Três faccionados mortos em operação no RJ eram foragidos da Justiça do Pará

A operação policial realizada na sexta-feira, 11, na Vila Cruzeiro, no estado do Rio de Janeiro, resultou em nove mortos. De acordo com a Polícia Militar do Pará, três deles eram foragidos da Justiça do Pará e estavam escondidos na comunidade do Complexo da Penha, localizado na zona Norte do Rio.

De acordo com a PM, os criminosos paraenses são: Diego Calado da Silva, de 32 anos, o G Calado; Rafael Santana da Conceição, de 31 anos, o M5; e Luiz Carlos Santos Miranda, de 42 anos, o Poney. Todos eles eram integrantes da facção criminosa Comando Vermelho em Belém, conforme informou a PM.

Segundo informações das autoridades paraenses, os criminosos teriam fugido para o Rio de Janeiro e estavam escondidos na Vila Cruzeiro após expedição do mandado de prisão pela Justiça do Pará.

Os outros seis mortos durante a operação também integravam o Comando Vermelho, de acordo com a PM. São eles: Wagner da Silva Teixeira Torres, 28 anos, conhecido como VG ou Escobar, suspeito de tráfico e homicídio; Rodrigo Gonçalves, de 38 anos, conhecido como Velho ou Diguinho da 29; Wilson da Silva Júnior, de 32 anos, o Juninho Play, gerente da Rua 12; Jorge Martins Junior, de 43 anos, foragido da Justiça desde 2018; Jailzo Luis da Silva, de 32 anos, conhecido como Pará e; Fabrício Ramos de Paiva, de 35 anos.

O Impacto com informações Romanews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.