Laudos periciais do INSS sob suspeitas

Usuários do sistema ficam esperando atendimento por várias horas

A tolerância e a paciência chegaram ao fim, tamanho é o descaso que sofrem os usuários do serviço de perícia médica realizada pelo INSS em Santarém.

O caso dessa vez é de um agricultor da comunidade de Patuá, região do Lago Grande, que segundo laudo médico emitido pelo renomado Neuro- Cirurgião Erick Jennings, possui um tumor inoperável no cérebro. O laudo atesta as seguintes informações: “O paciente Júlio Lopes Silva é portador de um tumor cerebral (glioma de baixo grau) em lobo temporal direito não operável, tendo feito radioterapia e necessita de controle ambulatorial. O mesmo tem seqüelas cognitivas globais que o incapacitam total e permanentemente do trabalho”.

O segurado procurou seus direitos como agricultor junto ao órgão, que seria o auxilio doença para tratar de seu problema, pois ele não tem condições de voltar ao trabalho, mas em agosto de 2011, após uma nova perícia do INSS, seu pedido foi indeferido, ou seja, ele estaria apto ao trabalho, segundo o perito com especialidade de oftalmologista.

Agência do INSS em Santarém

“A perícia médica do INSS, segundo denúncia, é visual. E isso quer dizer que o segurado levanta o braço, depois a perna e em seguida o médico diz se ele está apto ou não ao trabalho, alguns, como no presente caso, sequer olham o laudo trazido pelo segurado. Simplesmente ignoram, numa frieza que revolta e indigna, porque se trata de um ser humano doente necessitado do auxílio financeiro para dar continuidade ao seu tratamento e se alimentar enquanto não pode retornar ao trabalho pesado no campo”, relatou a advogada Gracilene Amorim.

A perícia visual jamais identificará se o doente tem um tumor, um câncer, nem o grau da sua evolução, existindo orientação clara do órgão sobre a análise dos documentos e exames levados pelo paciente ao perito. E se esses documentos são ignorados por um não-especialista, o resultado é desastroso para o segurado.

Diante de tamanho descaso ficam os questionamentos: Como alguém com um tumor cerebral pode trabalhar em uma lavoura de sol a sol? O INSS realmente está fazendo um bom papel com seu quadro de peritos? E a sociedade não vê esse descaso com a população?

Esse é um direito que lhe assiste, mas na pratica a previdência social está negando a quem realmente necessita de seus serviços. Os peritos malmente olham para os pacientes, uma consulta rápida sem ao menos ler direito os laudos que são levados devido ao tempo que é curto para cada atendimento. Pessoas que passam o dia todo esperando por médicos que chegam quando bem querem, por ter seus próprios consultórios. Esse é o serviço publico do nosso Brasil.

Hoje o INSS local trabalha com 4 peritos médicos de diferentes áreas para uma demanda imensa de segurados. Alguns esperam tanto que morrem antes ou pouco tempo depois de serem atendidos. O próprio Conselho Regional de Medicina deve interferir sobre questões como estas, afinal de contas, temos de um lado um médico especialista na área de neurocirurgia e de outro um perito com formação não específica no ramo, justamente porque a questão se reveste de comportamento ético-profissional.

Por: Fernanda Rabelo (Free lance)

14 comentários em “Laudos periciais do INSS sob suspeitas

  • 30 de novembro de 2014 em 11:57
    Permalink

    então agostaria de saber como denunciar esses absurdo,fiz pericia no inss da coluna lombar com laudo medico m54.5 + m25.5 e + redução das fendas da tibio-femorais no juelho não lembro o cid mesmo com dor a mais de 6 meses o perito negou o beneficio ao olha um raiox não quis olha o laudo medico e nem o laudo do riox e ainda deixou escapa falando com outra perita que mostrou o novo perfiu maravilhoso dela no celula ele não conceguiu ver ela mandou ele troca o oculos mais ele repondeu que estava com medo de troca poque tem cataratas nas duas vista e tem medo de te que se obrigado a opera as vistas por causa desse cego por causa dele hoje tive que voutar ao trabalho porque foi negado pelo dp e o tequinico de segurança do trabalho da empresa uma avaliação do medico do trabalho pela empresa mesmo ele sabendo do meu caso de dores costantes ando com dificuldade tenho fraquesa na pernas au subi rampas ,escada e andar longas destancias como a da empresa mais de 1800 metros de distancia sou carpinteiro naval trabalo em estaleiro naval

    Resposta
  • 7 de abril de 2014 em 21:32
    Permalink

    É verdade…Os descasos estão cada vez maiores…o povo brasileiro precisa refletir e para de aceitar tudo como se fosse normal.
    ..somos tratados como fraudadores no INSS quando procuramos nossos direitos,…Não estamos pedindo um favor..pagamos por isto

    Resposta
  • 14 de dezembro de 2012 em 18:58
    Permalink

    então gostaria de saber como denunciar esses absurdo,fiz uma cirurgia na coluna a primeira quebrou o parafuso então fiz outro procedimento artrodese e a dor não passa ando com dificuldade estou parado desde 2009 e em outubro de 2012 fui a perícia e o dr. leonardo biscaia de lacerda crm 18875 indeferiu meu beneficio sendo que quando entrei estava com muita dor ele achou que estava brincando escreveu no relatorio um monte de besteira que não ouve meu medico atestou quadro sequelar inrreversivel ele passou por cima de outro profissional que tem o dobro de experincia e muito renomado entrei na justiça federal ja fiz nova perícia na justiça agora estou no aguardo,se alguem souber algun orgão que a gente possa denuncia-lo aagradeço.

    Resposta
  • 9 de novembro de 2012 em 22:00
    Permalink

    infelismente os peritos do inss são protegido por lei n 11907 artigo 30 para fazer o quiser fazer c/ os pacientes,autonomia em qualquer especialidade mesmo sendo clinico sem especialidade sem saber nada sobre patologia do pacientes demostrando altoritarios ,humilhando ,os pacientes este é o perito que vai te avaliar quando você precisar do inss

    Resposta
  • 9 de novembro de 2012 em 21:27
    Permalink

    infelismente os peritos do inss são protegído por lei n 11907 artigo 30 com autonomia para prejudicar os pacientes mesmo sem ser especialista na área qualquer clínico sem qualificação ,sem responsabilidade c/ ser humano isto é uma vergonha do Brasil

    Resposta
  • 7 de novembro de 2012 em 16:27
    Permalink

    no dia01-11-2012 pericia em santana de parnaiba a perita Dra Mariane Ballester mallem usando mal fé realizou minha pericia ao realizar os exames pedindo receita de todos remédio carteira da físiotêrapia ao realizar o exames ela demostrou que não era especíalista tendo dificuldade de entender patologia da especialidade que sequela de trauma raqui medular c/ fratura e desabamento de vertebra T11 evoluindo c/ dor crônica e compromentimento motor incapacidade de macha quadro não cirugico incapacidade permanente com espondilodiscoartrose protrusões L1 a S1 determindo denteações fratura impactada de D 11 irregularidade pédicular de D9 diferencial para deformidade traumatica espondilodiscoartrose lombar a perita Dra Mariane Ballester mallem perante esta patologia ela realizou exames fisíco evasiacos sem fundamento c/ a patologia recusando exame da ressonância e o laudo do ortopedista perante estas impudencia médica eu estou relatando impudencia ou mal fé eu sei que fui prejudicado

    Resposta
  • 28 de agosto de 2012 em 17:54
    Permalink

    Não compreendo muito bem o sistema de avaliação que aponta quem está incapaz ou não ao trabalho, mas pelo pouco que eu pude entender, há sim a necessidade de especialistas para tratar da causa das pessoas que precisam do auxílio a doença. Mas o que acontece é de clinico geral mal olhar para a cara da povo e dizer que, pessoas com doenças neurológicas ou outras doenças também graves e incapacitantes, estão aptas ao trabalho. Talvez o nome do benefício ficaria melhor sendo \” Auxilio a Incapacidade\” já que doenças graves não são suficientes para dar direito a tal auxílio.
    Deus meu que mundo cruel e cheio de tamanhas injustiças! Isso é um direito do povo que paga pra esse sistema funcionar, não é uma esmola é um direito necessário, e que portanto, pede mais justiça e dignidade com a
    as pessoas que estão angustiadas e doentes por não poderem trabalhar!

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2012 em 06:20
    Permalink

    Li a matéria!
    Nao se pode ter confusão entre a medicina assistencislista e a Medicina legal, pericial, sao duas coisas distintas! Se o indivíduo tem um tumor cerebral, nao será por conta disto que fará uma perícia com perito formado em neurologia ou Neurocirurgia! Fosse assim, quando o indivíduo morresse faria uma necropsia com medico formado na especialidade da doença que culminou sua morte!
    No relatório medico apresentado, ainda que tenha elementos da doença, nenhum medico assistenialista tem a prerrogativa de estabelecer a incapacidade para fina previdenciários, tendo em vista o estabelecido na lei 11907, em seu artigo 30!
    O dr Neuro que emitiu o laudo ainda fere as resoluções 1851 e 1657 do Conselho federal de Medicina!
    Há diferença legal entre doença e incapacidade, ou seja, o indivíduo pode estar doente e nAo ser incapaz ao trabalho, por exemplo, ter um tumor cerebral, mas estar com suas funções neurológicas preservadas, ser portador de HÁS mas estar controlado! Há de se ver ainda se a incapacidade é total ou parcial, se incapacita para algum trabalhos mas nAo todos! E no caso em tela, o reclamante poderia agregar o Laudo Medico Pericial a dim de que os leitores pudessem avaliar o trabalho do medico perito que indeferiu o pleito do segurado! Muitas vezes o próprio sistema nega tendo em vista que a perícia medica é apena parte do processo concessorio de beneficio de auxilio-doença e outros fatores podem estar envolvidos na negativa do pleito como por exemplo a fala de qualidade de segurado, aquele indivíduo que nunca contribuiu a previdencia e quando esta doente corre atras de um beneficio previdenciário mas tem seu direito negado pois nAo é contribuinte!

    Resposta
    • 8 de março de 2012 em 04:14
      Permalink

      Dr. Aldo,

      Pare de enganar o povo, o Sr. como médico perito tem um grande responsabilidade com a verdade. Primeiro a negativa do benefício foi médica e está claro na matéria, segundo a lei 11907 trata de matéria administrativa de médicos peritos do INSS, não tendo relacionamento com cencessão de benefício, tanto não é verdade que caso assim fosse o INSS não poderia ter contratado médicos particulares para exercerem a função de peritos (lembra ?). Por fim, o mais importante, não só médico pode e como deve indicar o procedimento clínico a adotar, se ele achar que o afastamente laboral é o mais indicado e médico perito dicordar e tirar o benefício, caso ocorra algo com o beneficiário o médico deve responder pelo dano causado. Presta a atenção Dr. Aldo, o Sr. está no limiar da desonestidade com essas fornecendo essas informações, lembre-se que o Sr. é um funcionário público.

      Resposta
    • 4 de junho de 2012 em 19:17
      Permalink

      DOUTOR, COM TODO O MEU RESPEITO QUERO PRIMEIRAMENTE PARABENIZA-LO PELO FATO DE ESTARES POR DETRÁ DA MESA E NÃO EM FRENTE A ELA ESPERANDO O JULGAMENTO DE NÃO SE SABE QUEM CHAMADO PERITO NÃO SE SABE EM QUE. DIGA-ME: SÓ OS PERÍTOS SÃO MÉDICOS E OS OUTROS NÃO?. NÃO É VERDADE? QUEM SABE A TEMPERETURA DA PANELA É A CPLHER. TENHO O CASO DE UMA PESSOA COM HÉRNIA DE DISCO COMPROVADA POR TC DE COLUNA. HÉRNIA DISCAL + ARTROSE INTERPOFISÁRIA, COM DOR INTENSA IMPEDINDO A MESMA DE DEAMBULAR; E AÍ O QUE ME DIZ DE LEVANTAMENTO DE BRAÇOS E PERNAS DIAGNOSTICAR ALGO.

      Resposta
  • 27 de janeiro de 2012 em 19:16
    Permalink

    O POVO BRASILEIRO NÃO SABE RECLAMAR SEUS DIREITOS, PORÉM, QUANDO O SEU TIME DE FUTEBOL PERDE UMA PARTIDAD, VÃO PRA FEENTE DO ESTADIO RAGAR NOTA DE 2 REAIS.

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2012 em 12:44
    Permalink

    TOMARA QUE O MP ENTRE MESMO NO CASO,E VEJA O SOFRIMENTO DO POVO Q PROCURA O INSS PARA OBTER ALGUM BENEFICIO.CONHEÇO UMA PESSOA Q TBM NÃO PODE TRABALHAR MAIS,MAIS COMO NO CASO DESSE SENHOR,ELE ESTA APTO PARA TRABALHAR SEGUNDO OS MEDICOS DO INSS,E ISSO DE LEVANTAR O BRAÇO E A PERNA É PARA TODO MUNDO.É TRISTE E LAMENTAVEL O DESCASO DESSES ÓRGÃOS PARA NÓS CIDADÃOS.SAÚDE E EDUCAÇÃO DEVERIAM SER PRIORIDADES,MAIS INFELIZMENTE A PRIORIDADES É O BOLSOM DELES.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *