Câmeras de monitoramento serão substituídas em Belém e em mais 8 municípios. Alguns equipamentos farão reconhecimento facial

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) instalará 350 novas câmeras de vídeomonitoramento e módulo de análise forense (sinopse de vídeo), em substituição às câmeras que operam na Região Metropolitana de Belém e em mais oito municípios paraenses. Algumas câmeras terão, ainda, o módulo de reconhecimento facial e outras a tecnologia Optical Character Recognition (OCR), que faz a leitura de placas veiculares.

Segundo o secretário de Segurança Pública do Pará, Ualame Machado, as novas tecnologias, em especial a inteligência artificial, colaboram para manter e melhorar, cada vez mais, os índices da segurança pública no Estado. A gestão realiza, constantemente, um forte investimento em equipamentos modernos em todas as áreas, seja no grupamento fluvial, na parte aérea, rodoviária, além de inteligências e sistemas modernos.

“Estamos agora dando mais um passo com a contratação de câmeras especializadas. A população já conhece algumas imagens que são geradas pela segurança pública no dia-a-dia, por meio de vários canais de comunicação, porém os novos equipamentos possibilitarão imagens que virão embarcadas com tecnologias, reconhecimento facial, reconhecimento de placa, além de várias outras modalidades tecnológicas, como, por exemplo, análise de placas de carros roubados ou furtados, de licenciamento de veículo que não está em dia, de localização de pessoas foragidas, reconhecimento de pessoas que sejam procuradas de modo geral pela Justiça, que darão melhores condições de trabalho e abrangência à atuação das polícias em todo o Estado do Pará, melhorando cada vez mais os resultados”, afirmou Ualame Machado.

VISÃO NOTURNA

As câmeras de vídeomonitoramento têm alta definição e iluminação de infravermelho, possibilitando, também, a visão noturna onde não houver iluminação.

Os locais onde as câmeras serão instaladas e os módulos em cada uma serão definidos após os estudos dos órgãos de segurança pública do local a ser instalado e a necessidade do espaço. No interior paraense, os municípios que terão os equipamentos substituídos são Marabá, Santarém, incluindo o distrito de Alter do Chão, Oriximiná, Capanema, Salinópolis, Castanhal, Paragominas, além de Altamira, cujo número de câmeras será ampliado, entre outras.

“As câmeras serão distribuídas, de acordo com a sua funcionalidade, nos principais pontos de aglomeração para que possamos ter identificação facial de pessoas foragidas ou procuradas; nos principais fluxos de veículos, teremos as câmeras com leitura de placa, para localizar veículos em desacordo com a lei. Cada modalidade contratada de inteligência será utilizada dentro da sua modalidade e de acordo com os números, de acordo com a estatística, com a potencialidade e a necessidade em cada ponto do Estado”, explicou o titular da Segup.

Anterior à aquisição da tecnologia de videomonitoramento, a Segup já havia investido no contato maior, mais seguro e eficiente entre os órgãos de Segurança Pública e a sociedade, por meio do Whastapp do Disque Denúncia (91 98115-9181), garantindo o anonimato, além de lançar os aplicativos “SOS Maria da Penha”, que auxilia na segurança de mulheres vítimas de violência doméstica, com medida protetiva concedida pela Justiça, e o “SOS PM”, que resguarda a vida dos agentes de segurança pública que estejam em situação de risco.

RG 15 / O Impacto com Informações da SEGUP

Foto: divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *