Mototaxista é torturado antes de ser morto em Itaituba

Alberto Soares foi preso e um menor de 14 anos apreendido
Alberto Soares foi preso e um menor de 14 anos apreendido

Corte pelo tórax, golpes na cabeça e hematomas no rosto. Assim foi encontrado o corpo do mototaxista Jonatas Sousa Moraes, mais conhecido na cidade por “Tata”, de 30 anos, na última sexta-feira, dia 09, no interior do antigo Clube dos 30, que se encontra abandonado no Km 05, em Itaituba – Pará.
O corpo de Jonatas foi encontrado por três jovens que estavam no interior do clube procurando frutas. Um rastro de sangue iniciado na escada indo até uma área de mato chamou a atenção dos jovens que denunciaram o fato à Polícia
Pela forma como o corpo foi encontrado, em primeiro plano, a Polícia deduziu que o jovem antes de ser morto teria sido torturado, pois foi levado ainda com vida para o local que é deserto.

A Polícia descarta crime de latrocínio, já que não foi constatado sumiço de bens
Jonatas foi morto com várias facadas e pedradas na cabeça

CRIME DESVENDADO: Foram presos na manhã desta terça-feira 13, o menor M.S.P, de 14 anos e Adalberto Soares, vulgo Junior, de 18 anos. Os dois abriram o jogo na 19ª Seccional de Polícia e confessaram terem sido os autores da morte do mototaxista Jonatas Souza Moraes. Com frieza e cinismo eles relataram detalhes do brutal assassinato.
O mototaxista foi vítima da dupla após levá-los numa corrida até o Clube dos 30, no km 05. Se aproveitando de um descuido, Adalberto disse que segurou o mototaxista, enquanto o menor aplicou várias facadas, recebendo ainda pedradas na cabeça que deixou o mesmo sem forças, embora ainda tenha tentado reagir ao assalto. Em seguida, após a vítima estar morta, os dois a arrastaram para o interior do mato, deixando trilha de sangue no trajeto.
Com a prisão dos elementos ficou caracterizado latrocínio e não crime de homicídio, como a princípio a Polícia suspeitava, já que o menor e Junior roubaram a moto da vítima.
Graças a uma minuciosa investigação comandada pela delegada Suelem Costa, com apoio do superintendente regional Jardel Guimarães, inicialmente foi em cana Adalberto Soares “Junior”, que já estava na mira da Polícia pela sua especialidade em roubo de motos. Os criminosos foram levados para a 19ª Seccional e apresentados à imprensa, o que atraiu a presença de muitos amigos e familiares da vítima, que estavam revoltados.
O investigador Genaro Moreira, que participou da equipe policial que prendeu os assassinos, em contato com nossa reportagem, disse que Adalberto e o menor mataram Jonatas para roubar sua moto, que foi apreendida em poder dos mesmos e levada para a Seccional de Polícia. Jonatas além de receber várias facadas pelo corpo, ainda foi atingido com pedradas na cabeça.
O corpo de Jonatas Sousa Moraes foi velado na 29ª Rua (após a Raimundo Preto).

Fonte: RG 15/O Impacto e Nazareno Santos, com fotos de Junior Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *