Rombo nos cofres da PMA pode chegar a R$ 200 milhões, de acordo com Claudomiro Gomes

O prefeito de Altamira, Claudomiro Gomes (PSB), apresentou durante uma coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira 14, um relatório preliminar sobre as dívidas deixadas pelo ex-gestor do município Domingos Juvenil. De acordo com Claudomiro Gomes, já foi confirmada a quantia de R$ 118 milhões de dívidas da gestão passada. Só no sistema previdenciário do município, a Altaprev, o rombo chegaria a R$ 21 milhões, fora os mais de R$ 50 milhões de dividas parceladas junto à Receita Federal. “Se a informação da Receita Federal for confirmada de que há cerca de 100 milhões parcelados em débitos do INSS, essa dívida pode chegar a quase R$ 200 milhões de reais no município de Altamira”, disse Claudomiro durante a coletiva.

A equipe do atual governo municipal levou 14 dias para chegar a esse montante inicial, mas Claudomiro Gomes afirmou que até o dia 10 de fevereiro deve apresentar ao Ministério Público Estadual o relatório final sobre a situação em que encontrou a prefeitura, e que irá responsabilizar judicialmente Domingos Juvenil e seu secretariado pelo rombo deixado nos cofres da prefeitura. “Se o nome disso aqui não for roubo, não existe um outro nome”, afirmou o gestor, que garantiu que não desistir de lutar por Altamira. “Esse cenário não nos desanima, por mais que ele seja desafiador. Imaginávamos que íamos encontrar uma situação difícil, mas não que fosse a esse nível, mas se considerarmos, que o ex-gestor no mês de novembro foi preso pela polícia, eu acho que isso explica muito o que se está se colocando nesse momento”, explicou.

A coletiva de imprensa aconteceu na sala de reuniões da Prefeitura de Altamira e contou com a presença do vice-prefeito, Jorge Gonçalves, secretários municipais além do presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Silvano Fortunato.

Fonte: A VOZ do XINGU

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *