Semsa intensifica ação de combate à febre amarela após confirmação do 1º caso da doença em Juruti

Após confirmação do 1º caso de febre amarela em Juruti neste ano de 2017, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) intensifica as ações de combate à doença em todo o território municipal. O resultado positivo saiu ontem, 25 de abril, pelo Laboratório Central (LACEN/PA), situado em Belém.

Segundo a coordenadora de Vigilância em Saúde, Márcia Patrícia, a partir de agora a Prefeitura não está mais tratando como caso de suspeita, mas sim de caso positivo, o que requer um envolvimento de toda a equipe da saúde, como atenção básica, vigilância sanitária e equipe de epidemiologia, além da equipe de endemias que já vem trabalhando desde janeiro.

O caso confirmado foi de uma criança de 11 anos, da comunidade Araçá Preto, que deu entrada no Hospital Municipal de Juruti no dia 6 de abril, e foi encaminhada para o Hospital Regional em Santarém no dia 9 de abril. Ela está bem, fora de risco de morte. “É importante frisar que a criança só não foi a óbito porque ela já havia tomado uma dose aos 9 meses, e isso mostra a importância da vacinação”, disse Márcia Patrícia.

A comunidade Araçá Preto e comunidades em torno já foram imunizadas desde que foram encontradas carcaças de macacos mortos, porém não houve como fazer exame nessas carcaças porque a SEMSA foi acionada tardiamente.

A fragilidade maior está na área rural porque o caso confirmado é da área rural, por isso é importante a imunização e a proteção com camisas de mangas compridas, calças, porque são próximas da mata.

Desde o dia 5 de abril, o Ministério da Saúde tornou a vacina contra a febre a amarela como dose única, portanto quem já tomou uma dose da vacina, não precisa mais tomar. Apenas aquelas que nunca tomaram devem procurar as salas de vacina de todas as Unidades Básicas de Saúde, e a vacinação deve ser feita em pessoas a partir de 9 meses de idade até 59 anos. Idosos a partir de 60 anos, só com solicitação médica.

“Pedimos que todas as pessoas que não tomaram a vacina procurem os postos de saúde, não deixem de se vacinar porque é a melhor maneira de estar protegido”, pediu a coordenadora.

 

SEMED REALIZA FORMAÇÃO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL DO MEIO RURAL EM PARCERIA COM ALCOA E ABRINQ

abertura do Projeto contou com a participação da representante do Instituto Alcoa e Semed

A Secretaria Municipal de Educação (SEMED) em parceria com o Instituto Alcoa e Abrinq realizou pela manhã desta terça-feira, 26, a abertura do “Projeto Ciranda do Aprender”, que é um projeto de formação para professores e coordenadores pedagógicos que atuam nas escolas municipais de “Educação Infantil”, especificamente em pré-escolas, visando a qualificação das atividades pedagógicas propostas.

De acordo com a assistente técnica na área de educação da Abrinq, Tatiana Gamba, o projeto objetiva contribuir para o desenvolvimento do raciocínio lógico, leitura, linguagem e comunicação, estimulando assim a aprendizagem de crianças na faixa etária de 04 e 05 anos.

Nesta formação participam 22 educadores que atuam nas escolas do meio rural.

A abertura do Projeto contou com a participação da representante do Instituto Alcoa, Anne Alamar, diretora de Ensino da SEMED, Cleunice Borges, coordenadora de Educação Infantil da SEMED, Lucilda Bentes, e coordenadora de Ensino da SEMED, Lidiane Guimarães.

Fonte: RG 15/O Impacto e CCOM/PMJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *