Vídeo – Após queimar documento judicial, indígenas quebram e ateiam fogo em equipamentos de TV

Iniciada no último dia 02 de outubro, a manifestação de indígenas e garimpeiros já entra no seu quinto dia de protesto. Entre ameaças e liberação parcial da rodovia, os manifestantes vão tentando convencer o Governo Federal de encerrar as operações de fiscalização de órgãos do federais no combate às atividades de garimpos ilegais e desmatamentos em áreas indígenas.

Na segunda-feira (05), foi apresentado aos indígenas um documento judicial, expedido Justiça Federal a pedido do DNIT- Departamento de Infraestrutura e transporte, que solicitava a reintegração de posse da área onde a mais de 72 horas está sendo interditada pelos manifestantes.

O documento chegou às lideranças indígenas, que leram para todos os manifestantes e, logo em seguida, rasgaram e queimaram em via pública a documentação. Ainda, no mesmo dia, houve um desbloqueio parcial da rodovia, onde veículos puderam transitar por cerca de 2 horas.

Já nesta terça-feira (06), os indígenas destruíram e atearam fogo em equipamentos de profissionais da imprensa que faziam a cobertura da manifestação. Imagens gravadas em câmera de aparelho celular, mostram o momento em que os índios dão pauladas em uma câmera filmadora e o microfone direcional.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar acompanham o protesto.  A rodovia Transamazônica segue bloqueada próximo ao município de Itaituba. Segundo a PRF, na BR-230 o congestionamento chegou a 20 quilômetros.

Fonte: Portal Giro

Foto: Reprodução

3 comentários em “Vídeo – Após queimar documento judicial, indígenas quebram e ateiam fogo em equipamentos de TV

  • 7 de outubro de 2020 em 10:18
    Permalink

    Cadê o Exército Brasileiro – Braço Forte, Mão amiga? O Brasil existem leis para todos. Cadê os principais meios de comunicação que não estão dando a devida divulgação a estes fatos?

    Resposta
  • 6 de outubro de 2020 em 18:27
    Permalink

    Alô Justiça, estão debochando de vc, se julgam acima da Lei !

    Resposta
  • 6 de outubro de 2020 em 18:25
    Permalink

    Devidamente orientados, depois vão a Brasília fazer protesto porque tem garimpeiros e madeireiros em suas terras. Querem mesmo é que não haja fiscalização, pois recebem grana dos dois lados, pilantras querendo se passar por inocentes inimputáveis !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *