Bocão Ed. 1371

RECUPERAÇÃO JUDICIAL
Com as mais recentes alterações legislativas, vê-se uma tendência crescente de as empresas que possuem um considerável passivo tributário se beneficiarem, e muito, ao utilizarem a ação de recuperação judicial (RJ) como uma alavanca para a regularização dos seus débitos junto ao erário por meio de uma estratégia legal, sobretudo pela adição significativa de condições especiais de pagamento e descontos.
RECUPERAÇÃO JUDICIAL 2
Entre as inovações legislativas está a Lei nº 14.112/2020, que alterou a Lei de Recuperação Judicial e Falências, Lei nº 11.101/2005, e trouxe novos mecanismos a fim de possibilitar que a empresa recuperada renegocie suas dívidas tributárias, reestruture as suas atividades e evite que o passivo volte a se acumular.
RECUPERAÇÃO JUDICIAL 3
Para as empresas que possuem a maior parte da dívida na seara tributária, será possível incluir esses débitos já na tratativa inicial da ação recuperacional e definir, ao modo que melhor se adeque ao caixa da empresa a forma de liquidar as obrigações fiscais, o que permite imediatamente uma economia tributária. O pagamento do tributo deve ser de conformidade com a capacidade financeira do caixa da empresa.


DENÚNCIA E ÓDIO
As autoridades devem ter cuidado com as denúncias contra as empresas por problemas com o vencimento do produtos. Algumas vezes a pessoa que denuncia planta a situação, e em outras a pessoa tem problema com o proprietário da empresa ou com funcionário e cria uma situação para prejudicar a empresa. Por isso a dupla visita se faz necessária para analisar, orientar e depois punir, se for o caso.


PEDRA E ESPINHO
O Senador Zequinha Marinho está em dias de colisão com o governo Helder. Por que será, hein, Zequinha? Vai enfrentar muitos espinhos em sua caminhada solitária. Menino besta esse Zequinha.


SUMIU
Um político veterano, analisando o comportamento de alguns vereadores principiantes, acha que antes eles apareciam nas redes sociais se exibindo para o povo tentando ganhar dinheiro através de propaganda enganosa. Depois que começaram a receber uma fortuna na Câmara, sumiram das redes sociais e agora estão numa boa curtindo com o dinheiro do povo, fugindo dos eleitores para não ajudar quando solicitado. Ganhar dinheiro fácil é muito bom.


FUNDO PARTIDÁRIO
Além do contribuinte financiar os salários dos políticos para viverem em uma boa em Brasília na mordomia, vai ter que pagar aos partidos para manter as campanhas deles sem tirar nada dos seus poupados salários. Esse é o nosso Brasil.
FUNDO PARTIDÁRIO 2
Enquanto os contribuintes são fiscalizados, penalizados e humilhados, esse recurso deveria ser aplicado para melhorar a saúde, energia, investir em resultado para reduzir o preço da gasolina e botijão de gás. Os contribuintes são massacrados e humilhados quando fiscalizados.


DOAÇÃO
Esse imposto de doação deveria acabar quando o bem é doado entre a família. Se um membro da familia doar a outro membro vai pagar imposto. Quem doar e quem receber não está auferindo lucro em dinheiro, porém, vai ter que pagar de acordo com o valor estipulado pelo estado, enquanto deveria ser calculado pelo valor do IPTU ou pelo valor declarado na Declaração de Imposto de Renda. Já existe decisão judicial e mesmo assim o estado está calculando pelos seus métodos sem justificar.


ARTICULAÇÕES
Já está em andamento algumas articulações visando a campanha de 2022. Surpresas vão acontecer e surpreender o prefeito Nélio e o governador Helder Barbalho. Muitos candidatos surgirão e muita traição também.


BARULHO DE MOTO
Várias pessoas procuraram a redação do Jornal para apelar à Polícia e os órgãos responsáveis pelo trânsito para apreender essas motos que estão perturbando a população que são alvos de reclamações. Esse barulho é uma prática que vem se tornando cada vez mais comum e incomodando o sossego alheio, a colocação de barulhentos canos de escape nas motos aumenta o ruído, prejudicando a população.
BARULHO DE MOTO 2
Os equipamentos também são conhecidos como “descarga livre” ou “cano torbal” e quando colocados nas motos fazem um estrondoso barulho, que incomoda a população que se sente impotente diante da prática abusiva. Os proprietários dessas motos devem responder processo por perturbação.


ALTER DO CHÃO
A estrutura, quer dizer, a falta de estrutura disponibilizada aos turistas em Alter do Chão, é o retrato do desprezo com o turismo. Para início de conversa, cita-se a precária e abandonada estrutura do Centro de Atendimento ao Turista (CAT). Na ilha do amor, as barracas há muito tempo deixaram de representar o ‘bucólico’, para retratar a falta de iniciativa para melhor atender os visitantes. Cadê a construção das barracas padronizadas, cujo projeto chegou a ser apresentado à sociedade?
ALTER DO CHÃO 2
Tal situação só não é pior devido aos investimentos empresariais, que não tem amparo de uma política pública de fomento que possam confiar. Qual a lógica de ter um empresário como secretário de turismo? Certamente, a visão empreendedora e a competência para fazer acontecer. Entretanto, não é o que vemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *