De presídio, vereador suspeito de assalto toma posse por videoconferência

Preso por suspeita de estar envolvido em um assalto, o vereador Fábio Júnior Alves de Andrade (PP), 37 anos, de Marizópolis, no Sertão da Paraíba, tomou posse do cargo nesta sexta-feira (1º/1) diretamente do presídio. Ele cumpre prisão temporária por suspeita de participar de um roubo no município de Sousa (PB). O cargo foi passado oficialmente ao vereador por videoconferência.

Fábio de Nego Chico, como é mais conhecido, está preso desde o último dia 18/12. Segundo o portal ClickPB, o diretor da Colônia Penal Agrícola de Sousa, Charles Martins, informa que as investigações apontam para o papel de líder de uma quadrilha na região e que o vereador teria passagem pela polícia por tráfico de drogas e roubos.

O advogado do vereador, Abdon Lopes, disse ao G1 que não há evidências do envolvimento do cliente com o crime. Segundo o G1, a prisão foi pedida porque, segundo o delegado Glauber Fonte, Fábio teria auxiliado na fuga de três homens que se passaram por policiais cumprindo mandados de busca para subtrair dinheiro e cheques de um empresário. 

Nas eleições municipais de 2020, Fábio Júnior foi eleito com 194 votos. O parlamentar preso participou da sessão em uma sala da unidade penitenciária, que é destinada para audiências feitas pela internet. Durante a cerimônia, ele ficou acompanhado de policiais penais do presídio e pelo advogado.

Fonte: Correio Braziliense

Foto: Reprodução / TV Paraíba

Um comentário em “De presídio, vereador suspeito de assalto toma posse por videoconferência

  • 2 de janeiro de 2021 em 13:40
    Permalink

    kkkkkkkkkkkkkkk…agora terá cofres públicos à disposição !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *