Fraude a licitações, dano ao erário e enriquecimento ilícito motiva busca e apreensão na prefeitura de Faro

Os investigados são suspeitos de fraude em licitações e enriquecimento ilícito

A Promotoria de Justiça de Faro cumpriu nesta quinta-feira, 15 de outubro, mandado de busca e apreensão em vários setores da prefeitura Municipal, suspeitos de envolvimento em fraude a licitações, dano ao erário e enriquecimento ilícito por meio de empresas fantasmas.

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado do MPPA (GAECO) realizou a operação, juntamente com o Grupo de Atuação Especial de Inteligência e Segurança Institucional (GSI).Os volumes apreendidos ficarão à disposição da promotoria para análise. O mandado foi emitido a pedido do promotor de Justiça de Faro, Osvaldino Lima de Sousa, e deferido pelo juiz da Comarca, Flávio Oliveira Lauande.

Informações mais específicas sobre os investigados e o objeto da operação estão sob sigilo, para resguardar o sucesso das investigações e de modo a não influenciar no pleito eleitoral municipal.

RG 15 / O Impacto com informações do MPPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *