Polícia Civil recupera aparelho celular extraviado na praça cívica durante as comemorações eleitorais

Policiais civis da delegacia de Rurópolis, oeste paraense, recuperaram um aparelho celular extraviado na praça cívica na noite de ontem, 15/11/2020, durante as comemorações dos resultados do pleito eleitoral.

Segundo o delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho, responsável pela unidade policial, as investigações para localizar o aparelho celular iniciaram logo após a vítima registrar o Boletim de Ocorrência informando sobre o ocorrido.

De acordo com os relatos era por volta das 23h quando o proprietário do bem deu falta de seu aparelho celular do tipo Motorolla MotoG Play, cor vermelha, que estava em seu bolso e com isso passou a procurar nas intermediações por onde passou, porém em razão da quantidade de pessoas que estavam participando da festividade referente ao término das votações na praça, suas buscas foram infrutíferas.

Logo pela manhã resolveu buscar auxílio policial na delegacia de polícia registrando o caso e informando sobre a necessidade de se ter o bem de volta em razão de inúmeros contatos em sua agenda telefônica, documentos em PDF e arquivos pessoais que caso não fossem recuperados poderiam trazer transtornos para o seu trabalho.

Os procedimentos cabíveis foram tomados e no final da manhã de hoje, após a rastreio de sinal, o aparelho foi localizado no bairro do leitoso no poder de um morador que informou que teria encontrado na via pública na noite de ontem. O achádego foi entregue espontaneamente a Polícia Civil que localizou o legítimo proprietário comunicando sobre a recuperação do telefone móvel para fins de devolução.

Os levantamentos tiveram a frente o investigador Roberto Oliveira e segundo o delegado de polícia Dr. Ariosnaldo Vital Filho nas situações de roubos, furtos e extravios de aparelhos celulares é muito útil o registro do boletim de ocorrência, pois é ali que vão constar todas as informações necessárias como numeral telefônico e imei que vão auxiliar as buscas.

Neste ano, outros aparelhos extraviados e até roubados foram localizados e entregues para os seus legítimos proprietários.

A Polícia Civil orienta as pessoas que costumam negociar e comprar aparelhos celulares e demais objetos pela internet ou de “segunda mão” que se certifiquem da origem do produto, exigindo a nota fiscal para comprovar a origem lícita do aparelho, afim de que não venham eventualmente responder por crime de receptação.

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *