Vídeo – “Dionar Júnior é inocente” diz defesa de acusado de mandar matar empresário Iran Parente e esposa; Justiça decidiu pela prisão domiciliar

Dionar Nunes da Cunha Júnior(foto), acusado de ser o mandante da morte do empresário Iran Parente e sua esposa Josielen Prezza, crime ocorrido no mês de fevereiro deste ano, já se encontra em sua residência. Conforme os advogados Américo Leal, Rodrigo Marques e Marcelo Oliveira, a Justiça decidiu pela prisão domiciliar. Assista:

Dionar Júnior foi preso no dia 3 de maio, e encontrava-se na Central de Triagem Masculina do Complexo Penitenciário de Cucurunã.

O Crime

No dia 28 de fevereiro, os corpos de um casal foram encontrados em meio a uma plantação, na vicinal da comunidade do Guaraná, na região de Planalto de Santarém. Eles foram identificados como Francisco Iran Parente e sua esposa, moradores da comunidade de Boa Esperança, que no dia anterior tiveram a casa invadida e em seguida levados por criminosos.

As vítimas foram barbaramente mortas com vários disparos de arma de fogo. No mesmo dia em que os corpos foram localizados, a polícia conseguiu prender um dos suspeitos de ter participado da execução do casal.

Com as investigações aprofundadas, a Delegacia Especializada de Homicídio, sob comando do delegado Gilvan Almeida, conseguiu identificar os comparsas do primeiro preso, bem como a pessoa que teria encomendado o crime, no caso, Dionar Júnior.

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *