Há mais de um ano do massacre em Altamira, ossada humana é encontrada em presídio

Nesta quarta-feira, 6, uma ossada humana foi encontrada no presídio de Altamira, município do sudeste paraense. Uma equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves realizou a remoção do material e perícia.

O portal Roma News solicitou informações sobre as circunstâncias da descoberta e aguarda o retorno. Portanto, esta matéria será atualizada a qualquer momento.

A ossada foi encontrada há mais de um ano do massacre na penitenciária. No dia 29 de julho de 2019, um confronto entre facções criminosas causou a morte de 57 detentos. Posteriormente, o número total de mortos subiu para 62.

O massacre foi o maior ocorrido em um mesmo presídio desde o do Carandiru, em 1992, quando 111 detentos foram assassinados. O ocorrido no Centro de Recuperação Regional de Altamira (CRRA) ficou em quinto lugar com alta letalidade registrado no sistema prisional do país desde janeiro de 2017.

Fonte: Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *