Bocão Ed. 1103

Bocão 01MERECEM APOIO

Fábio Ivaldo e Tabajara merecem apoio para representar a classe empresarial na Câmara de Vereadores. Os empresários que ajudam os vereadores devem suspender esse apoio. A Lei proíbe a pessoa jurídica a financiar e pode transformar em crime. Os empresários que ajudavam, sugiro não ajudar mais, já que esses vereadores ajudados não defendem os empresários quando eles precisam. Não fazem um discurso a favor da classe contra as arbitrariedades do Fisco Estadual, contra a classe empresarial. Hoje está prevalecendo procedimento à margem da lei e não a Lei.

Bocão 02MOMENTO POLÍTICO

Pelo forte calor, a população mediu a temperatura dos pré-candidatos à prefeitura de Santarém. Segundo o aparelho de temperatura, Nélio Aguiar acusa uma temperatura de 38 graus – Antonio Rocha 19 graus – Socorro Pena 15 graus e Alexandre Von 9 graus, sendo que 19 não quiseram tirar a pressão.

Bocão 03ABUSO DO FISCO

No momento mais difícil de nossa economia o secretário da SEFA, Nilo, adota medida absurda, ilegal e irresponsável, que não possui legalidade. É mais uma palhaçada que pode levar à corrupção. Quem será escolhido para ser protestado? Responda, Secretário. O senhor não se preocupa com protesto, porque tem seu salário fixo, trabalhando ou não, pago com os impostos dos contribuintes. Sua medida é absurda e irresponsável, além de ser ilegal, chega no momento de recessão.

Bocão 04ABUSO DO FISCO 2

O protesto de CDA representa tentativa transversa e vexatória de cobrança de débito inscrita em dívida ativa. Senhor Nilo, para que existe Procuradoria da Fazenda? O protesto de nada serve ao Ente público que não forma recuperação dos créditos. Note-se, que o protesto não tem condão de interromper a prescrição, não apóia direito de requerer falência do contribuinte, tão pouco reafirma a condição de prova de dívida, já que a própria CDA encontra-se imbuída desta característica e às vezes com falhas, uma vez que o auto de infração encontra-se vicioso.

ABUSO DO FISCO 3

Assim, o que se observa é o desvio patente de finalidade do instituto, o que, como é cediço, dá azo a vício sobre a legalidade. Não há como se desconhecer, portanto, da patente ilegalidade do uso de protesto como forma de cobrança de dívida ativa, muito menos da inconstitucionalidade em seu uso, já que a prática poderia facilmente ser enquadrada como mais nova modalidade de sanção política implementada pelo poder público contra os contribuintes.

ABUSO DO FISCO 4

É uma palhaçada fiscal. Já que quem vai sofrer esse tipo de protesto, presume-se que seja o empresário que está em situação difícil e vai ficar ainda mais difícil com a razão social no Serasa. O Ministério Público deve saber o motivo da escolha da empresa que vai para protesto. Essa palhaçada não pode prosperar. É cada decisão absurda que prejudica o emprego e a economia.

Bocão 05CONSELHO MUNICIPAL

Justa a escolha do auditor fiscal da Prefeitura, Anderson Martins, para presidir O Conselho de Contribuintes. Servidor competente e dedicado na função que exerce. Profundo conhecedor das questões tributárias do Município. Profissional de alta capacidade técnica para diálogo, O Conselho de Contribuintes está bem representado.

Bocão 061ª SESSÃO DE JULGAMENTO DO CMC

Ocorreu, no dia 20 de julho de 2016, na Sede da Controladoria Geral do Município de Santarém, a primeira Sessão de Julgamento do Conselho Municipal de Contribuintes – CMC, sob a presidência do Conselheiro Mário Anderson Martins Pereira. Na ocasião, foi julgado um recurso voluntário interposto pelo contribuinte (um instituição bancária estabelecida no município) contra decisão de primeira instância que negou provimento à impugnação. A sessão contou com a participação de 5 conselheiros, ausente somente o representante da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, que está licenciado. A partir de agora, ocorrerão sessões ordinárias na primeira quarta-feira de cada mês, podendo ser realizada sessões extraordinárias em virtude de demandas processuais. No julgamento, é facultado ao contribuinte manifestar-se por meio de sustentação oral pelo prazo de 15 min. As pautas de julgamento poderão ser acessadas pelo contribuinte no portal de serviço da Secretaria Municipal de Finanças – SEFIN.

Bocão 07HOSPITAL ABARÉ

O barco hospital passou muito tempo parado por vários motivos. Agora que iniciou a corrida para a Prefeitura, já entrou em funcionamento. Senhor Prefeito, o reinício dos trabalhos foi visando pedir votos para sua reeleição? É bom a Justiça Eleitoral ficar de olho nas viagens rumo ao interior, para saber se vai algum político de carona para se aproveitar para pedir votos, usando a estrutura publica em proveito particular.

Bocão 08KIKO EM AÇÃO

O povo deixou de ser idiota. Não aceita mais esse presente do Kiko em época de campanha. Kiko, os ex-idiotas já sabem que vocês só trabalham 3 meses antes da eleição. Kiko, deixa de pensar que o povo é idiota e faz teu trabalho sem pensar em conseguir votos para o Alexandre, para te manter no cargo.

Bocão 09CARAS DE PAU

Mais uma vez anjos e demônios se encontram na Pérola do Tapajós para angariar votos e pedir a confiança que nunca tiveram do povo. E tudo isso por conta da época de eleições que se avizinha. Tem candidato que pensa que povo é ainda massa de manobra ou ferramenta de manipulação. Conclusão: levam bolo na cara, porque no dia 03 de outubro o povo vai saber dar o troco nesses “caras de pau”. E nenhum desses que pensam em somente enganar o povo não vai ser eleito. Disso pode ter certeza.

Por: Emanuel Rocha

13 comentários em “Bocão Ed. 1103

  • 22 de julho de 2016 em 10:34
    Permalink

    concordo com o empresario sem voz. O Jatene manda e todos obedecem.

    Resposta
  • 22 de julho de 2016 em 10:32
    Permalink

    Esse pessoal só que saber da lava jato, querem aparecer com coisa grande. SEFA é competencia da Ministerio Público Estadual e esse é controlado pelo JATENE, então, fica dificil. Os empresarios devem entrar na justiça ao a coisa muda porque a justiça é séria.

    Resposta
  • 22 de julho de 2016 em 09:04
    Permalink

    Esse pessoa da SEFA estão todos ricos e ninguem investiga, agora inventa uma outra pressão,é como o bocão diz. Qual a finalidade se existe uma procuradoria. já sei não preciso resposta.

    Resposta
  • 22 de julho de 2016 em 08:45
    Permalink

    O kiko estava desempregado, como ele é amigo do prefeito, trouxe ele pra cá, que trabalho ele tem, que currículo ele tem. será que ele era bem sucedido na antes de ser secretario? Aquela mulher da SMT, nem na igreja da paz ele tem cargo, na profissão dela nada, aquele podalirio, outro que não cresceu na vida. Todos os secretario não foram bem sucedido na profissão

    Resposta
  • 22 de julho de 2016 em 08:41
    Permalink

    Hospital navio é o cabo eleitoral do churek ele pensa que povo é burro.

    Resposta
  • 22 de julho de 2016 em 08:39
    Permalink

    Os empresarios estão sendo massacrados e não fazem nada. O bocão dá todas as dicas e nada de se defenderem. Rabo preso ou frouxura?

    Resposta
  • 22 de julho de 2016 em 08:29
    Permalink

    BOCÃO ESTÁ COMPROVADO QUE O PREFEITO SÓ TRABALHA PERTO DE ELEIÇÃO ELE ESTÁ COM UMA EQUIPE NA CURUÁ UNA LIMPADO E AS RUAS JOGANDO ATERRO SÓ TEM UMA COISA QUE BAIRROS COMO URUMARI, JUTAÍ, MAICA, JADERLANDIA E VIGIA O PODER PUBLICO ESQUECE MAIS A ONDE TEM MUITO VOTO POR FAVOR SEUS CANDIDATOS A PREFEITOS E VEREADORES VAMOS DÁ UMA OLHADA COM CARINHO NESTE BAIRRO VIU BOCÃO METE O PAU……………

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 18:31
    Permalink

    Esse barco vai servir de cabo eleitoral a justiça tem que ficar olho.

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 18:26
    Permalink

    Esse pessoal de Belém, querem acabar com Santarém,esse secretario bocão é aquele que se envolveu com a filha do jatene

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 18:16
    Permalink

    Querem acabar com nossa classe empresarial e somente o jornal – bocão defende cade os representantes da classe isso é covardia, assim fica dificil ser empresario. O bocão explica muito bem.

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 17:49
    Permalink

    O barco Abaré que é de suma importancia para levar atendimento para os ribeirinhos passou todo esse tempo parado. E agora em plena corrida eleitoral volta a operar nas comunidades ribeirinhas. No mínimo uma coincidência muito suspeita. Vamos ficar de olho.

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 17:21
    Permalink

    Impressionante como o Estado encurrala de todo lado para arrecadar de forma arbitrária. Em momentos de crise como estamos agora, tudo que nao precisamos e de um governo que só piora a situação de quem está abaixo dele.

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 17:19
    Permalink

    A classe empresarial deve abrir bem o olho com os espertalhões que vão aparecer prometendo milagres por este período eleitoreiro. Devem lembrar quem está lhe dando apoio em todos os momentos. E nao somente quando querem algo em troca.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *