Aeródromo de Juruti está liberado para voos

Foi publicado no Diário Oficial da União a Portaria N. 1.376, de 29 de Abril de 2017, da Agencia Nacional de Aviação Civil, que libera o Aeródromo de Juruti para as atividades de pouso e decolagens.

O local estava interditado desde setembro do ano passado, por causa do não cumprimento, ainda no governo anterior, das normas do Plano Básico de Segurança, a ANAC.

A interdição casou uma série de problemas em diversos setores do município, “prejudicando o transporte de dinheiro para os bancos, resgate emergencial de pacientes com problemas graves de saúde e tantos outros”, destacou o prefeito Henrique Costa.

Por isso, a PMJ firmou parceria, em março deste ano, com a empresa ALCOA para adequar o Aeródromo às regras da ANAC. Em pouco mais de dois meses, foi possível cumprir o que determinam as regras de segurança.

O prefeito Henrique Costa encontra-se em Brasília (DF). Além de participar da Marcha dos Prefeitos, o gestor municipal está indo a diversos Ministérios. “Um dos objetivos da nossa vinda a Brasília foi também agilizar a liberação do Aeródromo de Juruti, o que de fato aconteceu”, finalizou Henrique Costa.

JURUTI GANHA PONTO DE COLETA DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Coleta de resíduos sólidos

Por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Juruti, IJUS – Instituto Juruti Sustentável e Cooperativa de Serviços, Coleta Seletiva e Reciclagem de Juruti, foi inaugurado no último sábado, 20, o Ponto de Coleta de Resíduos Sólidos no bairro Maracanã – ação do Plano de Resíduos Sólidos do Município, coordenado pela secretaria de Planejamento e Gestão.

Trata-se de uma iniciativa que deverá ser levada a outros bairros de Juruti. O Maracanã foi o escolhido para o projeto piloto por ser o bairro que produz a maior quantidade de resíduos sólidos, segundo levantamento feito pelo IJUS. “O IJUS trabalha com a finalidade de desenvolver o município de maneira sustentável, por isso disponibilizamos parte dos nossos recursos para executar ações que vão beneficiar a população. Levamos orientações aos moradores quanto ao descarte dos resíduos, que podem ser transformado em outros bens que podem gerar emprego e renda”, justificou Safira Guerreiro, representante do Instituto Juruti Sustentável.

O Ponto de Coleta fica ao lado do antigo Mercado do Peixe, espaço esse que será destinado ao Posto de Triagem, onde também funcionará, em breve, a Cooperativa que fará a triagem de todo o material entregue no Ponto de Coleta.

A Cooperativa de Serviços, Coleta Seletiva e Reciclagem de Juruti tem mais de 40 integrantes, que vivem a expectativa de dias melhores a partir dessa iniciativa. Moradora do bairro Nova Jerusalém, dona Maria Tila há seis ano coleta resíduos sólidos no lixão, às margens da Translago. O material feito com alumínio e cobre encontrado por ela é recolhido e vendido diariamente, o que tem ajudado nas despesas de casa. “Tenho a certeza que com a graça de Deus vamos ser todos abençoados, o projeto vai avançar, oferecer um bom trabalho para todos nós, melhorando a nossa vida”, informou Maria Tila.

“A gente está aqui firme e forte por acreditar que vai dar tudo certo. O mais importante é o apoio que a gente não tinha. Antigamente a gente não tinha o apoio da prefeitura, apoio de ninguém. E hoje a gente percebe que todos estão empenhados nessa atividade”, acrescentou dona Maria do Socorro, que também coleta resíduos sólidos no lixão e faz parte da cooperativa.

Antes da entrega oficial do Ponto de Coleta, uma equipe de voluntários, coordenados pela Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, saiu às ruas do Maracanã coletando os resíduos deixados pelos moradores na frente das casas, de acordo com as orientações repassadas a eles ao longo da semana passada, quando esses mesmos voluntários pediram que fosse separado o lixo úmido do lixo seco. “A prefeitura vai continuar recolhendo o material úmido (resto de comida, de verduras, madeira em processo de decomposição) e rejeito (material que não serve para ser reciclado) e o material seco que pode ser reciclado deve ser entregue no Ponto de Coleta pelo próprio morador”, disse Vanderlice Leal, da Secretaria de Planejamento e Gestão.

No sábado, 20, os voluntários contaram com carro de apoio para recolher os resíduos. A empresa Big Service cedeu um caminhão e seus profissionais, que percorreram as ruas do Maracanã.

“Almejamos ver uma cidade limpa, bonita, gerando emprego e renda. Lixo é lixo, mas resíduos sólidos geram dinheiro. E precisamos do apoio da população para que o nosso ambiente seja melhor e de qualidade”, informou o coordenador do Departamento de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, Joilson Marinho.

“Foi tudo muito gratificante. Agradecemos ao prefeito Henrique Costa pelo apoio que está dando a nossa cooperativa, à Associação Comercial e Empresarial de Juruti, ao Instituto Juruti Sustentável e a todas as instituições públicas e privadas que estão conosco nesse trabalho”, disse emocionado Claudionor Cândido, sócio fundador da cooperativa,

REMO VENCE INTERNACIONAL NA ABERTURA DO CAMPEONATO DE FUTEBOL MASCULINO SUB 18

Time do Remo, campeão do Sub-18

No último fim de semana (20 e 21), a Prefeitura de Juruti, por meio da Secretaria Municipal Cultura, Desporto e Turismo realizou a abertura do Campeonato Masculino Sub 18, no Estádio Pimpão.

No sábado, seis equipes participaram da solenidade de abertura; Remo, Barcelona, Chapecoense, Internacional, Zesg e Palmeiras. Durante a solenidade, a secretária de Cultura, Ariadne Lima, agradeceu os desportistas pela participação e desejou boa sorte às equipes.

No jogo de abertura, a equipe do Remo venceu a equipe do Internacional por 3 a 1. E no domingo, as equipes Chapecoense e Barcelona empataram em 0 a 0.

O Campeonato Masculino Sub 18 premiará as equipes vencedoras com um valor de RS 4.500,00, sendo RS 3.000,00 para a equipe campeã e RS 1.500,00 para a vice- campeã.

Fonte: RG 15/O Impacto e CCOM/PMJ

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *