Bocão Ed. 1325

APOIO
Diversos aspirantes a vereador estão abandonando apoio à candidatura dos candidatos de seus partidos. A desculpa é de que a legenda não está oferecendo condições e está prejudicando suas campanhas. Com as panelinhas instituídas, fica difícil novas lideranças emergirem. É preciso diálogo e transparência na organização interna das agremiações partidárias, mesmo porque, pode estar havendo dicotomia entre a necessidade de ação, e a obrigação de prestar contas conforme prevê a legislação.


VALORIZAR O VOTO
Temos que ter consciência para escolher o candidato a prefeito e vereador para não termos desilusão com nossas próprias escolhas. Não foram os políticos que se tornaram ruins ou que se mostraram incompetentes, fomos nós que elegemos gente ruim e incompetente com nossos votos. Eles não nasceram lá – nós os colocamos.

VALORIZAR O VOTO 2
E pior, a cada eleição surgem vários candidatos com promessas apenas para iludir o povo. Uns sem experiência política, outros que nunca assumiram cargo de confiança, outros sem sucesso na vida profissional, outros de partidos envolvidos em corrupção, outros respondendo processo por falta de prestação de contas e desvio de dinheiro público.

VALORIZAR O VOTO 3
Tem candidato que diz que vai melhorar a merenda escolar, que vai pagar fardamento dos alunos, que vai melhorar as condições das crianças e que vai transformar Santarém. De onde vem tanto dinheiro para isso tudo? Não diz. Temos novamente a possibilidade de sonhar com um futuro melhor para nossa cidade. Mas para isso é preciso saber escolher. Nenhum dos candidatos fala em ajudar o idoso e melhorar o atendimento nos hospitais.

VALORIZAR O VOTO 4
Temos que analisar a vida pregressa de cada candidato, qual sua formação, como é sua vida pessoal, quais são suas propostas, avaliar se elas são possíveis e viáveis, e quais respondem processo por não aplicar com honestidade o dinheiro público. Vamos pensar no futuro de nossa cidade com responsabilidade.


SERVIDOR PÚBLICO
As comemorações alusivas ao feriado do Dia do Servidor Público, no âmbito da Justiça Federal da 1ª Região, foram transferidas do dia 28 de outubro, conforme previsto na Portaria Presi 11394847, para o dia 30 de outubro de 2020. O documento assinado pelo presidente do TRF 1ª Região, desembargador federal Italo Fioravante Sabo Mendes, no dia 19 de outubro, ressalta, ainda, que o expediente e os prazos processuais estarão suspensos naquele dia no Tribunal, nas Seções e nas Subseções Judiciárias da 1ª Região.


ESTELIONATO ELEITORAL
Promessas dos candidatos para os eleitores em época de campanha não cumpridas podem caracterizar estelionato eleitoral. Segundo o artigo 171 do nosso Código Penal, comete o crime de estelionato aquele que induz ou mantém alguém em erro, para obter vantagem ilícita, em prejuízo alheio.

ESTELIONATO ELEITORAL 2
A vantagem é de natureza econômica e o prejuízo da vítima é um dano patrimonial, econômico. No estelionato eleitoral a conduta seria a mesma, mas a vantagem é o cargo eletivo. Para abolir essas promessas vazias o eleitor deve promover representação contra o prefeito que não cumpri-las, para somente assim acabar com tantas mentiras e promessas absurdas.


TURISMO EM BAIXA
“Não volto mais a Santarém e vou informar aos amigos que não venham conhecer Alter do Chão. Vim do Mato Grosso e fui desrespeitado por um policial rodoviário estadual”. Esse desabafo foi de um turista de 60 anos que veio conhecer Alter do Chão e foi abordado por policial rodoviário estadual sem preparo e sem educação. O turista, segundo testemunha, foi desrespeitado e ofendido junto à sua família. Ele disse que não volta e vai fazer propaganda negativa do tratamento que o turista recebe em Alter do Chão.


CAMPANHA IRREGULAR
Chegaram à nossa coluna diversas denúncias contra candidatos a vereador e prefeito que estão descumprindo a legislação eleitoral, imprimindo adesivos fora dos padrões determinados, colocando placas em locais públicos, tudo em contrariedade à Justiça Eleitoral. Tais candidatos não podem alegar desconhecimento, já que o Ministério Público Eleitoral, por meio do promotor Túlio Novaes, reuniu com os partidos e agências de publicidades para detalhar o que consta nas normas.


TÍTULO DE ELEITOR
O Plenário virtual do Supremo Tribunal Federal confirmou que a apresentação do título de eleitor não é obrigatória para exercer o direito ao voto. Basta mostrar um documento com foto. A decisão foi tomada em sessão encerrada na segunda-feira (19/10). Os ministros entenderam, agora de modo definitivo, que exigir que o eleitor carregue o título de eleitor como condição para votar não tem efeito prático para evitar fraudes, uma vez que o documento não tem foto, e constitui “óbice desnecessário ao exercício do voto pelo eleitor, direito fundamental estruturante da democracia”, conforme escreveu em seu voto a relatora ministra Rosa Weber. Fonte Conjur.


NA BRONCA
Tomei conhecimento que candidatos a vereador de vários partidos estão na bronca com o candidato a prefeito que recebeu recursos e não está repassando para os candidatos a vereador. Eles alegam que estão sem estrutura para trabalhar e presumem que os valores estão sendo investidos em produtora e material dos candidatos a prefeito.


Por: Edmundo Baía Jr.

10 comentários em “Bocão Ed. 1325

  • 27 de outubro de 2020 em 15:07
    Permalink

    Por favor autoridades tanto municipal como estadual a COVID está crescendo porque não fechas as danceterias da Cidade de Santarém como MIOLO, VALDA, FLASBACK, SIMBORA, COQUEIRO E CELEIRO. ainda tem mais a ORLA, ALTER DO CHÃO MUITA GENTE SEM MASCARA.

    Resposta
    • 29 de outubro de 2020 em 10:54
      Permalink

      Fala sério, tu acha que o prefeito que está concorrendo a reeleição, vai fazer isso e correr o risco de perder milhares de votos? Talvez ele determine o fechamento depois da eleição.

      Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 11:26
    Permalink

    É muita sacanagem os partidos chamarem as lideranças para candidaturas e nao darem o suporte que prometem. As pessoas ficam gastando o que nao tem, se endividando e não tem chances diante de quem tem maior poder aquisitivo. No final o partido fica com todo o dinheiro que deveria ser usado em campanha.

    Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 11:23
    Permalink

    Rapaaaz… essa campanha desse ano ta muito fraca. Só vejo candidatos reclamando das burocracias dos partidos o que ta prejudicando muitos. Principalmente aqueles que nao tem recursos proprios para fazerem suas campanhas.

    Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 08:27
    Permalink

    Esse aí já esta mostrando para que veio, e veio para roubar mesmo na cara dura.

    Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 08:26
    Permalink

    Éguaaaaa, mal começou e o candidato a prefeito já esta metendo a mão, que situação.

    Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 08:24
    Permalink

    Mas que policialzinho de meia tijela, o turismo já esta em baixa e ainda faz uma coisa dessa, turista tem que ser tratado bem, muito bem por sinal, para voltar e levar o nome da ilha para todo o Brasil e até fora dele.

    Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 08:18
    Permalink

    Infelizmente, os embates políticos enveredaram pelo mesmo caminho dos embates pessoais. #vergonhoso #desnecessário

    Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 08:16
    Permalink

    Escolha com retidão um político e não um ladrão, como quem escolhe um visitante especial para sua casa.

    Resposta
  • 23 de outubro de 2020 em 08:14
    Permalink

    O eleitor que decidir o voto baseado em promessas dos candidatos corre o risco de fazer sua escolha pelos motivos errados, analise bem e vote consciente.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *