Médico condenado por estupro de vulnerável tem pena aumentada pelo TJ-PA

O médico Álvaro Cardoso, condenado a 22 anos de prisão por estupro de vulnerável, recorreu ao TJ, e ao invés de conseguir redução de pena, teve na verdade a mesma elevada para 41 anos.

“Quanto ao recurso interposto pelo Ministério Público, conheço e dou-lhe provimento para reformar a pena definitiva do apelante Álvaro Magalhães Cardoso, para o patamar de 41 (quarenta e um) anos, 03 (três) meses, 26 (vinte e seis) dias de reclusão e ao pagamento de 10 (dez) dias-multa”, determinou o desembargador Mairton Marques Carneiro, em sua decisão divulgada na quinta-feira (23).

A duas mulheres condenadas juntamente com o médico, Odete Friss Ebertz e Darliane Silva dos Santos continuam com a mesma pena de 14 anos, proferida pelo Juiz Alexandre Rizzi, da Comarca de Santarém.

RG 15 / O Impacto com informações de Coruja

Fique por dentro:

2 comentários em “Médico condenado por estupro de vulnerável tem pena aumentada pelo TJ-PA

  • 24 de agosto de 2018 em 17:05
    Permalink

    Encerrou a carreira politica do irmão dele que é vereador . Foi só entrar pra politica que a família já fez merda

    Resposta
  • 24 de agosto de 2018 em 15:43
    Permalink

    Que outros covarde e tarados do mesmo naipe coloquem suas barbas de molho; parabéns à Justiça !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *