Mulher arrastada por PM para fora de ônibus estaria em surto psicótico

Na tarde de quarta-feira (21), uma mulher, ainda não identificada foi retirada por um policial militar de dentro de um ônibus que transitava pela Fernando Guilhon, na grande Área do Santarenzinho.

Segundo informações preliminares, a atitude do policial teria relação com o odor de uma sacola de peixes que estaria incomodando os demais passageiros. No entanto, de acordo com o Coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Joziel Colares, a situação não tem relação com o que está sendo divulgado.

“Se tratou de um surto psicótico. Nossa equipe esteve no local e ela estava se alterando em um ônibus, estava agressiva, inclusive tentou agredir nossa equipe. Quando chegamos lá o policiamento se encontrava no local, conteve e a conduzimos para o Pronto Socorro Municipal (PSM)”.

Veja no vídeo:

Segundo o Coordenador do SAMU, ela estava com uma sacola de peixe. Porém, a situação que ocorreu não tem relação com o mau cheiro. A mulher foi medicada e sedada, e na sequência foi liberada.

“Mas isso não tem nada a ver com agressão policial, que arrancou ela à força do ônibus. O policial a retirou para manter a segurança e integridade física dos passageiros que estavam”, concluiu.

Por Diene Moura

RG15/O Impacto – Colaborou Lorenna Morena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *