Polícia Civil prende 16 pessoas e apreende drogas no interior do Pará

A Polícia Civil do Pará deu início, na sexta-feira (22), à operação denominada Dionísio, que visa reprimir o tráfico de drogas e intensificar as ações de segurança pública do período que antecede às festas de Carnaval em cidades do interior paraense. No primeiro dia da ação policial, 16 pessoas foram presas por envolvimento com o comércio ilegal de entorpecentes. Sob a coordenação da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), a operação vai se estender até o próximo dia 28. Nesta sexta-feira, equipes de Delegacias e Seccionais de Polícia saíram às ruas de diversas cidades do interior do Pará, no mesmo horário, para dar cumprimento a mandados de busca e apreensão em relação a pontos de tráfico de drogas e uso ilegal de armas e para cumprir mandados de prisão de envolvidos em tráfico de drogas e homicídios.

Segundo o diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil, delegado José Humberto Melo, a operação Dionísio também é chamada de Operação Pré-Carnaval, já que a ação policial visa atuar de forma preventiva antes do carnaval, para evitar ocorrências de crimes, principalmente, o tráfico de drogas na época dos eventos carnavalescos nas cidades que mais atraem maior número de foliões no interior do Pará. Além das prisões, explica o delegado, foram realizadas apreensões de substâncias entorpecentes ilícitas, dinheiro e aparelhos celulares.

Após o final da operação Dionísio, no último dia do mês de fevereiro, será iniciada a operação Carnaval. Dentre o total de prisões, nove foram presos na cidade de Óbidos, no oeste paraense. Outros seis foram presos por mandados de prisão e houve um morto em troca de tiros com policiais em cidades da região do Salgado, no nordeste do Estado, como Castanhal e Maracanã. Em Redenção, sudeste do Pará, policiais civis da Superintendência Regional do Araguaia Paraense, da DECA (Delegacia de Conflitos Agrários), do NAI (Núcleo de Apoio à Investigação); da DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) e das Delegacias de Redenção e Conceição do Araguaia cumpriram oito mandados de busca e apreensão domiciliar relacionados ao tráfico de entorpecentes. Não houve prisões em flagrante.

Na região do Caeté, nordeste do Estado, foi preso em flagrante, por tráfico de drogas, nesta sexta-feira (22), em Salinópolis, nordeste paraense, Antônio Carlos da Silva Luz. A prisão foi realizada como resultado de investigações desenvolvidas pelas equipes do município com objetivo de combate ao tráfico de drogas. Assim, foram solicitadas medidas cautelares de busca e apreensão à Justiça. Ao todo, sete mandados de busca e apreensão domiciliares foram cumpridos. Na casa do preso, foram encontradas cinco porções de pedras de óxi e 50 comprimidos de uma substância não identificada. As operações policiais seguem na cidade de Salinópolis para trazer maior tranquilidade para a população local, assim como para a população que comumente procura a cidade em época de feriados prolongados.

Fonte: RG 15/O Impacto e Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *