tenho de olhar nele pra saber..  . / – O baiano deitadão na varanda : – Ô mãinha , a gente temos aí pomada pra queimadura de taturana? – Purque, meu dengo? Uma taturana encostou em ti, foi ??? – Foi não, mas ela tá cada vez mais perto… / –  Três horas da tarde. Dois baianos encostados numa árvore à beira da estrada. Passa um carro a grande velocidade e deixa voar uma nota de cem reais, mas o dinheiro vai cair do outro lado da estrada. Passados cinco minutos, um fala para o outro: – Rapaz, se o vento muda, a gente ganha o dia.. / – Meu rei, veja aí pra mim… A braguilha da minha calça tá aberta? – Olhe… Tá não.. Então vou deixar pra mijar só amanhã…/  – Quatro baianos assaltam um banco e param o carro uns quilômetros à frente. Um deles pergunta ao chefe da quadrilha: – E aí, meu rei… Vamos contar o dinheiro? – E pra que esse trabalhão? Vamos esperar o noticiário da TV…/  – Dois baianos estirados nas redes estendidas na sala: Oxente, será que tá chovendo? – Sei não, meu rei… – Vai lá fora e dá uma olhada. . – Vai você… – Vou não, tô cansadão…- Então, chame nosso cão… – Oxente, chame você… – Ô Fernando Afonso! O cachorro entra na sala, pára e deita de costas para os dois. – E então, meu rei, tá chovendo? – Tá não… O cão tá sequinho. ó aqui…!!!

Por: Sérgio Sant’anna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *