Projeto leva fibra óptica aos municípios da Calha Norte

A homologação do plano de implantação da infraestrutura tecnológica de fibra ótica que interligará os governos do Pará e Amapá ocorreu na 22ª Brigada de Infantaria de Selva, na tarde de terça-feira (18). O protocolo segue o termo de cooperação técnica firmado entre o Centro de Gestão de Tecnologia da Informação (Prodap), a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) e o Exército Brasileiro. O projeto beneficiará à modernização da gestão pública e o atendimento à população.

De acordo com o presidente da Prodepa, Theo Pires, o projeto de utilizar as fibras cedidas ao governo do Estado para iluminar não só o Pará, mas o Comando Militar do Norte, vai ao encontro da política que o governo tem de apropriar o uso de infovias, seja de infraestrutura própria, como de infraestrutura de terceiros. Este é o caso da fibra da Isolux, no sentido de viabilizar pontos de presença da rede governamental na maior quantidade possível de municípios, principalmente naqueles mais difíceis de serem atingidos, como é o caso da Calha Norte.

A expectativa é integrar os três agentes públicos buscando o uso efetivo dessa estrutura, dessa fibra óptica, em toda a sua extensão. A reunião alinhou as ações para implantação do projeto Isolux. Através dessa parceria será compartilhada a infraestrutura de telecom entre os governos dos estados do Para e do Amapá e o exército, beneficiando todos os parceiros. No Pará, serão beneficiados com o projeto os municípios: Almerim (Monte Dourado), Alenquer, Oriximiná, Vitória do Xingu, Anapu, Pacajá e Tucuruí.

Fonte: RG 15/O Impacto e Nátia Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *