Motoristas irresponsáveis ameaçam vidas de pessoas no Parque da Cidade

Sem fiscalização de trânsito, vai e vem de veículos pode provocar uma tragédia.

“Na semana passada, eu estava com meu filho de 5 anos atravessando pela faixa de pedestres, quando fomos surpreendidos por um motociclista que vinha em alta velocidade. Quase nos tornamos vítimas de atropelamento. Por causa desta desordem, deixei de levar meu filho para o Parque da Cidade”, desta forma desabafou à nossa reportagem, a dona de casa Maria do Socorro, ao denunciar a situação de perigo imposta por condutores de veículos automotores, que de forma cada vez mais frequente, tem desrespeitado a sinalização de trânsito no Parque da Cidade.

O logradouro público que é referência como espaço para prática de esporte e lazer na cidade, diariamente atrai centenas de pessoas. Adultos, jovens, crianças e até mesmo integrantes da terceira idade costumam frequentar o local, porém, têm se deparado com a grave e perigosa situação do tráfego de veículos, que descumprem as normas de trânsito.

“A verdade é que perdemos nossa tranquilidade. A qualquer hora e momento pode acontecer uma tragédia. Eu me recordo que logo no início, na época da inauguração, não era permitido o fluxo de veículos por aqui. Acredito que deva ser proibido de vez. O atual sistema já provou que não funciona. Tem placas alertando sobre a restrição da circulação de veículos, mas é desrespeitada. Quando chega por volta das 16h, os funcionários da Prefeitura bloqueiam a passagem, porém, os motoristas retiram os cavaletes”, disse à nossa equipe de reportagem o trabalhador autônomo Antônio José.

A população faz o alerta à Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), e pede providências em relação ao caso, antes que uma tragédia possa acontecer. Eles denunciam que a rua que passa dentro da área do Parque da Cidade, localizada entre as Avenidas Barão do Rio Branco e Bartolomeu de Gusmão, – paralela a Avenida Sérgio Henn -, é utilizada de forma inadequada por motoristas irresponsáveis e desordeiros. Mesmo com normativa da SMT proibindo a circulação de veículos e estacionamento naquela via a partir de 16h, restringindo assim o tráfego, principalmente nos horários que aumenta o fluxo de populares, no entanto, os condutores de veículos não estão nem aí para cumprir as regras, colocando em risco a vida dos frequentadores daquele logradouro público, principalmente de crianças.

O constante vai vem de carros e motos na referida rua, não possibilita aos frequentadores do Parque da Cidade, a segurança, tranquilidade e o conforto que um espaço público muito frequentado pela população, como é caso, tenha que proporcionar à população.

Atualmente, o logradouro público, também conhecido como ‘Bosque da Cidade’, é a única opção de grande extensão, que os santarenos dispõem para prática de atividades relacionadas ao esporte e lazer.

Como estamos no mês de janeiro, que faz parte do período de férias, especialmente as escolares, é grande o número de crianças que frequentam o espaço. Há também o aumento de turistas que incluem em seus roteiros, a visita ao Parque da Cidade. Portanto, é urgente uma medida para solucionar o problema.

ÁREA DE ESTACIONAMENTO: Nossa equipe de reportagem, também constatou que a via que deveria ser restrita aos pedestres; uma vez que seu bloqueio não prejudicaria em nada a mobilidade do trânsito da área, serve, ainda, como estacionamento. No entanto, mesmo as vagas de estacionamento sendo de extrema necessidade, a população garante que a liberação de tráfego de veículos naquela via não é a melhor opção, pois ela fica entre a praça e área do bosque, e recebe constantemente o fluxo de pessoas transitando entre os dois espaços.

Os órgãos ligados à segurança devem entrar em ação e fiscalizar essa denúncia, para evitar futuros acidentes que estão para acontecer, se esses motoristas continuarem a trafegar pelo local.

Por: Edmundo Baía Júnior

Fonte: RG 15/O Impacto

Um comentário em “Motoristas irresponsáveis ameaçam vidas de pessoas no Parque da Cidade

  • 22 de janeiro de 2017 em 14:53
    Permalink

    Guardas de trânsito em Santarém não se impõem, parece que são parentes de todos os motoristas e motoqueiros. Veem carros estacionados onde as placas proíbem mas nada agem, não multam ninguém em alta velocidade, as motos param onde o motoqueiro bem entende,principalmente em esquinas, enfim são zero !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *