PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido

Após uma discussão, a policial militar Rhaillayne de Oliveira de Mello, do 7º BPM (São Gonçalo), fez vários disparos com arma de fogo contra a própria irmã, Rhayna Mello (foto em destaque), de 23 anos, que morreu na hora. Ela deixa um filho de 3 anos. O crime ocorreu no início da manhã deste sábado, dia 2, no bairro Porto Velho, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

A briga aconteceu em um posto de gasolina da região. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 8h.

Coube ao marido da agente, o também PM Leonardo de Paiva Barbosa, dar voz de prisão a ela. A policial foi levada para a 73ª DP (Neves) e, depois, encaminhada para a Delegacia de Homicídios de Niterói, que investiga o caso. No início da noite, Rhaillayne foi transferida para o Batalhão Especial Prisional (BEP), no Fonseca, em Niterói. A arma usada no crime foi apreendida.

Policial militar Rhaillayne de Oliveira de Mello, do 7º BPM

“De acordo com a Delegacia de Homicídios Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), a policial militar que realizou os disparos foi detida em flagrante por um PM e encaminhada à delegacia. Ela foi autuada pelo crime de homicídio. Diligências estão em andamento para apurar as circunstâncias do fato”, diz a nota enviada pela Polícia Civil.

No local, a GloboNews exibiu as primeiras imagens da área isolada pela polícia. O pai da vítima estava por lá mas, abalado, preferiu não falar com a imprensa. Segundo apuração feita pela reportagem de TV, as irmãs começaram a discutir quando saíram de uma festa, enquanto estavam em um carro de aplicativo. No posto, elas se separaram. Rhaillayne voltou depois, armada.

Fonte: Extra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.