Bocão Ed. 1368

NOS BRAÇOS DO POVO
Um nome tem surgido com bastante força política entre as lideranças comunitárias e a população santarena em geral para a Assembleia Legislativa do Pará. Celsa Brito, secretária de Assistência Social e primeira dama, tem ganhado musculatura política para a construção de uma pré-candidatura de deputada estadual.


RUMO À ALEPA
A adesão à pré-candidatura de Celsa Brito vem crescendo a cada dia nos quatro cantos do município. Lideranças políticas e comunitárias vêm aderindo em massa, não só de Santarém, mas de outros municípios, haja vista a liderança regional que Celsa vem exercendo à frente da Assistência Social na região.


COMPETÊNCIA E HUMILDADE
Celsa já demonstrou competência, que somada a sua humildade vem conquistando a simpatia da população e de várias lideranças regionais. É a mulher do oeste paraense bem representada na Assembleia Legislativa.


OS EXS EM AÇÃO
O ex-governador Jatene, o ex-candidato a governador Marcio Miranda e o ex-vice governador Helenilson se reuniram para articular a candidatura de Marcio para governador e Helenilson para vice com apoio do Jatene. Jatene, que não gosta de trabalhar, vai transferir a responsabilidade para Marcio e Helenilson, e da Praça da República, com seu violão, vai administrar a campanha. Para nossa região Jatene não representa nada, já que nada fez por Santarém e região. Quem não quer ter sucesso, se junte ao Jatene.
OS EXS EM AÇÃO 2
Marcio Miranda, derrotado pelo governador Helder, sem nenhum trabalho realizado no Pará quer novamente disputar o governo do Estado com o apoio do fracassado Jatene. Helenilson deveria se afastar desses dois que estão queimados pelo povo. Ele poderia se transformar em uma nova liderança se não se juntasse com Jatene e Marcio.


HELDER
Helder pensa em convidar Junior Ferrari para vice representando o baixo amazonas. O PSD vai sofrer uma grande ferida por São Paulo. A missão é tirar Helenilson da presidência e colocar Junior Ferrari, que é deputado federal.
HELDER 2
Segundo fiquei sabendo, Helder vai se reunir com Nélio e solicitar que aliados de Helenilson sejam afastados do governo Nélio, já que não é justo que aliados de Helenilson sejam beneficiados se ele está do outro lado. Fiquei sabendo também que Helder vai conversar com o Presidente do PSD nacional, Gilberto Kassab, para intervenção do PSD do Pará e nomear Junior Ferrari para comandar o PSD.
HELDER 3
Com essa situação, aliados de Helenilson que estão acumulando cargos no governo Nélio já pensam em sair do partido para garantir lealdade a Nélio e Helder, e foram recebidos de braços aberto pelo prefeito Nélio.


MULHER VÍTIMA
Juízes e juízas devem dar prioridade à apreciação de ações em que haja descumprimento de medidas protetivas de urgência. A ideia é que haja mais efetividade na proteção à mulher vítima de violência. A proposta faz parte de uma recomendação aprovada por unanimidade, na terça-feira (17/8), pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), durante sua 336º Sessão Ordinária.


GOLPE
A Receita Federal identificou um novo tipo de golpe aplicado com o nome da instituição. Trata-se de uma notificação postal falsa, na qual é exigido o pagamento de IOF para desbloqueio de valores de empréstimo em instituição financeira.
GOLPE 2
IOF é o Imposto sobre Operações Financeiras, relativos a crédito, câmbio e seguros, ou títulos e valores mobiliários. Ao negociar um empréstimo ou financiamento com uma instituição financeira, a pessoa recebe pelo correio uma notificação cobrando o IOF, supostamente emitida pela Receita Federal.


RECEITA EM AÇÃO
A Receita Federal participou de ação em conjunto com a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União na quarta-feira (18/08). A Operação REDITUS é um desdobramento da Operação S.O.S. deflagrada pela Polícia Federal em setembro de 2020, com o objetivo de apurar irregularidades na contratação, pelo Governo do Estado do Pará, de Organizações Sociais em Saúde para a gestão de hospitais regionais e de campanha em Belém/PA e municípios do interior do estado.
RECEITA EM AÇÃO 2
As apurações revelaram que as Organizações Sociais firmaram, ao menos, 12 contratos ou termos aditivos com o Governo do Estado do Pará entre agosto de 2019 e maio de 2020, totalizando aproximadamente R$ 1,2 bilhão.Com o aprofundamento das investigações e análises de dados fiscais dos envolvidos foram identificados “núcleos” do grupo investigado, de acordo com a participação de cada um nas irregularidades. O Governador Helder informa que a situação não envolve o governo do Estado.
RECEITA EM AÇÃO 3
A Operação investiga suspeita de desvios de recursos públicos, corrupção, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. De acordo com as investigações, após firmados os contratos de gestão com o Governo do Estado e o repasse de verba, as Organizações Sociais subcontratavam outras empresas pertencentes ao grupo investigado para prestar serviços nas unidades de saúde, numa prática conhecida como “quarteirização”.

Um comentário em “Bocão Ed. 1368

  • 25 de agosto de 2021 em 16:33
    Permalink

    Bocão querendo forçar a barra com a candidata chapa branca do Nélio. Quem nasceu pra ser Fusca, jamais será uma Ferrari.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *